quarta-feira, 14 de abril de 2021
Colunistas / Miudinhas
Tasso Franco

COVID BR: 50.617 MORTES; 1.085.039 INFECTADOS; BA 46.279; ÓBITOS 1.391

Os Estados Unidos lideram com mais de 120 mil mortos. segundo vem o Brasil com mais de 50 mil óbitos
21/06/2020 às 19:30
   MIUDINHAS GLOBAIS:

   1. (BRASIL): Dados divulgados neste domingo (21) apontam ainda que 17.459 novas infecções foram registradas no país, totalizando 1.085.038 casos. Segundo os dados do Ministério da Saúde, o país teve 641 novos óbitos causados pela doença registrados nas últimas 24 horas.

   2. O Brasil atingiu a marca de 50.617 mil pessoas mortas por covid-19 desde o início da pandemia, segundo o Ministério da Saúde.

   3. (BAHIA):Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 975 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +2,2%), 41 óbitos (+3,0%) e 897 curados (+4,1%). Dos 46.279 casos confirmados desde o início da pandemia, 22.588 já são considerados curados, 22.300 encontram-se ativos e 1.391 tiveram óbito confirmado.

  4. As confirmações ocorreram em 359 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (51,74%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Ipiaú (1.192,42), Uruçuca (1.062,43), itajuípe (1.044,36), Gandu (1.009,17) e São José da Vitória (1.007,60).

   5. O boletim epidemiológico contabiliza 46.279 casos confirmados, 95.253 casos descartados e 102.016 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas deste domingo (21)

  6. Na Bahia, 6.278 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. 

  7. Na Bahia, dos 2.149 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para coronavírus, 1.314 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de 61% No que se refere aos leitos de UTI adulto e pediátrico, dos 887 leitos exclusivos para o coronavírus, 683 possuem pacientes internados, compreendendo uma taxa de ocupação de 77%.

  8. Cabe ressaltar que o número de leitos é flutuante, representando o quantitativo exato de vagas disponíveis no dia. Intercorrências com equipamentos, rede de gases ou equipes incompletas, por exemplo, inviabilizam a disponibilidade do leito. Ressalte-se que novos leitos são abertos progressivamente mediante o aumento da demanda.

  9. A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) contabiliza 1.391 mortes pelo novo coronavírus.

1351º óbito – homem, 65 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial, diabetes, obesidade e imunodeficiência, foi internado dia 17/05 e veio a óbito dia 25/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

1352º óbito – homem, 43 anos, residente em Dias D’Ávila, portador de neoplasias e doença renal crônica, foi internado dia 01/06 e veio a óbito dia 13/06, em unidade da rede filantrópica, em Salvador;

1353º óbito – homem, 100 anos, residente em Salvador, portador de diabetes, foi internado dia 01/06 e veio a óbito dia 10/06, em unidade da rede privada, em Salvador;

1354º óbito – mulher, 88 anos, residente em Casa Nova, portadora de hipertensão arterial, foi data de admissão não informada, veio a óbito dia 11/06, em unidade da rede pública, em Araripina, Pernambuco;

1355º óbito – homem, 57 anos, residente em Serrinha, portador de neoplasias, foi internado dia 01/06 e veio a óbito dia 11/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1356º óbito – homem, 67 anos, residente em Salvador, sem comorbidades, foi internado dia 17/06 e veio a óbito dia 18/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1357º óbito – homem, 80 anos, residente em Salvador, portador de diabetes e doença respiratória crônica, foi internado dia 12/05 e veio a óbito dia 11/06, em unidade da rede privada, em Salvador;

1358º óbito – homem, 66 anos, residente em Valença, portador de doença vascular, foi internado dia 21/05 e veio a óbito dia 19/06, em unidade da rede filantrópica, em Valença;

1359º óbito – mulher, 73 anos, residente em Salvador, portadora de doença renal crônica, foi internada dia 11/06 e veio a óbito dia 15/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1360º óbito – homem, 72 anos, residente em Salvador, sem informação de comorbidades, foi internado dia 14/06 e veio a óbito dia 15/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1361º óbito – homem, 68 anos, residente em Salvador, portador de diabetes, foi internado dia 14/06 e veio a óbito dia 16/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1362º óbito – mulher, 43 anos, residente em Salvador, portadora de diabetes, foi interada dia 05/06 e veio a óbito dia 11/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1363º óbito – homem, 91 anos, residente em Gandu, sem informação de comorbidades, data de admissão não informada, veio a óbito dia 16/06, em unidade da rede pública, em Gandu;

