segunda-feira, 30 de mar?o de 2020
Colunistas / Miudinhas
Tasso Franco

BRASIL TEM 200 CASOS CONFIRMADOS DE CORONAVIRUS E 9 SÃO NA BAHIA

Colégio Vieira suspende aula por dois dias (16 e 17 de março) para receber exames de mãe de aluna e a Escola Panamericana suspende aulas
15/03/2020 às 15:15
 MIUDINHAS GLOBAIS:

   1. O Brasil registra agora 200 casos confirmados de coronavírus, com um total de 1.915 casos suspeitos e nenhuma morte até o momento, informou o Ministério da Saúde em números atualizados na tarde deste domingo.

  2. Os dados apontam para 55 novas infecções na comparação com sábado, quando havia 121 casos registrados no país e 1.496 sob suspeita.

  3. O ritmo de avanço do vírus mais que dobrou frente ao visto nos últimos dias-- entre quinta-feira e sexta-feira haviam sido apontados 22 novos casos, enquanto no sábado houve o registro de 23 novas ocorrências.

   4. O Estado de São Paulo lidera os registros, com 112 confirmações, contra 65 no sábado e 56 na sexta-feira. No Rio de Janeiro, são agora 24 casos, contra 22 na véspera e 16 na sexta-feira. O ministério disse que há casos confirmados com transmissão local em São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia.

   5. O nono caso do novo coronavírus (Covid-19) na Bahia foi confirmado pelo Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia (Lacen-BA) neste domingo (15). Trata-se de uma mulher de 50 anos, residente em Feira de Santana, com passagem pelos Estados Unidos. A pacientes encontra-se em isolamento domiciliar, adotando as medidas de precaução.

   6. Do total de casos, quatro foram registrados em Salvador e cinco no município de Feira de Santana. De acordo com o secretário da Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas, “até o momento, todos os casos confirmados no estado foram importados ou possuem transmissão familiar, o que é uma situação diferente da encontrada em São Paulo, onde já existe transmissão comunitária, assim chamada quando as equipes de vigilância não conseguem mais mapear a cadeia de infecção, não sabendo quem foi o primeiro paciente responsável pela contaminação dos demais”, afirma.

  7. Três dias após fazer uma live em suas redes sociais para desaconselhar a ida de apoiadores aos atos pró-governo e contra o Congresso Nacional que acontecem neste domingo, Jair Bolsonaro usou o Twitter para registrar momentos da manifestação pelo Brasil. O pedido do presidente, que inclusive havia falado em "adiar ou suspender" os eventos em "um ou dois meses" se deve à ameaça do coronavírus e às recomendações do Ministério da Saúde de evitar aglomerações.

   8. "O que devemos fazer agora é evitar que haja uma explosão de pessoas infectadas (pelo coronavírus), porque os hospitais não dariam vazão a atender tanta gente. Se o governo não tomar nenhuma providência, sobe e depois de um certo limite o sistema não suporta", disse, na quinta.

   9. "Como presidente da República, eu tenho que tomar uma posição, contra ou a favor. Se bem que o movimento não é meu, é espontâneo e popular."

  10. Em polêmica durante o Carnaval, Bolsonaro compartilhou em um grupo de aliados um vídeo que convocava a população a ir às ruas para para defender as medidas do atual governo e pressionar membros do Congresso. Uma semana depois, em discurso, chamou a população a participar do ato, o que mais uma vez irritou as cúpulas do Congresso e do Supremo.

  11. Estado da Bahia e Município de Salvador publicam decreto com regras de higienização especial nos transportes públicos

  12. Os secretários da Saúde Fábio Vilas-Boas e Léo Prates anunciaram, neste domingo (15), que o Estado da Bahia e o Município de Salvador irão publicar um decreto determinando, em caráter de urgência, a estratégia de higienização especial nos transportes públicos.

  13. A medida visa intensificar a prevenção contra a COVID-19 nos ônibus urbanos, metropolitanos, intermunicipais, interestaduais, metrô, trens, ferry boat e lanchas que fazem a travessia Salvador/Mar Grande.

  14. Nesta segunda-feira (16), haverá uma reunião entre representantes da Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) e a União das Prefeituras da Bahia (UPB) com o objetivo de que os Municípios baianos adotem a mesma medida, inclusive atingindo o transporte escolar.

  15. O decreto estabelece para os transportes coletivos de massa as seguintes medidas:

  16. Os transportes de massa (ônibus, metrô, trens, BRT) devem manter uma política de limpeza diária e frequente com produtos saneantes nas superfícies de contato dos passageiros.

   17. Proceder a limpeza com água e sabão, ou álcool a 70%, pelo menos uma vez ao dia de superfícies que são tocadas com muita intensidade tais como maçanetas, interruptores de luz, telefones, teclados e torneiras;

  18. Intensificar os procedimentos de limpeza e desinfecção nos terminais e meios de transporte, reforçando a utilização de EPI - Equipamento de Proteção Individual, conforme disposto na Resolução da Diretoria Colegiada - RDC nº 56, de 6 de agosto de 2008. Os trabalhadores que realizam esta atividade devem ser alertados para terem maior atenção ao disposto nesta resolução.

  19. Reforçar o uso de EPI para os trabalhadores que realizam esgotamento sanitário dos meios de transporte e fossa séptica.

  20. A administradora dos terminais de ônibus e metrô deve considerar a ampliação da quantidade dos locais para a higienização das mãos ou disponibilizar pontos com álcool gel a 70%. É importante que os locais disponham de sabonete e água corrente para estimular a correta higienização das mãos.

  21. A autoridade local deve estabelecer regras próprias para portos, aeroportos e rodoviárias com triagem e testagem de passageiros oriundos de cidades onde já se saiba da ocorrência de transmissão comunitária da COVID-19.