quinta-feira, 13 de dezembro de 2018
Saúde

OFTALMOLOGISTAS PROMOVEM AÇÃO DE COMBATE À CEGUEIRA

Segundo o presidente da SOFBA, Amilton Sampaio, no ano passado foram atendidos no projeto, em Salvador, 800 pessoas
RV , Salvador | 09/03/2018 às 17:28
Atendimento ofatlmológico
Foto: DIV
Uma equipe de oftalmologistas voluntários vai participar, nesta sexta-feira (09/03), do evento Bem Estar Global, que acontece na área do antigo clube de praia do Bahia, em Salvador, das 8h às 13h. O evento vai oferecer diversos serviços gratuitos à população. Este é o terceiro ano que profissionais ligados à Sociedade de Oftalmologia da Bahia (SOFBA) e da Sociedade Norte e Nordeste de Oftalmologia (SNNO) participam desta ação social no Estado, com retorno bastante positivo para a população.

Segundo o presidente da SOFBA, Amilton Sampaio, no ano passado foram atendidos no projeto, em Salvador, 800 pessoas, das quais 30% foram encaminhados para tratamentos diversos, como cirurgia de catarata, de glaucoma e problemas na retina. “Algumas destas pessoas apresentavam casos bastante sérios, e conseguimos evitar a perda total da visão de algumas delas”, disse Sampaio. A participação das entidades atende a uma solicitação do Conselho de Oftalmologia Brasileiro (COB), para o apoio à ações em todo o país que levem a redução dos índices de cegueira e melhora da qualidade de vida de pessoas carentes.

A tenda da oftalmologia vai atuar com o nome “Cuidados com a Visão”, e serão realizados aferição da acuidade visual, aferição da pressão ocular, avaliação de catarata, orientações gerais sobre cuidados com a visão, além do teste do reflexo vermelho, conhecido como teste do olhinho. Este teste, segundo Sampaio, é realizado em crianças de até um ano, e consegue diagnosticar doenças precocemente, como glaucoma e câncer. “Este teste deve ser feito logo que a criança nasce, mas sabemos que nem todas as famílias têm orientação adequada sobre algumas situações”, afirma o presidente da sociedade baiana.

Este ano a Clivan – Hospital de Olhos, será a parceira do projeto, e dará andamento no tratamento gratuito dos pacientes que forem diagnosticados com algum problema.  O hospital fará as cirurgias necessárias ou tratamento clínico. “Este projeto é muito importante para todas as pessoas carentes, que encontram no evento a possibilidade de realizar consultas e procedimentos, ao mesmo tempo”, disse o presidente da SNNO, Jorge Rocha.