1364º óbito – mulher, 57 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial e doença respiratória crônica, foi internada dia 30/05 e veio a óbito dia 10/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1365º óbito – homem, 80 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial, doença cardiovascular e doença renal crônica, foi internado dia 12/06 e veio a óbito dia 14/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1366º óbito – mulher, 62 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial e doença renal crônica, foi internada dia 03/06 e veio a óbito dia 14/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1367º óbito – mulher, 80 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial e obesidade, foi internada dia 22/05 e veio a óbito dia 16/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1368º óbito – mulher, 75 anos, residente em Salvador, portadora de doença renal crônica, foi internada dia 07/06 e veio a óbito dia 17/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1369º óbito – mulher, 90 anos, residente em Salvador, portadora de diabetes e doença renal crônica, foi internada dia 03/06 e veio a óbito dia 18/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1370º óbito – mulher, 79 anos, residente em Jequié, portadora de hipertensão arterial e diabetes, foi internada dia 25/05 e veio a óbito dia 18/06, em unidade da rede pública, em Jequié;

1371º óbito – mulher, 87 anos, residente em Salvador, sem informação de comorbidades, foi internada dia 02/06 e veio a óbito dia 18/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1372º óbito – mulher, 18 anos, residente em Teixeira de Freitas, sem comorbidades, foi internada dia 28/05 e veio a óbito dia 18/06, em unidade da rede pública, em Teixeira de Freitas;

1373º óbito – mulher, 83 anos, residente em São Sebastião do Passé, portadora de hipertensão arterial e doença cardiovascular, data de admissão não informada, veio a óbito dia 10/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1374º óbito – mulher, 69 anos, residente em Teixeira de Freitas, portadora de neoplasias, foi internada dia 03/06 e veio a óbito dia 18/06, em unidade da rede pública, em Teixeira de Freitas;

1375º óbito – homem, 93 anos, residente em Ilhéus, portador de neoplasia e doença renal crônica, foi internado dia 04/05 e veio a óbito dia 16/05, em unidade da rede pública, em Itabuna;

1376º óbito – homem, 61 anos, residente em São Sebastião do Passé, portador de hipertensão arterial, diabetes, doença cardiovascular e doença renal crônica, foi internado dia 19/05 e veio a óbito dia 04/06, em unidade da rede privada, em Salvador;

1377º óbito – homem, 67 anos, residente em Vitória da Conquista, portador de hipertensão arterial, diabetes, doença cardiovascular e doença renal crônica, foi internado dia 02/06 e veio a óbito dia 17/06, em unidade da rede pública, em Vitória da Conquista;

1378º óbito – homem, 94 anos, residente em Vitória da Conquista, sem comorbidades, foi internado dia 16/06 e veio a óbito dia 17/06, em unidade da rede pública, em Vitória da Conquista;

1379º óbito – mulher, 62 anos, residente em Lafaiete Coutinho, sem comorbidades, foi internada dia 11/05 e veio a óbito dia 19/06, em unidade da rede pública, em Jequié;

1380º óbito – homem, 66 anos, residente em Itaberaba, sem informação de comorbidades, data de admissão não informada, veio a óbito dia 15/06, em unidade não informada;

1381º óbito – homem, 74 anos, residente em Coaraci, portador de hipertensão arterial, diabetes e doença renal crônica, foi internado dia 13/05 e veio a óbito dia 18/06, em unidade da rede pública, em Ilhéus;

1382º óbito – mulher, 41 anos, residente em Salvador, portadora de doença cardiovascular, data de admissão não informada, veio a óbito dia 14/06, em unidade da rede privada, em Salvador;

1383º óbito – mulher, 55 anos, residente em Salvador, portadora de doença renal crônica, foi internada dia 07/05 e veio a óbito dia 16/06, em unidade da rede privada, em Salvador;

1384º óbito – homem, 86 anos, residente em Camacan, portador de hipertensão arterial e doença respiratória crônica, foi internado dia 17/06 e veio a na mesma data (17/06), em unidade da rede filantrópica, em Camacan;

1385º óbito – homem, 58 anos, residente em Vera Cruz, portador de doença renal crônica, foi internado dia 28/05 e veio a óbito dia 15/06, em unidade da rede privada, em Salvador;

1386º óbito – homem, 85 anos, residente em Camacan, portador de hipertensão arterial. Veio a óbito no dia 09/06, em seu domicílio, em Camacan;

1387º óbito – mulher, 60 anos, residente em São Sebastião do Passé, portadora de hipertensão arterial, diabetes mellitus, obesidade e doença cardiovascular. Internada dia 08/06, veio a óbito dia 15/06, em hospital da rede pública, em Salvador;

1388º óbito – homem, 78 anos, residente em Salvador, portador de imunodeficiência. Internado dia 340/05, veio a óbito dia 15/06, em hospital da rede particular, em Salvador;

1389º óbito – mulher, 92 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial. Sem informação acerca da data de internação, veio a óbito dia 07/06, em hospital da rede particular, em Salvador;

