segunda-feira, 14 de outubro de 2019
Colunistas / Miudinhas
Tasso Franco

BOLSONARO AGRADOU EM CHEIO AOS SEUS ELEITORES NO DISCURSO DA ONU

A oposição, obviamente, criticou a fala de Bolsonaro e disse, entre outras coisas, que sua fala "envergonhou o Brasil"
24/09/2019 às 15:42
MIUDINHAS GLOBAIS:

   1. O discurso do presidente Jair Bolsonaro na sede da ONU, hoje, em NY, foi aquele que mais repercutiu desde que o Brasil abre a Conferência das Nações Unidas. Fala politizada e ideológica, considerada por alguns segmentos da midia nacional como "agressiva", por setores políticos da esquerda de "vergonhoa", mas, vista pelos apoiadores e seguidores de Bolsonaro como "firme", "resoluto" e que agradou em cheio. 

  2. Quem nos parece deu a melhor definição da fala do presidente foi o diretor do site "Politica", Blake Hounshell, que disse o seguinte: "Usou a ONU para falar a sua base eleitoral". 

  3. De fato, esse é um ponto-de-vista correto, real, mas, além disso, Bolsonaro deu seu recado fortalecendo a soberania nacional, criticou os colonialista especialmente o presidente da França, Emannuel Macron (sem citar seu nome), espinafrou a esquerda brasileiro, elogiou Moro e defendeu a Amazônia, não como o "pulmão do mundo" e sim como área intocável brasileiro.

   4. Obviamente que os políticos brasileiros ligados à esquerda criticaram o discurso de Bolsonaro como "vergonhoso", "vexame", "autoritário", o que faz parte do rito político de fazer críticas aos adversários seja qual fosse o conteúdo de sua fala. 

   5. Segmentos da midia simpática à esquerda, a engajada, também seguiram por essa mesma linha dizendo, inclusive, que o presidente perdera uma boa oportunidade de ser 'estadista', de apresentar o Brasil ao mundo de forma mais civilizada. 

   6. Ora, imaginar que Bolsonaro seguiria essa linha diplomática do políticamente correto, discurso bem elaborado e inssoso é de uma ingenuidade programada. Esses segmentos da midia sabiam que Bolsonaro não mudaria de rumo da noite para o dia e seria o que sempre foi.

   7. Bolsonaro, de fato, falou para a sua 'tropa', como diria Tancredo Neves, "primeiro o importante é não dispersar e agregar os seus", se aproximou ainda mais dos EUA e de Donald Trumpo, de quem recebeu elogios por sua fala, espinagfou o que pode o socialismo e o esquedismo brasileiro que, segundo ele, estavam levando o país ao caos, e, em sua própria avaliação (de Bolsonaro) ele disse que foi "contundente", mas, não agrediu a ninguém.

   8. Um dos pilares do discurso de Bolsonaro durante a 74ª Assembleia Geral da ONU foi segurança pública. O presidente ressaltou o compromisso brasileiro com os direitos humanos, com a defesa da democracia e da liberdade, de expressão, religiosa e de imprensa. O combate à corrupção e à criminalidade foram apresentados como demandas urgentes da sociedade brasileira. 

   9. Ao se referir aos quase 70 mil homicídios e cerca de 400 policiais militares assassinados em 2017, Bolsonaro disse que "a vida é o mais básico dos direitos humanos" e que este cenário está mudando. 

    10. "O Brasil reafirma seu compromisso intransigente com os mais altos padrões de direitos humanos, com a defesa da democracia e da liberdade, de expressão, religiosa e de imprensa. É um compromisso que caminha junto com o combate à corrupção e à criminalidade, demandas urgentes da sociedade brasileira", disse

   11. Segundo o presidente, diversas medidas resultaram na redução em mais de 20% no número de homicídios, durante os seis primeiros meses de seu governo. Além disso, as apreensões de cocaína e outras drogas atingiram níveis recorde. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu, entre primeiro de janeiro e 11 de setembro, 14 toneladas e meia de cocaína. O número é 20% maior do que as apreensões realizadas no mesmo período do ano passado. 

   12. Bolsonaro afirma que o Brasil está mais seguro e ainda mais hospitaleiro. A melhoria da segurança aliada ao aumento na isenção de vistos para países como Estados Unidos, Japão, Austrália e Canadá, e medidas similares que estão em estudo para China e Índia, são facilidades que para que todos possam conhecer o Brasil, e em especial, a Amazônia.
                                                                       *****
  13. O governador Rui Costa acompanhou, na manhã desta terça-feira (24), a apresentação da companhia aérea JetSmart,  que passa a operar voos internacionais em Salvador a partir de 27 de dezembro com destino a Santiago, no Chile. 

   14. As passagens estarão disponíveis para compra no site da empresa ainda nesta terça-feira. Com a inserção no mercado nacional, o Brasil passa a ser o quarto destino internacional da companhia sul-americana.

   15. “Além de ser um novo vôo que permite esse intercâmbio entre a Bahia e o Chile, me entusiasma ser uma companhia de baixo custo, que vai possibilitar que novos passageiros possam voar, a preços mais baixos que de trechos domésticos, e isso vai aumentar muito o número de passageiros e viabilizar uma melhora no turismo, aquecer a economia”, afirmou o governador Rui Costa.

   16. A JetSmart oferece tarifas consideradas de ultra baixo custo. A companhia também vai realizar voos em Foz do Iguaçu, a partir de 5 de janeiro, e São Paulo com início da operação prevista para 20 de março. As viagens com partidas e chegadas em Salvador e São Paulo terão custo, incluindo tarifas, a partir de R$ 299 e de Foz do Iguaçu os valores começam em R$ 269, já com as taxas.   Os valores são válidos para cada trecho.

   17. O governador Rui Costa volta ao bairro da Liberdade, onde cresceu, para acompanhar as obras do projeto Pelas Ruas do Centro Antigo de Salvador, de pavimentação e requalificação de ruas nas imediações do Largo Guarani. A visita será realizada nesta quarta-feira (25), às 8h30, com saída da comitiva da praça ao lado do Vênus Hotel e da Paróquia Menino Jesus de Praga.

    18. Até chegar ao Largo Guarani, parada final, o governador passa ainda pela Rua Professor Flávio de Paula, Rua Possidônio Dias Gomes, Rua Luís Guimarães e Rua Professora Semírames Seixas. No total, 25 ruas do bairro são contempladas no projeto com serviços de pavimentação e requalificação de calçadas, o que inclui acessibilidade para a população com mobilidade reduzida.

   19. O deputado estadual Euclides Fernandes, da base do governador Rui Costa, disse hoje no plenário da Assembleia que ficou impressionad com a entrevista do governador Flávio Dino, PCdoB, no Roda Viva, e que ele é muito preparado para governar o Brasil. 

   20. O jornalista João Carlos Teixeira Gomes (Joca) segue internado no Hospital da Bahia, mas, não chegou a ser operado da fissura no quadril após uma queda em casa.