quarta-feira, 21 de abril de 2021
Colunistas / Miudinhas
Tasso Franco

COVID BRASIL: 29.937 MORTOS; 526.447 INFECTADOS; BA 18.898; ÓBITOS 701

Ministro rebate Celso de Melo e pede respeito ao presidente Bolsonaro
01/06/2020 às 10:22
   MIUDINHAS GLOBAIS:

   1. (BRASIL) - O Ministério da Saúde informou nesta segunda-feira (1º) seu mais recente balanço com os casos e mortes por coronavírus no Brasil. Os principais dados são: 29.937 mortes, eram 29.314 no domingo (31); Foram 623 registros de morte incluídos em 24 horas; 526.447 casos confirmados, eram 514.849 no domingo; Foram incluídos 12.247 casos em 24 horas; 285.430 pacientes estão em acompanhamento (54,2%); 211.080 pacientes estão recuperados


   2. (BAHIA) - A Bahia registra 18.898 casos confirmados de coronavírus (Covid-19), o que representa 16,07% do total de notificações no estado. Os 34 óbitos contabilizados no boletim epidemiológico desta segunda (1º) referem-se a um período de 28 dias, conforme observado nos perfis detalhados. Ou seja, não ocorreram em 24 horas. Estas notificações tardias estão sendo apuradas pela Auditoria do Sistema Único de Saúde (SUS) e pela Corregedoria.

   3. Considerando o número de 18.898 casos confirmados, 6.701 recuperados e 701 óbitos, 11.496 pessoas permanecem monitoradas pela vigilância epidemiológica e com sintomas da Covid-19, o que são chamados de casos ativos. Na Bahia, 2.764 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19.

   4. Os casos confirmados ocorreram em 302 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (61,32%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 1.000.000 habitantes foram Uruçuca (5.653,30), Ipiaú (4.294,47), Itabuna (4.192,79), Salvador (3.979,67) e Itajuípe (3.855,35).

   5. O boletim epidemiológico registra 41.442 casos descartados e 117.625 notificações em toda a Bahia. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta segunda (1º).

   6. Na Bahia, dos 1.803 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para coronavírus, 1.017 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de 56%. No que se refere aos leitos de UTI adulto e pediátrico, dos 791 leitos exclusivos para o coronavírus, 534 possuem pacientes internados, compreendendo uma taxa de ocupação de 68%. 

   7. Cabe ressaltar que o número de leitos é flutuante, representando o quantitativo exato de vagas disponíveis no dia. Intercorrências com equipamentos, rede de gases ou equipes incompletas, por exemplo, inviabilizam a disponibilidade do leito. Ressalte-se que novos leitos são abertos progressivamente mediante o aumento da demanda.

   8. O Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia (Lacen-BA) realizou 55.547 exames do tipo RT-PCR, que é o padrão ouro para identificar o genoma viral do coronavírus, no período de 1° de março a 1º de junho de 2020. Estão em análise 1.416 exames.

   9. A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) contabiliza 701 mortes pelo novo coronavírus.

668º óbito – mulher, 88 anos, residente em Salvador, portadora de doença respiratória crônica. Internada dia 21/05, veio a óbito dia 29/05, em hospital da rede particular, em Feira de Santana;

669º óbito -homem, 45 anos, residente em Eunápolis, portador de hipertensão arterial. Internado dia 11/05, veio a óbito dia 12/05, em hospital da rede pública, em Eunápolis;

670º óbito – homem, 84 anos, residente em Uruçuca, portador de diabetes mellitus, hipertensão arterial e doença renal crônica. Internado dia 22/05, veio a óbito dia 26/05, em hospital da rede pública, em Ilhéus;

671º óbito – mulher, 76 anos, residente em Cairu, portadora de diabetes mellitus e hipertensão arterial. Sem informação acerca da data de internação, veio a óbito dia 07/05, em hospital filantrópico de Valença;

672º óbito – mulher, 65 anos, residente em Mulungu do Morro, portadora de diabetes mellitus, doença cardiovascular, hipertensão arterial e doença respiratória crônica. Internada dia 23/05, veio a óbito dia 29/05, em hospital da rede pública, em Mulungu do Morro;

673º óbto – mulher, 84 anos, residente em Salvador, portadora de diabetes mellitus e hipertensão arterial. Internada dia 04/05, foi a óbito dia 24/05, em hospital da rede particular, em Salvador;

674º óbito – homem, 70 anos, residente em Salvador, portador de obesidade e hipertensão arterial. Internado dia 18/05, veio a óbito dia 30/05, em hospital da rede particular, em Salvador;

675º óbito – homem, 71 anos, residente em Simões Filho, portador de doença cardiovascular e obesidade. Internado dia 22/05, veio a óbito dia 24/05, em hospital da rede pública, em Simões Filho;

676º óbito – mulher, 71 anos, residente em Salvador, portadora de doença cardiovascular, imunodeficiência e neoplasia. Internada dia 23/05, veio a óbito dia 26/05, em hospital militar, em Salvador;

