quarta-feira, 18 de setembro de 2019
Saúde

Projeto da SMS está concorrendo para prêmio do Ministério da Saúde

A ação visa ampliar o acesso à assistência com a oferta de diversos serviços de saúde e atendimentos com equipe multiprofissional
SMS ASCOM , Salvador | 21/08/2019 às 20:10
Projeto da SMS está concorrendo para prêmio do Ministério da Saúde
Foto:
Com o intuito de alertar os homens de Salvador sobre a importância do cuidado regular e integral à saúde, o Sábado do Homem, lançado pela Secretaria Municipal da Saúde, está entre um dos 135 projetos selecionados para a segunda etapa do Prêmio APS Forte para o SUS: Acesso Universal, promovido pela Secretaria de Atenção Primária à Saúde (SAPS) do Ministério da Saúde e Organização Pan-Americana da Saúde no Brasil (OPAS).
A ação visa ampliar o acesso à assistência com a oferta de diversos serviços de saúde e atendimentos com equipe multiprofissional, principalmente para os homens que têm dificuldade de realizar avaliações preventivas nos postos durante a semana, seja por falta de tempo no trabalho ou devido ao horário de funcionamento das unidades.
No primeiro quadrimestre de 2019, 4.103 homens foram atendidos nas 55 unidades básicas de saúde que se envolveram com a iniciativa, 65% desse público com idade entre 30 a 69 anos.

 

Prêmio Atenção Primária à Saúde

  Na primeira etapa de avaliação do prêmio foram observadas informações sobre o contexto da experiência, as atividades realizadas, os resultados alcançados, a inovação, entre outros pontos. Para ser aprovada, a iniciativa passou por dois avaliadores e recebeu parecer favorável de ambos para participação na segunda etapa.
As experiências de destaque na segunda fase serão analisadas por um time de jurados, integrado pelo médico Dráuzio Varella e os jornalistas Claudia Colluci, Mara Régia, Ligia Formenti, Lise Alves, Chico Pinheiro, Luiz Fara Monteiro e Alan Ferreira.
As três primeiras colocadas serão divulgadas em outubro e os autores ganharam uma viagem de estudo internacional em um país em que a rede de atenção à saúde é centrada na Atenção Primária à Saúde, a ser indicada pela OPAS/OMS.