segunda-feira, 14 de outubro de 2019
Saúde

Mamógrafo digital reforça prevenção ao câncer mama em Lauro de Freitas

Com informações da Ascom PMLF
Da Redação , Salvador | 10/10/2019 às 18:34
Mamógrafo digital
Foto:


O mamógrafo de Lauro de Freitas, adquirido na segunda gestão da prefeita Moema Gramacho, foi adaptado e agora opera no Complexo de Saúde da Mulher em Itinga, com recursos digitais. A tecnologia emite menos carga de radiação, permite a revelação das imagens com alta resolução, maior definição e sem poluição para o meio ambiente.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Vidigal Cafezeiro, a inovação do equipamento garante mais qualidade no diagnóstico, capaz de oferecer exames com tecnologia mais avançada, já que ele produz uma imagem de alta definição que permite ao profissional a visualização mais detalhada das mamas, podendo assim perceber até mesmo as pequenas alterações. “O equipamento entrega a imagem da mamografia com melhor qualidade”, garantiu.

Neste aparelho em média serão realizadas 300 mamografias por mês. Em Lauro de Freitas 88% das mulheres com idade entre 50 a 69 anos - faixa etária preconizada pelo Ministério da Saúde - já realizaram o exame de mamografia este ano. Somente no primeiro semestre de 2019 foram realizadas 2.782 mamografias na rede, a meta é alcançar 3.195 até o final deste ano.

“Este aparelho oferece uma imagem muito mais nítida e permite que trabalhemos diretamente com a imagem ao invés do filme, sendo possível o envio pela internet. Ele faz mamografias mais rápidas”, frisou o secretário.

No Complexo de Saúde da Mulher, o mamógrafo funciona todos os dias de segunda a sexta-feira, das 7h às 16h. Para marcar o exame basta ir a uma Unidade de Saúde da Família (USF). É necessário ter em mãos cartão SUS, documento com foto e requisição médica. 

Além do Complexo, clínicas conveniadas realizam a mamografia pelo SUS em Lauro de Freitas. "Mensalmente são ofertadas na rede 500 mamografias, em média 360 a 390 mulheres realizam o exame. Sobram de 100 a 130 vagas todo mês, ou seja, não temos demanda reprimida para esse procedimento", afirmou o secretário.