domingo, 24 de fevereiro de 2019
Colunistas / Miudinhas
Tasso Franco

Tradição Iemanjá leva milhares de baianos e turistas ao Rio Vermelho

Estão abertas as inscrições, até 15 de fevereiro, para adesão ao Programa Saúde na Escola (PSE) pelos municípios, por meio do endereço http://dabsistemas.saude.gov.br/sistemas/pse/relatorio
02/02/2019 às 19:46

Festa de todos os baianos
Foto: Tatiane Azeviche
MIUDINHAS GLOBAIS:

1. Grandes filas se formaram desde as primeiras horas da manhã deste sábado (2), nas proximidades da Colônia de Pescadores, no Rio Vermelho, para a entrega de presentes e oferendas a Iemanjá. A festa em homenagem à Rainha das Águas, uma das mais tradicionais de Salvador, atrai multidão de baianos e turistas, durante todo o dia.

2. O Rio Vermelho é só animação e alegria, com música ao vivo por todos os lados, bares e restaurantes lotados. A maioria serve feijoada, o prato mais tradicional da festa. O consumo de cerveja e água mineral também é alto. Religiosa e profana, a festa reúne devotos, simpatizantes e turistas em grande quantidade. Hotéis e pousadas do bairro estão lotados.

3. Muitos visitantes, como Pedro Victor, Lucivando Martins e Ana Moura, são atraídos pela magia de Iemanjá. Residentes em Teresina, no Piauí, eles são adeptos da umbanda e vieram à Bahia especialmente para homenagear a Rainha das Águas. “Além de conhecer a festa, estamos aqui por uma questão espiritual, para fortalecer a nossa fé e entrar em contato com este grande axé da Bahia, que é uma terra muito hospitaleira”, disse Pedro Victor.

4. Outros já estavam na cidade e aproveitaram para conhecer a tradição do 2 de fevereiro. É o caso de Patrícia Paula, pernambucana de Olinda. “Estou achando muito animada e olha que ainda nem começou”, afirmou, na ensolarada manhã do Rio Vermelho. O auge da festa é à tarde, por volta das 16h, quando barcos saem em procissão para entregar flores, presentes e oferendas à deusa do mar.

5. Pela primeira vez na Bahia, o italiano Maximo Bortolau, da cidade de Torino, estava conhecendo a celebração a Iemanjá e trabalhando ao mesmo tempo. Fotógrafo profissional, ele registrava imagens para depois realizar uma exposição. “Há dez anos eu ouvia falar desta tradição e vim conhecer. Estou achando maravilhoso de coração. As pessoas são muito calorosas e é tudo muito bonito”.

6. A festa de Iemanjá é um dos pontos altos do verão baiano. A tradição começou por volta de 1923, quando pescadores jogaram presentes para a Rainha das Águas em um período de pouca fartura. Como resultado, obtiveram pesca abundante.
                                                          *****
7. O ex-deputado federal Luiz Caetano (PT) tentou no Supremo Tribunal Federal (STF) sua última cartada para assumir o mandato ontem (1º), mas a investida não teve sucesso. O ministro Dias Toffoli, presidente do STF, decidiu não atender ao pedido de Caetano e mandou o processo para o ministro Gilmar Mendes, relator do caso. 

8. O petista ingressou com uma petição na Suprema Corte para suspender a decisão que confirmou sua inelegibilidade no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Toffoli, contudo, entendeu que o caso do ex-prefeito de Camaçari não se enquadrava no artigo 13 do Regimento Interno do STF, que trata das atribuições do presidente, e encaminhou a matéria para Gilmar. 

9. A petição foi protocolada pela defesa de Caetano no dia 29 de janeiro. A decisão de Toffoli foi publicada ontem, dando um banho de água fria nos planos do petista. Agora, cabe a Gilmar analisar o caso, sem prazo definido. 

10. A vaga de Caetano ficou com o deputado federal Charles Fernandes (PSD), que também tem pendências judiciais. Em dezembro, o Ministério Público Federal (MPF) pediu a cassação do diploma do parlamentar, considerado pela Procuradoria inelegível devido à sua condenação por abuso de poder político em benefício pessoal ou de terceiros.     

