ter?a-feira, 19 de fevereiro de 2019
Colunistas / Miudinhas
Tasso Franco

Bahia e mais 4 estados nordestinos reduzem mortes violentas, diz SSP

Dia 19 de fevereiro, na Sede da Odebrecht, em Salvador, será realizada às 11h coletiva de imprensa, seguida por um almoço, para apresentar a Avaliação dos (PDCIS), coordenado pela Fundação Odebrecht no Baixo Sul da Bahia.
09/02/2019 às 19:08
MIUDINHAS GLOBAIS:

1. Cinco estados nordestinos, entre eles a Bahia, iniciou o ano de 2019 com redução dos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) - homicídio, latrocínio e lesão corporal dolosa seguida de morte. No território baiano, janeiro de 2019 terminou com diminuição de 21,7% crimes contra a vida – na comparação com o mesmo período do ano passado. Rio Grande do Norte (-38,5%), Paraíba (-40%), Sergipe (-30,4%) e Alagoas (-32,7%) completam a lista.

2. Na capital baiana, a queda foi de 23%. Em números absolutos foram 107 casos, no ano de 2018, contra 82 registrados este ano. A Região Metropolitana de Salvador (RMS), por sua vez, teve recuo de 15,5%, com 49 crimes em 2019, enquanto no ano passado ocorreram 58. Por último, a macrorregião que engloba o interior do estado contabilizou decréscimo de 22,2%. 

3. Em números totais 388 mortes aconteceram em 2018 e neste ano a polícia investiga 302. No geral a Bahia teve 433 casos em 2019, contra 553 do mesmo período do ano anterior.

4. “Conseguimos um grande resultado no ano passado com uma redução histórica de 11,5%, menor número dos últimos 6 anos. Continuaremos, este ano, perseguindo a meta de 6% determinada pelo programa Pacto Pela Vida (PPV)”, disse o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa, ressaltando também o bom desempenho no Nordeste. 

5. “Estaremos mais unidos em 2019, ajudando quando for preciso e também solicitando apoio nas grandes operações contra quadrilhas interestaduais”, completou.
                                                              ******
6. O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Nefi Cordeiro, negou o pedido de prisão domiciliar feito pela defesa do médium João de Deus. A defesa alegou que João de Deus não tem condições de permanecer no presídio por ter 77 anos, sofrer de doença coronariana e vascular, além de ter sido operado recentemente de um câncer no estômago.

7. A defesa também sustentou que o médium não chegou a sacar aplicações financeiras, mas somente fez um pedido, que não chegou a ser preenchido ou assinado. Este foi um dos motivos usados pelo Ministério Público para justificar a prisão por risco de fuga.

8. Ao negar o pedido de liberdade, o ministro entendeu que a prisão se justifica porque os valores foram movimentados por uma terceira pessoa ligada ao médium. Cordeiro também afirmou que há relatos de ameaças a testemunhas para que não denunciassem os abusos.

9. Boletim médico de Jair Bolsonaro deste sábado: O excelentíssimo Presidente da República, Jair Bolsonaro, permanece internado na Unidade Semi-Intensiva do Hospital Israelita Albert Einstein. Prossegue afebril e com boa evolução clínico-cirúrgica. O quadro pulmonar está em regressão e houve melhora dos exames laboratoriais.

10. Devido à evolução da movimentação intestinal e boa aceitação da dieta líquida, hoje foi iniciada uma dieta cremosa, com ótima aceitação. Segue com os antibióticos e a nutrição parenteral. Estão sendo mantidas as medidas de prevenção de trombose venosa, realizados exercícios respiratórios e aumento dos períodos de caminhada fora do quarto. Por ordem médica, as visitas permanecem restritas.

11. No dia 19 de fevereiro de 2019, terça-feira, na Sede da Odebrecht, na Av. Luis Viana, nº 2841, em Salvador, será realizada às 11h00 uma coletiva de imprensa, seguida por um almoço, para apresentar a Avaliação dos Impactos do Programa de Desenvolvimento e Crescimento Integrado com Sustentabilidade (PDCIS), coordenado pela Fundação Odebrecht no Baixo Sul da Bahia. 