677º óbito – homem, 65 anos, residente em Salvador, sem comorbidades. Internado dia 19/05, veio a óbito dia 28/05, em hospital filantrópico, em Salvador;

678º óbito – mulher, 85 anos, residente em Pau Brasil, sem comorbidades. Internada dia 21/05, veio a óbito no mesmo dia (21/05), em hospital da rede pública, em Ilhéus;

679º óbito – homem, 60 anos, residente em Salvador, portador de diabetes mellitus, hipertensão arterial e doença cardiovascular sistêmica. Internado dia 18/05, veio a óbito dia 29/05, em hospital da rede particular, em Salvador;

680º óbito – homem, 78 anos, residente em São José da Vitória, portador de hipertensão arterial. Internado dia 23/05, veio a óbito dia 27/05, em hospital filantrópico, em Itabuna;

681º óbito – mulher, 91 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial. Internada dia 18/05, veio a óbito dia 22/05, em hospital da rede pública, em Salvador;

682º óbito – homem, 98 anos, residente em Itabuna, sem informação acerca de comorbidades. Internado dia 22/05, veio a óbito dia 26/05, em hospital filantrópico, em Itabuna;

683º óbito – homem, 44 anos, residente em Santa Cruz da Vitória, sem comorbidades. Internado dia 23/05, veio a óbito dia 29/05, em hospital da rede pública, em Ilhéus;

684º óbito – homem, 88 anos, residente em Itabuna, portador de neoplasia. Internado dia 15/05, veio a óbito dia 20/05, em hospital filantrópico, em Itabuna;

685º óbito – homem, 77 anos, residente em Salvador, sem comorbidades. Internado dia 26/05, veio a óbito no mesmo dia (26/05), em hospital da rede pública, em Salvador;

686º óbito – homem, 90 anos, residente em Salvador, portador de doença cardiovascular, doença do sistema nervoso e doença respiratória crônica. Internado dia 17/05, veio a óbito dia 21/05, em hospital filantrópico, em Salvador;

687º óbito – homem, 73 anos, residente em Salvador, sem comorbidades, data de internação não informada, veio a óbito dia 19/05, em domicílio, em Salvador;

688º óbito – mulher, 80 anos, residente em Salvador, portadora de diabetes e doença cardiovascular, foi internada dia 17/05 e veio a óbito dia 20/05, em unidade da rede filantrópica, em Salvador;

689º óbito – homem, 58 anos, residente em Salvador, portador de diabetes, doença cardiovascular e obesidade, foi internado dia 18/05 e veio a óbito dia 29/05, em unidade da rede privada, em Salvador;

690º óbito – homem, 55 anos, residente em Valença, portador de diabetes, data de internação não informada, veio a óbito dia 23/05, em unidade da rede pública, em Ilhéus;

691º óbito – mulher, 68 anos, residente em Salvador, portadora de diabetes, doença cardiovascular doença renal crônica e hipertensão, foi internada no dia 15/05 e veio a óbito dia 22/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

692º óbito – mulher, 52 anos, residente em Salvador, portadora de diabetes e hipertensão arterial, foi internada dia 03/05 e veio a óbito dia 04/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

693º óbito – mulher, 85 anos, residente em Salvador, portadora de diabetes e doença cardiovascular, foi internada dia 17/05 e veio a óbito dia 30/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

694º óbito – mulher, 79 anos, residente em Salvador, portadora de doença do sistema nervoso, hipertensão arterial e doença renal crônica, data de internação não informada, veio a óbito dia 24/05, em unidade da rede privada;

695º óbito – mulher, 67 anos, residente em Salvador, portadora de diabetes e doença renal crônica, foi internada dia 24/05 e veio a óbito dia 26/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

696º óbito – mulher, 76 anos, residente em Salvador, portadora de demências, incluindo Alzheimer, diabetes e hipertensão arterial, foi internada dia 21/05 e veio a óbito dia 29/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

697º óbito – mulher, 67 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial, foi internada dia 19/05 e veio a óbito dia 26/05, em unidade da rede pública, em Salvador;

698º óbito – mulher, 81 anos, residente em Salvador, portadora de doença cardiovascular e obesidade, foi internada dia 16/05 e veio a óbito dia 23/05, em unidade da rede privada, em Salvador;

699º óbito – mulher, 81 anos, residente em Aporá, portadora de doença cardiovascular, doença respiratória crônica, neoplasias e obesidade, foi internada dia 19/05 e veio a óbito dia 25/05, em unidade da rede privada, em Salvador;

700º óbito – homem, 82 anos, residente em Ipiaú, sem comorbidades, foi internado dia 08/05 e veio a óbito dia 31/05, em unidade da rede pública, em Vitória da Conquista;

701º óbito – mulher, 94 anos, residente em Salvador, portadora de doenças autoimunes, foi internada dia 03/05 e veio a óbito dia 26/05, em unidade da rede privada, em Salvador.
                                                   ******
  10. Câmeras capazes de identificar pessoas em estado febril estão monitorando os passageiros do metrô nas estações da Lapa e Pirajá. Os equipamentos, que começaram a operar nesta segunda-feira (1º), têm capacidade de identificar, em tempo real e em meio à movimentação de um grande número de passageiros, aqueles que estão com a temperatura corporal acima de 37,8º C, a partir da qual os protocolos de saúde apontam como possíveis portadores do novo coronavírus.

