quarta-feira, 14 de abril de 2021
Colunistas / Miudinhas
Tasso Franco

COVID BR: 47.748 MORTES; 978.142 INFECTADOS; BA 41.577; ÓBITOS 1.263

Número de mortos e infectados crescem na Bahia apesar de todo esforço dos governos e da população
18/06/2020 às 10:14
MIUDINHAS GLOBAIS:

   1. (BRASIL): O Brasil confirmou 1.238 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas. Com os dados divulgados pelo Ministério da Saúde, no início da noite desta quinta-feira (18), o país acumula 47.748 óbitos desde o início da pandemia.

  2. As secretarias de saúde também contabilizaram 22.765 novos casos da infecção respiratória provocada pelo novo coronavírus. De ontem para hoje, portanto, o contingente de diagnosticado avançou para 978.142. 

  3. (BAHIA): A Bahia teve um crescimento pequeno nas últimas 24 horas em virtude desse fato, já tendo acionado o Ministério da Saúde e o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass).

  4. Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 651 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de 1,6%), 41 óbitos (+3,4%) e 465 curados (+2,6%). Dos 41.577 casos confirmados desde o início da pandemia, 18.351 já são considerados curados, 21.963 encontram-se ativos e 1.263 óbitos confirmados.

  5. As confirmações ocorreram em 357 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (54,44%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 1.000.000 habitantes foram Ipiaú (11.095,85), Itajuípe (9.955,59), Uruçuca (9.747,06), São José da Vitória (8.661,83) e Salvador (7.634,18).

  6. O boletim epidemiológico contabiliza 41.577 casos confirmados, 80.953 casos descartados e 91.138 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta quinta-feira (18).

   7. Na Bahia, dos 2.116 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para coronavírus, 1.244 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de 59% No que se refere aos leitos de UTI adulto e pediátrico, dos 868 leitos exclusivos para o coronavírus, 650 possuem pacientes internados, compreendendo uma taxa de ocupação de 75%.

  8. Cabe ressaltar que o número de leitos é flutuante, representando o quantitativo exato de vagas disponíveis no dia. Intercorrências com equipamentos, rede de gases ou equipes incompletas, por exemplo, inviabilizam a disponibilidade do leito. Ressalte-se que novos leitos são abertos progressivamente mediante o aumento da demanda.

  9. Óbitos: A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) contabiliza 1.263 mortes pelo novo coronavírus.

1223º óbito – mulher, 35 anos, residente em Salvador, portadora de diabetes, data de admissão não informada, veio a óbito dia 07/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1224º óbito – homem, 96 anos, residente em Salvador, sem comorbidades, foi internado dia 05/06 e veio a óbito dia 11/06, em unidade da rede privada, em Salvador;

1225º óbito – homem, 72 anos, residente em Feira de Santana, portador de doença renal crônica, foi internado no dia 21/05 e veio a óbito dia 16/06, em unidade da rede pública, em Feira de Santana;

1226º óbito – homem, 86 anos, residente em Ipiaú, sem comorbidades, foi internado dia 15/06 e veio a óbito dia 16/06, em unidade da rede pública, em Vitória da Conquista;

1227º óbito – mulher, 46 anos, residente em Salvador, sem informação de comorbidades, foi internada dia 13/05 e veio a óbito dia 04/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1228º óbito – mulher, 38 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial, foi internada dia 19/05 e veio a óbito dia 23/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

1229º óbito – mulher, 74 anos, residente em Itabuna, portadora de hipertensão arterial e diabetes, foi internada dia 20/05 e veio a óbito dia 22/05, em unidade da rede pública, em Itabuna;

1230º óbito – homem, 72 anos, residente em Salvador, portador de diabetes e demências, incluindo Alzheimer, foi internado dia 07/06 e veio a óbito dia 08/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1231º óbito – homem, 58 anos, residente em Salvador, sem informação de comorbidades, foi internado dia 12/05 e veio a óbito dia 02/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1232º óbito – homem, 76 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial, foi internado dia 03/06 e veio a óbito dia 10/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1233º óbito – mulher, 41 anos, residente em Simões Filho, sem comorbidades, foi internada dia 05/06 e veio a óbito dia 09/06, em unidade da rede pública, em Camaçari;

1234º óbito – homem, 43 anos, residente em Salvador, sem comorbidades, foi internado dia 03/06 e veio a óbito dia 10/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1235º óbito – mulher, 69 anos, residente em Candeias, sem informação de comorbidades, data de internação não informada, veio a óbito dia 08/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1236º óbito – homem, 93 anos, residente em Itaberaba, sem comorbidades, foi internado dia 04/06 e veio a óbito dia 12/06, em unidade da rede pública;