12. Os impactos econômicos, sociais e ambientais do PDCIS foram mensurados em um trabalho de Avaliação realizado pela consultoria de atuação internacional JS Brasil.

13. Na ocasião, estarão à disposição para falar com a imprensa o fundador e diretor da JS Brasil, Miguel Fontes, jovens agricultores atendidos pelo PDCIS, além do superintendente da Fundação Odebrecht, Fabio Wanderley.

14. Referência em Responsabilidade Social no oeste da Bahia, o Instituto Aiba (Iaiba) tem transformado positivamente a realidade socioeconômica das comunidades que são diretamente impactadas com a atividade da agricultura. Suas ações renderam à entidade o reconhecimento de “Utilidade Pública”.

 15. Esse status foi concedido através da Lei nº 14.024, de 13 de novembro de 2018, colocado em pauta pelo deputado Vitor Bonfim e aprovada por unanimidade na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba). A matéria foi promulgada na mesma data. O anúncio foi feito, nesta semana, pelo presidente em exercício da Casa, deputado Luiz Augusto.

 16. A notícia foi comemorada pelos produtores rurais da região, categoria que mantém o Instituto. “Estamos em atividade há pouco mais de 4 anos, promovendo a transformação social, ambiental e econômica das comunidades do oeste baiano. Há dois anos buscávamos esse reconhecimento. Que bom que ele chegou agora. 

17. Acho merecido para uma instituição que trabalha para construir uma sociedade ambientalmente correta, socialmente justa e economicamente viável. Agradecemos a todos os deputados que contribuíram para isso, e em especial ao Vitor Bonfim pela sensibilidade que teve ao conhecer as nossas ações de responsabilidade social e propor o reconhecimento”, afirmou o superintendente do Iaiba, Helmuth Kieckhöfer.

18. (FEIRA) Em ritmo de boas vindas aos alunos matriculados nas oficinas do Programa Arte de Viver, a Praça CEU/Cidade Nova, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde, preparou um dia de palestra, prevenção e bate papo com a comunidade.

19. O evento foi organizado com intuito de orientar as mulheres - maior público que a praça possui matriculado nas atividades, e assim, trazer um momento de orientação, descontração e aproximação da turma, que é parceira e está sempre apoiando os eventos que ocorrem no CEU.

20. A palestra - “Saúde da mulher, qualidade de vida” - foi ministrada pela Dra. Renata Soraia, que é Médica, Ginecologista, especializado em sexualidade humana. É também referência em disfunção sexual, em transtornos da sexualidade para o município, no Centro de Especialidades - CSE.

21. A coordenadora da Praça do CEU/Cidade Nova, Lay Ribeiro, informa que a escolha do tema foi baseada no convívio e nas dúvidas que surgem no dia a dia. “É detectado também diante da realidade das mulheres aqui. 

22. São mulheres que questionam  muito, que perguntam, que se envolvem, é uma comunidade bem participativa, então a gente consegue diagnosticar as ações diante do perfil, da necessidade daquele público que interage com a gente. Então dá certo e elas respondem de forma positiva, e a gente vai crescendo também esse diálogo”, afirmou.

23. Parceiro do Clube de Desconto do Servidor, o Centro Universitário Jorge Amado (Unijorge) oferece, para funcionários públicos estaduais e seus dependentes, abatimento de 100% no valor da matrícula para os cursos de graduação presencial, além de 32% no preço das mensalidades. A promoção é válida para novos alunos e não é cumulativa.

24. O vestibular para ingresso na Unijorge será realizado neste domingo (10/02). Os descontos para servidores públicos são válidos para aqueles candidatos que ingressarem via vestibular tradicional, pelo vestibular agendado ou por aproveitamento da nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).  Os benefícios também são válidos para ex-alunos já formados pela universidade que desejam se graduar em outro curso.

25. Os descontos são válidos para os três campi da Unijorge (Paralela, Tancredo Neves e Comércio), mas as vagas são limitadas e estão sujeitas a formação de turmas. O abatimento de 32% nas mensalidades será concedido em todas as parcelas até o final do curso.   A promoção não é cumulativo com outras campanhas, exceto o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), Programa Universidade para Todos (ProUni) e o PraValer (Unijorge Juros Zero).