segunda-feira, 13 de julho de 2020
Shows

Espaços Culturais entram na programação do #ConexãoFGM

Dia 4 de junho
Fundação Gregório de Mattos , Salvador | 03/06/2020 às 16:26
Espaços Culturais entram na programação do #ConexãoFGM
Foto: Divulgação

O setor cultural vem se reinventando constantemente e, em decorrência da pandemia do novo coronavírus, com o inevitável fechamento dos espaços culturais, a fim de evitar aglomerações e, com isso, conter a proliferação da doença, as atividades presenciais têm sido substituídas pelas virtuais. Acompanhando a essa tendência mundial, os espaços culturais administrados pela Prefeitura Municipal de Salvador, por meio da Fundação Gregório de Mattos, realizam, a partir da próxima quinta (04), uma série de atividades online no canal do YouTube da FGM (https://www.youtube.com/channel/UCuY4L3rrfuCwAryRnsniPMg )  e nas redes sociais.


A primeira novidade é que, a cada quinta-feira, um dos espaços culturais da FGM (Espaços Culturais Boca de Brasa, Teatro Gregório de Mattos, Espaço Cultural da Barroquinha e Casa do Benin) integrará a grade fixa do #ConexãoFGM, programação virtual montada, desde março, para garantir o direito ao acesso a arte e cultura, em tempos de distanciamento social, decorrente do Covid-19, exibindo produções financiadas ou apoiadas pela Fundação, no canal do YouTube da FGM.


Às 08h, será disponibilizado um vídeo apresentando o espaço, contando sua história, trajetórias, os projetos desenvolvidos, as parcerias estabelecidas, dentre outros assuntos. Já às 21h, a Fundação promove a live “Diálogos”, que serão encontros virtuais apresentados pelo Gerente de Equipamentos Culturais (GECULT) da FGM, Chicco Assis, sempre com convidados que abordarão temas diversos relacionados aos espaços culturais.


Assis, que idealizou e coordena a programação, juntamente com a equipe da GECULT, acredita que, “nesse momento em que não podemos receber o público em nossos espaços, a ideia é levar os nossos espaços ao público, contando com o apoio do audiovisual e da tecnologia”. 


Para começar, próxima quinta-feira (04), a partir das 08h, será disponibilizado o documentário “Eu Sou Boca de Brasa”, resultado das oficinas de Cinema realizadas pelas professoras Dayane Sena e Fabíola Aquino, nos Espaços Culturais Boca de Brasa. Às 21h, acontece o “Diálogos - Espaços Culturais Boca de Brasa”, com o tema “O Cinema no Boca de Brasa”. O bate-papo vai falar sobre a importância do audiovisual, sobretudo na visibilidade das narrativas periféricas, e contará com a participação de Fernando Guerreiro, presidente da Fundação Gregório de Mattos, George Vladimir, gestor dos Espaços Culturais Boca de Brasa, Fabiola Aquino e Dayane Sena, cineastas, diretoras e produtoras do audiovisual baiano e que ministraram as oficinas de cinema do Boca de Brasa em 2019, Eduardo Oliveira e Delio Lima, alunos que participaram das oficinas do Boca de Brasa e participaram da produção do doc "Eu Sou Boca de Brasa". Apresentação e mediação, Chicco Assis, gerente de equipamentos culturais da FGM.


O segundo destaque, é que, toda sexta-feira, o #ConexãoFGM exibirá atividades dos Espaços Culturais Boca de Brasa, como o Palco Aberto, Cine Clube e Boca de Brasa Apresenta, adaptadas para a plataforma virtual, por meio do canal do YouTube da FGM. Para dar início, dia 05, às 18h, a FGM promove a live Palco Aberto Boca de Brasa – Virtual, com tema “Mês dos namorados”. Acontecerão performances e apresentações comandadas pelo gestor dos Espaços Culturais Boca de Brasa, George Vladimir. As atrações convidadas serão Brenda Cruz, Fabricio Cumming, Joemilly, Zeus Rapper, Yan Almeida (Artvidance), Uz Cavalcante (Uzarte Dança) e a participação especial do ator e comediante Alan Miranda.


Palco Aberto é uma espécie de show de talentos da periferia, nos Espaços Culturais Boca de Brasa, abrindo espaço para apresentações das mais diversas expressões artísticas: dança, canto, teatro, recital de poesias feita por artistas iniciantes ou amadores do Subúrbio de Salvador, que têm a oportunidade de dividir o palco com artistas já consagrados. No formato digital o projeto será realizado via lives, com toda produção e artistas apresentando seus talentos da própria casa, em segurança e respeitando as orientações de isolamento social.


Chicco Assis vislumbra que a iniciativa deverá estender para além do período mais crítico da emergência sanitária, “sabemos que ainda vai levar um tempinho para que os espaços culturais possam voltar a funcionar com apresentações presenciais, e que o funcionamento dos espaços culturais ainda passará por um período de readequação”.


Para Fernando Guerreiro, presidente da FGM, “os espaços culturais são os principais elos de conexão entre os fazedores de cultura e seus consumidores. Se, neste momento, não podemos usar os espaços físicos, com a criatividade que é inerente à cultura, vamos adaptar as nossas atividades para o ambiente virtual e, assim, nos mantermos próximos dos artistas, das produções, do nosso público.”.


Guerreiro destaca, ainda, a importância do Boca de Brasa, “que já se transformou em referência cultural da cidade. Com um trabalho contínuo de descoberta e aperfeiçoamento de talentos, o projeto abre espaço para que uma população excluída possa criar identidade a partir do fazer artístico. Cultura e Cidadania trabalhando juntas pelo desenvolvimento da cidade de Salvador".