1237º óbito – mulher, 44 anos, residente em Salvador, sem informação de comorbidades, data de internação não informada, veio a óbito dia 05/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1238º óbito – mulher, 65 anos, residente em Dias D’Ávila, sem comorbidades, foi internada dia 06/06 e veio a óbito dia 07/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1239º óbito – homem, 97 anos, residente em Salvador, sem informação de comorbidades, foi internado dia 13/05 e veio óbito dia 07/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1240º óbito – mulher, 93 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial, foi internada dia 23/04 e veio a óbito dia 29/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

1241º óbito – homem, 65 anos, residente em Salvador, portador de diabetes e doenças autoimunes, data de admissão não informada, veio a óbito dia 06/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1242º óbito – mulher, 53 anos, residente em Salvador, sem informação de comorbidades, data de admissão não informada, veio a óbito dia 04/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1243º óbito – homem, 52 anos, residente em Salvador, sem informação de comorbidades, data de admissão não informada, veio a óbito dia 30/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

1244º óbito – mulher, 63 anos, residente em Salvador, sem informação de comorbidades, data de admissão não informada, veio a óbito dia 05/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1245º óbito – mulher, 68 anos, residente em Rui Barbosa, sem comorbidades, foi internada dia 14/06 e veio a óbito dia 16/06, em unidade da rede filantrópica, em Rui Barbosa;

1246º óbito – mulher, 90 anos, residente em Salvador, sem informação de comorbidades, data de admissão não informada, veio a óbito dia 08/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1247º óbito – homem, 81 anos, residente em Salvador, portador de doença cardiovascular e doença renal crônica, foi internado dia 05/06 e veio a óbito dia 10/06, em unidade da rede filantrópica, em Salvador;

1248º óbito – homem, 38 anos, residente em Salvador, sem informação de comorbidades, foi internado dia 07/06 e veio a óbito dia 13/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1249º óbito – homem, 64 anos, residente em Santo Amaro, sem informação de comorbidades, data de admissão não informada, veio a óbito dia 29/05, em unidade da rede pública, em Feira de Santana;

1250º óbito – homem, 49 anos, residente em Salvador, portador de diabetes, foi internado dia 14/05 e veio a óbito dia 04/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1251º óbito – homem, 27 anos, residente em Mata de São João, portador de neoplasias, doenças genéticas e imunodeficiência. Internado dia 19/05, veio a óbito dia 12/06, em hospital público federal, em Salvador;

1252º óbito – mulher, 60 anos, residente em Salvador, sem informações acerca de comorbidades. Internada dia 30/05, veio a óbito dia 08/06, em hospital da rede pública, em Salvador;

1253º óbito – homem, 82 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial, doença respiratória crônica e doença renal crônica. Internado dia 26/05, veio a óbito dia 16/06, em hospital da rede particular, em Salvador;

1254º óbito – homem, 66 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial. Sem informação acerca da data de internação, veio a óbito dia 28/05, em hospital da rede pública, em Salvador;

1255º óbito – homem, 85 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial e diabetes mellitus. Internado dia 23/05, veio a óbito dia 28/05, em hospital da rede pública, em Salvador;

1256º óbito – mulher, 90 anos, residente em Simões Filho, portadora de doença cardiovascular. Internada dia 08/06, veio a óbito dia 13/06, em hospital da rede pública, em Salvador;

1257º óbito – mulher, 72 anos, residente em Feira de Santana, portadora de hipertensão arterial, diabetes mellitus e obesidade. Internada dia 06/06, veio a óbito dia 17/06, em hospital da rede pública, em Feira de Santana;

1258º óbito – homem, 68 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial. Internado dia 01/06, veio a óbito dia 09/06, em hospital da rede pública, em Salvador;

1259º óbito – homem, 51 anos, residente em Teixeira de Freitas, portador de hipertensão arterial. Sem informações acerca da data de internação, veio a óbito dia 13/06, em unidade pública de saúde, em Teixeira de Freitas;

1260º óbito – homem, 80 anos, residente em Salvador, sem informações acerca de comorbidade. Internado dia 09/06, veio a óbito dia 11/06, em hospital da rede pública, em Salvador;

1261º óbito – homem, 97 anos, residente em Itabuna, sem informações acerca de comorbidade. Veio a óbito em domicílio, no dia 12/06, em Itabuna;

1262º óbito – mulher, 83 anos, residente em Terra Nova, portadora de hipertensão arterial, diabetes mellitus e doença renal crônica. Internada dia 20/05, veio a óbito dia 25/05, em hospital da rede pública, em Salvador;

1263º óbito – homem, 69 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial. Internado dia 31/05, veio a óbito dia 02/06, em hospital da rede pública, em Salvador.
                                                     ****
  10. As policlínicas regionais de saúde estão retomando progressivamente as atividades, a partir de medidas de adequação para se prevenir o contágio de pacientes e profissionais da saúde pelo novo coronavírus. Seis delas já estão em funcionamento. São elas as unidades de Barreiras, primeira a voltar a atender, em 12 de maio, seguida por Teixeira de Freitas, Senhor do Bonfim, Guanambi, Irecê e Juazeiro.