1390º óbito – homem, 76 anos, residente em Juazeiro, portador de diabetes mellitus. Sem informação acerca da data de internação, veio a óbito dia 16/06, em hospital da rede pública, em Juazeiro;

1391º óbito – homem, 81 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão e diabetes mellitus. Internado dia 24/05, veio a óbito dia 15/06, em hospital da rede particular, em Salvador
                                                                     ****
  10. A Maternidade Tsylla Balbino, unidade da rede da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), ganhou nesta sexta-feira (19) uma nova recepção, ambiência e Acolhimento com Classificação de Risco (ACCR) para as pacientes. A entrega foi feia pela subsecretária da Saúde do Estado, Tereza Paim. Foram investidos R$ 432 mil para a reforma, que faz parte da atuação da Sesab, visando o aperfeiçoamento do Sistema Único de Saúde (SUS), voltado para as unidades de atenção especializada.

  11. A Subsecretária destaca que esta é uma das diversas reformas que foram feitas nas unidades da Sesab. “O governador Rui Costa determinou e estamos trabalhando para que os pacientes da rede estadual tenham cada vez mais uma melhor assistência. As mulheres que chegarem à Tsylla terão atendimento ainda mais humanizado numa nova ambiência padronizada para maternidades”, afirma.

  12. A reforma contemplou a ambiência com nova recepção para acompanhantes; nova regulação; adequação dos sanitários (acessibilidade); reforma da sala de exame e admissão, incluindo um banheiro e área de apoio; sala para o funcionamento da ouvidoria; novo sanitário na sala de espera e novo acesso de emergência.

  13. Com a reforma, foi instalada uma nova porta de entrada, realizada pintura interna, colocado piso (instalação de manta), instalação de forro; revisão e troca de esquadrias e das redes elétrica e hidráulica. De acordo com a diretora da maternidade, Rita Gramacho, a reforma vai proporcionar um impacto positivo na assistência. “Vamos oferecer um ambiente mais acolhedor, moderno e harmonioso, para funcionários, pacientes, acompanhantes e visitantes”.

  14. A entrega vai proporcionar um conforto maior para as mulheres que ali são atendidas. A Tsylla Balbino, situada no bairro de Baixa de Quintas, atende por demanda espontânea e referenciada, realizando uma média mensal de 340 partos. Este ano, já fez mais de seis mil atendimentos.

  15. Inaugurada em março de 1959, a Tsylla Balbino atualmente possui um total de 89 leitos ativos (sendo 15 de neonatologia). Oferece serviços de ultrassonografia, laboratório, terapia ocupacional, fonoaudiologia, fisioterapia, nutrição, oftalmologia, pré-natal de alto risco, emergência obstétrica e ginecológica, posto de coleta de leite materno, destinada aos bebês internados.

  16. Lá, as mulheres dispõem de serviço de pré-natal completo, composto de consultas com médico obstetra, enfermeiro, nutricionista e assistente social. Para os recém-nascidos, a maternidade realiza triagem neonatal oferecendo os testes do olhinho, coraçãozinho, linguinha, orelhinha e pezinho com uma equipe especializada.

  17. Possui enfermeiras obstetras atuando na humanização do parto. Atualmente trabalhando com adequações para a pandemia, tem um fluxo organizado e leitos exclusivos destinados a pacientes com suspeita ou diagnóstico de Covid-19.

   18. (MUNDO): Mortes causadas pela covid-19 passam de 461 mil em todo o mundo. Total de pessoas infectadas pelo novo coronavírus chega a 8,7 milhões; Brasil é o segundo país mais afetado pela pandemia, atrás dos Estados Unidos

  19. O número de mortes causadas pela covid-19 aumentou para 461.715 em todo o mundo e os casos confirmados chegam a 8,7 milhões, de acordo com a contagem diária da OMS (Organização Mundial da Saúde) divulgada neste domingo (21).

  20. Nas últimas 24 horas, 6.270 pessoas foram mortas pela doença, cerca de mil a mais que nos dias anteriores. Os casos confirmados já chegam a 8,7 milhões - 138.926 foram confirmados nesse mesmo período.
Brasil e Índia - o segundo e quarto países mais afetados pela pandemia no mundo, respectivamente - mostram curvas acentuadas de infecção pelo vírus.

  21. Segundo as estatísticas gerenciadas pela OMS, o Peru é o sexto país com mais casos no planeta e já superou a Espanha. Entretanto, a mortalidade no país latino-americano é menor: 7600 pessoas morreram, já no país europeu mais de 28 mil vidas foram perdidas.

  22. Os Estados Unidos, por sua vez, registraram 36.617 infecções diárias, uma das maiores quantidades desde o início da pandemia. O país tem mais de 120.000 mortes.