   11. Os passageiros identificados pelas câmeras são abordados e levados para a sala de primeiros socorros das estações, onde recebem informações de segurança e isolamento e também fazem o teste rápido para a detecção da Covid-19. Sugerida pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), que adquiriu os equipamentos, a instalação foi realizada pela Companhia de Transportes do Estado da Bahia (CTB), órgão vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur), com o apoio da CCR Metrô Bahia.

   12. Segundo o diretor presidente da CTB, Eduardo Copello, uma equipe de 16 pessoas, entre técnicos de enfermagem e de informática, passou por treinamento para a utilização do equipamento. Ele explica que as estações da Lapa e Pirajá foram escolhidas por serem as de mais movimento do sistema.

  13. “O metrô, embora com uma redução muito expressiva do movimento por causa das medidas de restrição social, ainda é um lugar muito importante, com concentração alta de pessoas”, afirma Copello. A previsão é que os equipamentos funcionem das 7h às 19h, período que concentra cerca de 90% da demanda.

   14.  “Após as 19h, quase não há movimento, especialmente porque os shoppings e faculdades não estão funcionando, que são as maiores demandas do metrô no horário da noite”.

   15. A administradora de estacionamentos Hosana Ribeiro pega ônibus e metrô todos os dias, passando pela estação Pirajá. Para ela, o monitoramento representa "uma segurança a mais. Se alguém apresentar febre, o enfermeiro vem e faz o teste. É uma ótima iniciativa”.
                                                         *****
  16. O ministro Luiz Eduardo Ramos, da Secretaria de Governo, rebateu nesta segunda-feira um comentário do ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), revelado na véspera que comparou a situação do Brasil, "guardadas as devidas proporções", com o que ocorreu na Alemanha nazista com Adolf Hitler.

   17. "Comparar o nosso amado Brasil à 'Alemanha de Hitler' nazista é algo, no mínimo, inoportuno e infeliz . A Democracia Brasileira não merece isso. Por favor, respeite o Presidente Bolsonaro e tenha mais amor à nossa Pátria!", disse Ramos, em postagem no Twitter.

   18. No domingo, foi revelado uma mensagem enviada pelo decano do STF a interlocutores em que ele disse que bolsonaristas querem instaurar uma "desprezível e abjeta ditadura militar" e compara a situação do Brasil, "guardadas as devidas proporções", com o que ocorreu na Alemanha nazista com Hitler, segundo uma fonte que teve acesso à mensagem, obtida pela Reuters neste domingo.

   19. Celso de Mello tem sido um dos principais alvos das críticas do presidente Jair Bolsonaro e aliados dele no Supremo. Ele é o relator do inquérito que investiga se Bolsonaro, conforme acusou o ex-ministro da Justiça Sergio Moro, tentou interferir no comando da Polícia Federal. O presidente nega irregularidades.

   20. 22. O governador João Doria (PSDB) vai apresentar nessa segunda-feira uma notícia crime para pedir a instauração de inquérito policial com o objetivo de apurar 31 supostos crimes de difamação e 1 de ameaça contra o tucano no Twitter. Os ataques foram feitos pela ativista de direita Sara Winter, que também fez ameaças ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre Moraes, que solicitou investigação.

   21. Sara Winter está entre os 29 alvos da operação da Polícia Federal realizada dia 27 e determinada por Moraes no inquérito de fake news. Depois da ação da PF, Sara Winter gravou um vídeo no qual disse que vai "infernizar" a vida do ministro do STF.

22. Para incentivar as doações voluntárias de sangue, o Hospital Geral Roberto Santos (HGRS), receberá, a partir desta terça-feira (2), o Hemóvel em suas instalações. O ônibus, que vai ficar estacionado em frente ao Auditório Central da instituição até sexta-feira (5), fará coleta de material e cadastro de medula óssea sempre das 8h às 17h.

23. As doações acontecerão via agendamento, que pode ser feito pelo telefone (71) 3117-7788 ou, presencialmente, na Agência Transfusional do hospital (AT-HGRS), localizada no térreo do edifício principal. Devido à pandemia da Covid-19, o Hemóvel só atenderá um doador, por vez.

  24. Com a ação, a AT-HGRS pretende melhorar o nível do estoque de bolsas de sangue da Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba). Uma vez estável a situação, é possível otimizar o cronograma de cirurgias, avançar o tratamento de quem precisa de hemodiálise e, principalmente, garantir que não faltem bolsas de sangue para as unidades de urgência e emergência.