quarta-feira, 21 de abril de 2021
Colunistas / Miudinhas
Tasso Franco

BAHIA REGISTRA 28.715 PESSOAS INFECTADAS PELA COVID E 910 MORTES

Na Bahia, 4.129 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui.
08/06/2020 às 19:49
   MIUDINHAS GLOBAIS:

   1. A Bahia registra 28.715 casos confirmados de coronavírus (Covid-19), o que representa 19,09% do total de notificações no estado. O boletim epidemiológico ainda contabiliza 12.406 pessoas recuperadas, 910 óbitos e 15.399 indivíduos monitorados pela vigilância epidemiológica e com sintomas da Covid-19, o que são chamados de casos ativos.

  2. Os casos confirmados ocorreram em 341 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (56,99%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 1.000.000 habitantes foram Ipiaú (7.673,36), Itajuípe (7.173,88), Uruçuca (6.774,21), Urandi (5.823,03) e Salvador (5.650,78).

   3. O boletim epidemiológico contabiliza ainda 45.274 casos descartados e 76.423 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 16 horas desta segunda-feira (8).

   4. Na Bahia, dos 1.977 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para coronavírus, 1.103 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de 56%. No que se refere aos leitos de UTI adulto e pediátrico, dos 813 leitos exclusivos para o coronavírus, 563 possuem pacientes internados, compreendendo uma taxa de ocupação de 69%. 

   5. Cabe ressaltar que o número de leitos é flutuante, representando o quantitativo exato de vagas disponíveis no dia. Intercorrências com equipamentos, rede de gases ou equipes incompletas, por exemplo, inviabilizam a disponibilidade do leito. Ressalte-se que novos leitos são abertos progressivamente mediante o aumento da demanda.

   6. A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) contabiliza 910 mortes pelo novo coronavírus. Conforme perfil detalhado abaixo, os óbitos não ocorreram nas últimas 24 horas.

880º óbito – homem, 97 anos, residente em Salvador, portador de diabetes e demências, incluindo Alzheimer, foi internado dia 11/05 e veio a óbito dia 25/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

881º óbito – mulher, 91 anos, residente em Salvador, sem comorbidades, foi internada dia 28/05 e veio a óbito dia 30/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

882º óbito – homem, 74 anos, residente em Salvador, portador de diabetes, foi internado dia 28/05 e veio a óbito dia 30/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

883º óbito – homem, 70 anos, residente em Santo Estevão, portador de diabetes, foi internado dia 21/05 e veio a óbito dia 02/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

884º óbito – homem, 78 anos, residente em Prado, portador de hipertensão arterial, foi internado dia 01/06 e veio a óbito dia 07/06, em unidade da rede pública, em Teixeira de Freitas;

885º óbito – homem, 72 anos, residente em Salvado, sem informação sobre a existência de comorbidades. Sem informação acerca da data de admissão, e veio a óbito dia 05/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

886º óbito – homem, 56 anos, residente em Camaçari, portador de hipertensão arterial e obesidade, foi a óbito em domicílio, em Camaçari;

887º óbito – homem, 60 anos, residente em Salvador, portador de doenças autoimunes e imunodeficiência, foi internado dia 15/05 e veio a óbito dia 26/05, em unidade da rede privada, em Salvador;

888º óbito – mulher, 79 anos, residente em Salvador, sem comorbidades, foi internada dia 03/05, e veio a óbito dia 20/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

889º óbito – mulher, 75 anos, residente em Salvador, sem comorbidades, foi internada dia 05/05 e veio a óbito dia 29/05, em unidade da rede filantrópica, em Salvador;

890º óbito – mulher, 56 anos, residente em Itaberaba, portadora de hipertensão arterial, diabetes, obesidade e doença hepática, foi internada dia 17/05 e veio a óbito dia 05/06, em unidade da rede pública, em Lauro de Freitas;

891º óbito – homem, 45 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial, foi internado dia 24/05 e veio a óbito dia 01/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

892º óbito – mulher, 66 anos, residente em Salvador, sem comorbidades, data de admissão não informada, veio a óbito dia 19/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

893º óbito – mulher, 63 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial, doença cardiovascular, doença respiratória crônica e obesidade, foi internada dia 26/05 e veio a óbito dia 31/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