11. Ainda há esperança por parte de Caetano.  

12. Estão abertas as inscrições, até 15 de fevereiro, para adesão ao Programa Saúde na Escola (PSE) pelos municípios, por meio do endereço http://dabsistemas.saude.gov.br/sistemas/pse/relatorio. Para a inscrição, os gestores responsáveis pelas secretarias municipais de educação devem indicar as escolas para a participação seguindo critérios contidos no manual. 

13. O programa nacional, promovido na Bahia pela Secretaria da Educação do Estado, tem duração de 24 meses e vai contemplar as escolas públicas do município, independente da esfera administrativa (estadual, municipal e/ou federal). 

14. O coordenador de Educação Ambiental e Saúde do Estado, Fabio Barbosa, destacou a importância do projeto como política pública para os municípios. “Essa adesão é o primeiro passo para que possamos intensificar as práticas de promoção e prevenção de agravos e doenças em crianças, adolescentes, jovens e adultos, sendo a escola um espaço ideal para esse trabalho. Ano passado tivemos 100% de adesão dos municípios, com 11.217 escolas compactuadas, destas 602 estaduais”, destaca.

15. PSE - O Programa Saúde na Escola é uma política intersetorial, regido pela Portaria Interministerial nº. 1.055, de 25 de abril de 2017, na qual a articulação, principalmente, dos setores da Educação e da Saúde, é indispensável para efetividade das ações. 

16. O objetivo principal é a atenção integral à saúde dos educandos da rede pública, através de ações de promoção, prevenção e atenção à saúde de forma a empoderá-los para o reconhecimento e, consequentemente, o enfrentamento das situações que os tornam vulneráveis e que possam vir a comprometer o seu pleno desenvolvimento

17. Em 2019, o Programa Estadual de Incentivo ao Esporte Amador da Bahia (FazAtleta) vai investir R$ 4,5 milhões, a título de incentivo fiscal, em apoio aos atletas. A aprovação dos recursos foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) deste sábado (2), por meio de decreto assinado pelo governador Rui Costa.  

18. O apoio inclui o pagamento de despesas em viagens, aluguel de equipamento esportivo, contratação de seguro de vida, aquisição de material esportivo, além de bolsa-auxílio para o atleta que se dedica exclusivamente à prática esportiva e remuneração do técnico que o acompanha, entre outros benefícios. 

19. Criado pela Lei 7.539, o FazAtleta é destinado a atletas, equipes ranqueadas e eventos do calendário das federações e/ou confederações, que se enquadram na categoria de esporte amador, olímpico e paralímpico.

20. Em seu terceiro mandato como deputado federal, o baiano Valmir Assunção (PT) tomou posse nesta sexta-feira (1º) durante cerimônia no Congresso Nacional e ratificou suas bandeiras de luta e a defesa intransigente pela democracia. Para o parlamentar petista, o momento político que vive o Brasil precisa de atenção e cuidados. Ele destaca, entre outros temas, a oposição ferrenha a Bolsonaro e à política ultraconservadora do seu governo. 

21. “Temos que lutar nas ruas. Não adianta querer tapar o sol com a peneira, o país vive um momento turbulento com as retiradas de direitos dos trabalhadores, com apelo ao conservadorismo e com políticas retrógradas que fazem a gente até ter vergonha de determinadas posições do governo federal”, frisa.

 22. Valmir defendeu a liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e disse que o caráter político de sua prisão segue envergonhando o povo brasileiro. Segundo o deputado, a defesa de suas bandeiras será ainda mais forte.

23.  “Se depender de mim teremos uma oposição qualificada para brigar pelo povo”. Ele se refere à reforma agrária, aos direitos humanos, políticas públicas para mulheres, quilombolas, indígenas, para a comunidade LGBTI+, Sem-Terra e em defesa dos movimentos sociais, da democracia, dos direitos do povo brasileiro.

24.  “Não vamos deixar de tratar desses assuntos um só dia. Essa legislatura será uma das mais importante da história do país e farei parte desta história”, sintetiza. Em relação à Bahia, o petista saudou a posse do deputado estadual Mário Jacó (PT), que assumiu uma cadeira na Assembleia nesta sexta.