segunda-feira, 02 de agosto de 2021
Salvador

Academias ao ar livre são retiradas pela Prefeitura devido ao COVID-19

A medida foi uma alternativa para conter a aglomeração de pessoas e diminuir os riscos de contaminação
Secom Salvador , Salvador | 08/04/2020 às 13:45
Academias ao ar livre são retiradas pela Prefeitura devido ao COVID-19
Foto: Evilnia Sena

Para barrar a contaminação do coronavírus e manter o isolamento social, a Prefeitura, através da Companhia de Desenvolvimento Urbano de Salvador (Desal), prossegue com a retirada dos equipamentos das academias ao ar livre localizados nas praças Wilson Lins (Pituba), Lord Cochrane (Garibaldi), Largo do Tanque e Vale das Pedrinhas, nesta terça-feira (07). A medida foi uma alternativa para conter a aglomeração de pessoas e diminuir os riscos de contaminação. A primeira praça a ter os equipamentos retirados foi a de São Caetano.

  “Nestas localidades a população não está respeitando a ordem de isolamento social. Então, para ajudar no cumprimento do decreto será feita a remoção desses equipamentos. É necessário que as pessoas colaborem e permaneçam em casa”, afirma o presidente da Desal, Marcílio Bastos. Ele lembra ainda que outras praças passarão por vistorias e, se o fluxo de pessoas permanecer, outras academias terão os equipamentos retirados.

  A operação de retirada será realizada pela equipe de serralheria do órgão e contará com apoio da Guarda Civil Municipal (GCM). Os itens vão passar por manutenção na fábrica da Desal e serão reinstalados após o término das medidas de isolamento.

  Balanço – Atualmente, Salvador tem aproximadamente 260 academias em diversos bairros da cidade e são encontradas em praças, orla e locais específicos. Os equipamentos foram instalados em 2014, por conta do aumento do sedentarismo e o crescente índice de pessoas com aumento de peso. Além disso, as academias têm com o objetivo incentivar a prática de exercícios físicos, lazer e atividades diversas.