894º óbito – mulher, 92 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial, diabetes, doenças endócrinas e nutricionais, foi internada dia 19/05 e veio a óbito dia 30/05, em unidade da rede privada, em Salvador;

895º óbito – mulher, 48 anos, residente em Salvador, sem comorbidades, data de admissão não informada, veio a óbito dia 23/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

896º óbito – mulher, 66 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial e diabetes, foi internada dia 29/05 e veio a óbito dia 31/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

897º óbito – mulher, 73 anos, residente em Camaçari, sem comorbidades, foi internada dia 05/06 e veio a óbito na mesma data (05/06), em unidade da rede filantrópica, em Salvador;

898º óbito – mulher, 39 anos, residente em Salvador, sem comorbidades, data de admissão não informada, veio a óbito dia 27/05,em unidade da rede pública, em Salvador;

899º óbito – mulher, 55 anos, residente em Salvador, sem comorbidades, data de admissão não informada, veio a óbito dia 22/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

900º óbito – mulher, 66 anos, residente em Simões Filho, portadora de diabetes, foi internada dia 03/06 e veio a óbito 04/06, em unidade da rede pública, em Simões Filho;

901º óbito – mulher, 56 anos, residente em Feira de Santana, portadora de hipertensão arterial e doença renal crônica, data de admissão não informada, veio a óbito dia 07/06, em unidade da rede pública, em Feira de Santana;

902º óbito – mulher, 69 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial e doença cardiovascular, foi internada dia 15/05 e veio a óbito dia 02/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

903º óbito – mulher, 41 anos, residente em São Gonçalo dos Campos, portadora de diabetes, data de admissão não informada, veio a óbito dia 06/06, em unidade da rede pública, em São Gonçalo dos Campos;

904º óbito – homem, 47 anos, residente em Valente, portador de hipertensão arterial, neoplasias, doença do sistema nervoso e obesidade, data de admissão não informada, veio a óbito dia 31/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

905º óbito – homem, 64 anos, residente em Salvador, portador de diabetes, foi internado dia 17/05 e veio a óbito dia 03/06, em unidade da rede filantrópica;

906º óbito – mulher, 85 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial. Sem informação sobre a data de internação, veio a óbito dia 05/06, em hospital da rede particular, em Salvador;

907º óbito – mulher, 80 anos, residente em Salvador, portadora de diabetes mellitus. Internada dia 26/05, veio a óbito dia06/06, em hospital da rede particular, em Salvador;

908º óbito – mulher, 21 anos, residente em Salvador, sem informação acerca de comorbidades. Sem informação sobre a data da internação, veio a óbito dia 06/06, em hospital filantrópico, em Salvador;

909º óbito – homem, 51 anos, residente em Salvador, sem comorbidades. Internado dia 22/05, veio a óbito dia 06/06, em hospital da rede particular, em Salvador;

910º óbito – mulher, 81 anos, residente em Salvador, portadora de diabetes mellitus, demência, Alzheimer e doenças endócrinas e nutricionais. Internada dia 25/05, veio a óbito dia 29/05, em hospital filantrópico, em Salvador.
                                                         ****
   7. A Rede Mulher Solidária atuará na captação de recursos, itens alimentícios e de higiene pessoal e também na mobilização de pessoas e instituições a fim de garantir a aquisição dos materiais e produtos que vão compor o Kit Mulher Solidária para distribuição entre grupos, coletivos e associações de mulheres, em situação de vulnerabilidade social, nos bairros de Salvador e municípios mais atingidos pela Covid-19.

  8. Nesta terça-feira (8), um dos postos para arrecadar donativos, instalado no Corpo de Bombeiros, na avenida ACM, em Salvador, começa a funcionar (24h).

  9. Outros dois postos começam a funcionar a partir de sexta-feira (12): no Teatro Castro Alves (com funcionamento das 8h às 14h) e no Shopping Barra (das 12h às 18h). A Rede receberá também doações em dinheiro por meio de depósito no Banco do Brasil, agência 3832-6, conta 993.527-4, CNPJ 13.763.132/0001-17. A conta estará disponível ainda esta semana. Outras informações podem ser solicitadas pelo e-mail redemulher@spmba.ba.gov.br .