  11. Segundo a coordenadora de Planejamento Regional da Secretaria da Saúde do Estado, e também coordenadora técnica de implantação das policlínicas, Joana Molesine, as prefeituras que fazem parte dos consórcios, que administram cada uma das unidades, estão realizando assembleias para decidirem as datas de reabertura, de acordo com a situação epidemiológica de cada região.

  12. “Existem alguns fatores que aceleram essa decisão, como o acúmulo da demanda reprimida de exames que não podem deixar de ser feitos, como cardíacos, oncológicos, entre outros”, afirma Molesine.
   
   13. Sobre as condições epidemiológicas de cada região, a coordenadora esclarece que estão sendo acompanhadas de perto pela Sesab. “A minha equipe acompanha como estão os números de casos em cada região e isso tem balizado as assembleias dos prefeitos”. 

   14. Joana informa ainda que, nos casos de maior necessidade, onde a situação epidemiológica não está favorável, caso haja uma grande necessidade, os prefeitos podem optar por reabrir as policlínicas, mas com a suspensão de exames invasivos, como endoscopia e colonoscopia.

  15. A Prefeitura de Euclides da Cunha contratou uma farmácia da Paraíba para comprar máscaras por dispensa de licitação (Nº 050/2020) no valor de R$ 419.400,00. A empresa com Razão Social João Victor Soares Pereira de Sousa está sediada em Catolé do Rocha (PB).  Através da consulta do CNPJ (30.892.124/0001-90), a empresa tem o nome fantasia de Farmácia Nossa Senhora de Fátima.

  16. Foi contratado, por dispensa de licitação,  o fornecimento de  máscaras anatômicas filtrantes (reutilizáveis) para a prevenção do contágio pelo COVID-19 para serem distribuídas à população da cidade.

   17. De acordo com o deputado federal Zé Nunes (PSD), uma empresa da cidade ou do estado deveria ter sido contratada. 

  18. O parlamentar também denunciou que o prefeito Luciano Pinheiro Damasceno fez uma dispensa de licitação no valor de R$ 1,3 milhão para reformar completamente um hotel cuja obra vai durar entre 3 a 6 meses. Será um centro de triagem para o Novo Coronavírus.

  19. Visando alinhar ações entre os municípios e o Governo do Estado no combate ao Coronavírus, a Associação dos Municípios do Sul e Extremo Sul e Sudoeste da Bahia – AMURC, em conjunto com a União dos Municípios da Bahia – UPB articularam uma reunião remota, na próxima terça-feira, 23, às 15hs, entre o secretário de saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas com os prefeitos e prefeitas.

   20. Na oportunidade serão apresentadas as demandas dos municípios quanto a melhoria e ampliação das estruturas hospitalares, em especial de UTIs, regulação dos pacientes, ampliação da testagem, recebimentos de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), dentre outros pontos. Porém, a integração das ações entre os municípios e o Estado será um ponto de destaque, com intuito de ampliar um cinturão de barreira fitossanitária e de controle regional da pandemia.

   21. Os 80 ovos deixados por uma tartaruga oliva na praia da Barra, na noite da última terça-feira (16), foram recolhidos, nesta quinta-feira (18), por equipes do Grupo Especial de Proteção Ambiental (GEPA) da Guarda Civil Municipal (GCM), do projeto Tamar e da Limpurb. Depois de colocados em um isopor e cobertos com areia, os ovos foram levados para a unidade do projeto em Praia do Forte, onde serão protegidos em um cercado de incubação. 

   22. Os filhotes devem romper os ovos e nascer após um período que varia entre 45 e 60 dias, dependendo do calor do sol. As imagens do momento exato em que a tartaruga cava o ninho e enterra os ovos viralizaram em dois vídeos que circularam pelas redes sociais e que também foram divulgados pela Prefeitura. 

    23. De acordo com bióloga do Tamar, Natália Berchieri, o ninho precisou ser retirado, pois estava em área considerada de risco para o desenvolvimento dos filhotes, não por conta do trânsito de pessoas, já que as praias da cidade estão fechadas em função das medidas de isolamento social, mas pela iluminação artificial que confunde as pequenas tartarugas no curto trajeto de volta ao mar.