quinta-feira, 04 de mar?o de 2021
Saúde

RESIDÊNCIA MÉDICA DO HOSPITAL SANTA IZABEL FORMA TURMA DE 42 PESSOAS

Cerimônia acontece nesta sexta-feira (19) e consolida o hospital como um dos mais importantes centros de formação profissional especializada do Norte e Nordeste do país
Jose Candido Montal de Abreu , Salvador | 19/02/2021 às 11:20

Com longa tradição de contribuição decisiva na formação de especialistas médicos bem qualificados, o Hospital Santa Izabel promoverá nesta sexta-feira (19) a cerimônia de conclusão dos programas de Residência Médica de 42 alunos que fizeram especialização na instituição entre os anos de 2018 e 2021.


Esta será a primeira vez que o evento ocorrerá totalmente no ambiente digital, através de videoconferência, que ocorrerá às 10 horas , reunindo os formandos e seus familiares, médicos preceptores do programa, o provedor da Santa Casa de Misericórdia da Bahia, José Antônio Rodrigue Alves, representantes do Corpo Clínico, além do diretor de Ensino Pesquisa do Santa Izabel, Dr. Gilson Soares Feitosa, e demais diretores e lideranças do hospital.


A residência médica é uma espécie de pós-graduação destinada a médicos sob a forma de curso de especialização. O sucesso dessa iniciativa no Santa Izabel já perfaz 39 anos de atividades oficiais e soma algumas gerações de especialistas bem capacitados.


“É uma satisfação acompanhar o desenvolvimento contínuo das atividades de ensino no Santa Izabel. Ressalto o trabalho dedicado da Diretoria de Ensino e Pesquisa, executado com apoio do Corpo Clínico, supervisores e preceptores e de toda a equipe profissional do hospital”, afirmou o provedor.


Ele enfatizou ainda a importância dessas atividades para o hospital se manter em contínua e dinâmica atualização, o que muito contribui para consolidá-lo como um dos mais importantes centros de formação de profissionais para atuar em diversas especialidades da medicina.


As vagas de residência disponibilizadas pelo Santa Izabel estão entre as mais disputadas da Bahia, em função da organização do programa, da qualificação do corpo de educadores e orientadores, somada à complexa e moderna estrutura hospitalar. Os residentes interagem com profissionais de alta qualificação ética e técnica em diversas áreas que integram ou apóiam a prestação de serviços de saúde.


“É na pós graduação que se consegue obter em dois anos de intensa labuta o que não seria facilmente alcançado em vinte anos trabalho isolado e sem orientação”, sintetizou Dr Gilson Feitosa, diretor de Ensino e Pesquisa do Santa Izabel”.