  10. Um comitê gestor interinstitucional, suprapartidário, ficará responsável pela captação e distribuição dos kits, além da avaliação das ações solidárias, mas a Rede está aberta à participação de organizações de mulheres dispostas a colaborar. 

   11. A expectativa é de que as doações alcancem 15 mil mulheres chefas de família monoparentais com a distribuição do Kit Mulher Solidária, o qual deve atender necessidades básicas de alimentação, higiene e promoção do cuidado pessoal e da limpeza doméstica. O kit também terá orientações sobre o enfrentamento à violência doméstica e familiar contra as mulheres e ao Covid-19.

   12. O deputado estadual Alex Lima (PSB) cobrou ao Governo do Estado a recuperação asfáltica da BA 396 no trecho que liga o povoado de Loreto a Rio Real e Rio Real a Itapicuru. De acordo com o parlamentar a via encontra-se em péssimo estado de conservação, dificultando o escoamento da produção agrícola regional. 

   13. "A rodovia é de fundamental importância para toda a região. Não é a primeira vez que solicitamos esta recuperação. Os moradores precisam urgentemente contar com esta estrada e em boas condições de uso", disse o deputado, ressaltando que a BA 396 é uma das principais ligações do agreste baiano à BR-101.

   14.  "A BA 396 é a principal via de trânsito para o escoamento da produção agrícola local e o abastecimento dos diversos municípios.  Conto com a ajuda do governador Rui Costa e do secretário Marcus Cavalcanti para atender nosso pleito", completou.

   15.  O senador Randolfe Rodrigues apresentou à Procuradoria-Geral da República uma representação pedindo investigação da conduta do presidente Jair Bolsonaro e do escritor Olavo de Carvalho após a série de postagens que o 'guru do bolsonarismo' fez na madrugada deste domingo, 7, criticando o presidente - escrevendo até que pode derrubar o governo. Na representação enviada à PGR, Randolfe diz que os fatos 'estranham tanto quanto surpreendem'.

  16. Segundo o parlamentar, as falas de Olavo levantam a possibilidade de ocorrência imediata de vários crimes, como extorsão, prevaricação, lavagem de dinheiro, calúnia e difamação contra o Presidente, 'bem como mediata de inúmeros outros, como, por exemplo, corrupção'.

  17. Em vídeo, Olavo afirmou que Bolsonaro não faz nada para defendê-lo de uma susposta milícia digital, que o presidente não é seu amigo e que ainda pode ser processado por prevaricação, já que presencia crimes e não faz nada. Em seguida, ainda escreveu que pode derrubar o governo Bolsonaro e pergunta: "Os militares obedecem você ou é você que obedece a eles?"

   18. O vereador Odiosvaldo Vigas informou hoje (08) que ingressará com ação judicial contra a construção de uma Estação Elevada de Esgotamento Sanitário na Lagoa do Abaeté. A edificação vem sendo questionada por parcela dos moradores da região desde o ano passado e na sexta-feira (05) ocorreu no local mais uma manifestação contrária às obras , sob responsabilidade da Conder e da Embasa. 

   19. “No Dia Mundial do Meio Ambiente, frente à pandemia, o governo estadual deixa de dar garantias sociais para o cidadão e faz  uma obra indesejada. A Lagoa do Abaeté é uma APA e em vez de preservação da área, fazem intervenção para destruir o simbolismo e a história local; local esse que está abandonado faz tempo pelo poder público”, frisou o edil.  

   20. Além do protesto, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur) embargou a obra. A construção nas margens da Lagoa do Abaeté tem levado preocupação a moradores e ambientalistas do bairro, que temem pela poluição da lagoa e o impacto visual que a obra pode trazer.

    21. O pedetista salienta que as tecnologias atuais devem ser utilizadas para preservar o meio ambiente, o clima e a umidade do ar, dentre outros aspectos ambientais, sem necessidade da construção da obra no entorno do Abaeté. 

   22. Acrescenta ainda que a Conder e a Embasa precisam ouvir técnicos das universidades baianas e especialistas da área, “que podem contribuir significativamente com a questão. A Lagoa do Abaeté é  histórica e patrimônio da coletividade de Itapuã e da cidade. E uma obra desse porte exige diálogo entre as várias partes interessadas”.