quarta-feira, 18 de setembro de 2019
Colunistas / Miudinhas
Tasso Franco

BOLSONARO CHEGA IRRITADO AO JAPÃO E SUA POPULARIDADE DESPENCA NO IBOPE

Governo Bolsonaro precisa tomar alguma medida que mostre ao país a vontade de governar
27/06/2019 às 19:02
MIUDINHAS GLOBAIS:

1. O presidente da República Jair Bolsonaro chegou nesta quinta-feira (27) em Osaka no Japão. Ele participará na sexta e no sábado da Cúpula do G20, além de reunião informal do Brics e encontros bilaterais. Estava irritado e cancelou uma conversa com a imprensa.

2. Também será promovido encontro do Grupo de Lima à margem da cúpula do G20 com os representantes dos países presentes. O grupo foi formado para acompanhar a situação na Venezuela. Além do presidente Bolsonaro, está prevista a participação do primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, do presidente da Argentina, Maurício Macri, e do do presidente do Chile, Sebastián Piñera.

3. Entre as autoridades que acompanham Bolsonaro ao Japão estão o ministro-substituto das Relações Exteriores, embaixador Otávio Brandelli; ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, general Augusto Heleno e o secretário-executivo do Ministério da Economia, Marcelo Guaranys. 

4. O presidente Jair Bolsonaro tem reuniões marcadas com chefes de Estado e Governo e autoridades. Entre elas, com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Este não é o primeiro encontro dos presidentes, que se reuniram em março, em Washington.

5. Bolsonaro também se encontrará com o Emmanuel Macron, presidente da República Francesa; com o primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, com o príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohammed bin Salman; com o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, e com o primeiro-ministro de Singapura, Lee Hsien-Loong.

6. Estão marcadas, ainda, audiências com o secretário-geral da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), José Angel Gurría Treviño e com o presidente do Banco Mundial, David Malpass.
                                                                  *****
7. A avaliação positiva (ótimo e bom) do governo do presidente Jair Bolsonaro variou de 35% em abril para 32% em junho, em uma tendência de queda, mostra pesquisa feita pelo Ibope e divulgada nesta quinta-feira, 27, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

8. A avaliação negativa (ruim e péssimo), por sua vez, subiu de 27% para 32% no mesmo período. Dos entrevistados, 32% consideram o governo regular (eram 31% na pesquisa anterior).

9. Desde o início do governo, em janeiro, o porcentual de pessoas que consideram o governo ótimo ou bom caiu 17 pontos, de 49% para 32%, mostra a série histórica do Ibope. Já a avaliação negativa subiu 21 pontos, de 11% para 32%, no mesmo período.

10. A avaliação dos brasileiros sobre a maneira do presidente Bolsonaro governar o País piorou entre abril e junho, mostra pesquisa CNI/Ibope. O índice de pessoas que desaprovam a maneira de Bolsonaro governar subiu de 40% em abril para 48% em junho.

11. A aprovação, por sua vez, caiu de 51% para 46% no mesmo período. Na série história do Ibope, esta é a primeira pesquisa em que o porcentual de entrevistados que desaprovam o governo Bolsonaro é marginalmente maior do que a quantidade de pessoas que aprovam a gestão.

12. Desde janeiro, a aprovação do governo vem caindo na série do Ibope: era de 67% em janeiro e caiu 21 pontos. A desaprovação, por outro lado, subiu 27 pontos: foi de 21% para 48%.

13. Em outro quesito do levantamento, 51% dos entrevistados dizem não confiar no presidente Jair Bolsonaro. O índice era de 45% em abril. Já os que confiam caíram de 51% para 46% entre um mês e outro.

14. De acordo com a pesquisa CNI/Ibope, a avaliação do governo do presidente Bolsonaro piorou entre abril e junho no Nordeste. Entre moradores da região, a avaliação negativa (ruim e péssimo) da administração federal subiu de 40% para 47% no período. Já a avaliação positiva (ótimo e bom) caiu de 25% para 17%.

15. O Sul é a única região do Brasil onde Bolsonaro é bem avaliado pela maioria da população. Ótimo e bom nessa região subiu de 44% em abril para 52% em junho. O maior porcentual de ruim ou péssimo, por sua vez, ocorre entre os residentes das regiões Norte e Centro-Oeste: 33% (era 20% em abril).

16. Em relação ao futuro, 39% das pessoas acreditam que o restante do governo será ótimo ou bom. O porcentual era maior em abril: 45%. A perspectiva de que a gestão será ruim ou péssima subiu de 23% para 29%.

17. Ainda sim, o governo Bolsonaro está sendo melhor que o ex-presidente Michel Temer para 47% (era 51% em abril). Para 33%, as duas gestões são iguais e, na opinião de 17%, Bolsonaro está governando o País de maneira pior que Temer.

18. O Ibope ouviu 2 mil pessoas em 126 municípios entre 20 e 26 de junho. O levantamento anterior havia sido realizado de 12 a 15 de abril. O nível de confiança da pesquisa é de 95%.
                                                                      ******
19. Após 09 anos do assassinato do ex-diretor financeiro do Sindicato dos Rodoviários, Paulo Colombiano e sua esposa, Catarina Galindo, e nenhum dos acusados de envolvimento no crime terem sido julgados, a direção do Sindicato realizará mais um ato nesta sexta-feira, 28/06, às 9h, em frente ao Fórum Rui Barbosa para cobrar celeridade no andamento do processo que tem se arrastado ao logo de anos sem a punição dos acusados.

20. O crime aconteceu no dia 29 de junho de 2010 quando o casal se aproximava de casa, em Brotas. Desde então, os rodoviários da Bahia seguem clamando por Justiça e celeridade no julgamento e prisão dos culpados deste crime.

21. A chanceler alemã Angela Merkel voltou a passar por tremores no corpo durante um ato oficial nesta quinta-feira em Berlim. As informações são da agência de notícias alemã DPA e a agência Reuters. 

22. Nas imagens divulgadas pelas edições digitais de jornais alemães, pode-se ver Merkel tremendo, enquanto o presidente alemão, Frank Walter Steinmeier, discursa. O porta-voz do Governo, Steffen Seibert, afirmou que não haverá mudanças na agenda da mandatária, incluindo a viagem desta quinta-feira ao Japão para participar da cúpula do G20. 

23. "A chanceler está bem. Tudo continua conforme o previsto", disse Seibert.

24. O Secretário Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Sempre), Leo Prates, intensificou a agenda de trabalho nesta quinta-feira (27). Durante a manhã, vistoriou as obras da nova Unidade de Acolhimento Institucional (UAI) da Boca do Rio, e da nova unidade do CRAS Bairro da Paz. Pela tarde, o gestor recepcionará cinquenta novos profissionais do Reda convocados para atuarem na Sempre, além da assinatura de termo de cooperação com a FUNDAC.

25. Durante a vistoria na nova UAI Boca do Rio, que será inaugurada nesta sexta-feira (28), às 09h30, foram verificados itens como acessibilidade, banheiros, os 25 quartos divididos em três andares, cozinha, depósitos, e ampla área de convivência, dentre outros. “Está tudo pronto e muito bonito para recebermos casais em situação de risco e vulnerabilidade social, com a estrutura que precisam para reconstruírem suas vidas”, Pontuou Prates.