quinta-feira, 12 de dezembro de 2019
Salvador

Ilha de Maré recebe primeira horta escolar da região

A inauguração da horta aconteceu na tarde desta quarta-feira (13)
Secom Salvador , Salvador | 13/11/2019 às 19:34
A inauguração da horta aconteceu na tarde desta quarta-feira (13)
Foto: Jefferson Peixoto/Secom
Os estudantes da Escola Municipal de Ilha de Maré tiveram uma atividade especial na tarde desta quarta-feira (13), com o recebimento da primeira horta da região. Enfileiradas, as crianças observavam atentas as orientações do secretário da Cidade Sustentável, Inovação e Resiliência, André Fraga, que primeiro perguntou se elas conheciam o vegetal que estava plantando.
  “Sinta o cheiro e a textura da planta. Sentiu? Isso é um manjericão roxo”, explicou o gestor. Depois das devidas orientações sobre como plantar, todas meteram a mão na massa, ou melhor, na terra e deram início a um ciclo que daqui a alguns meses renderá belos frutos. Ao todo, 150 mudas foram plantadas em uma área aberta de 308 metros quadrados dentro da escola.
  Foram cultivados pés de alface, manjericão, coentro, pimentão, quiabo, repolho, agrião e rúcula, além de mudas de árvores nativas de Mata Atlântica, como pau-ferro, ipê-roxo, oiti e sibipiruna. A estudante Celine Pereira, de 10 anos, foi uma das primeiras a se voluntariar. “Eu achei muito bom. Vou cuidar da plantinha todo dia”, disse, sorridente.
  Contente com o engajamento das crianças, André Fraga disse que a horta será uma oportunidade para que as crianças e os funcionários possam se conectar com a produção do alimento, com a terra e com o vegetal.
  “Eu percebo que além de ser um lugar de integração com a comunidade escolar, a horta vai acabar proporcionando esse contato com uma maneira mais sustentável de produzir e colher o alimento. Sem falar que a gente tem a participação muito ativa das merendeiras que pretendem utilizar as hortaliças na composição da merenda”, afirmou.
  Para a diretora Clétia Paraguassu, o cultivo das hortaliças vai melhorar o desempenho dos alunos, aliando o conteúdo teórico visto na sala de aula à atividade prática. “Com essa iniciativa nós queremos também fortalecer a parceria entre as famílias e o ambiente escolar. Aqui na comunidade há vários agricultores que vão poder contribuir com os cuidados diários aqui na terra, em união com os alunos e funcionários. Além disso, teremos uma alimentação mais saudável”, contou.  
  A Escola Municipal de Ilha de Maré conta com 584 alunos da Educação Infantil, Ensino Fundamental I, Ensino Fundamental II e Educação de Jovens e Adultos. A instituição atende aos moradores de diversas praias de Ilha de Maré que, segundo o Censo 2010, conta com uma população de aproximadamente 4.236 pessoas.
  Balanço - Atualmente, 43 hortas já foram implantadas pelo projeto Hortas Urbanas Escolares e Pomares da Secis, sendo 15 escolares e 28 urbanas – duas dessas acessíveis para deficientes, idosos e crianças, situadas no Imbuí e Jardim das Margaridas. Até o final deste ano, outras dez hortas devem ser implantadas, totalizando 53 equipamentos espalhados pela cidade e ilhas.
  Algumas das escolas municipais que já contam com horta são a Fernando Presídio, no bairro de Paripe; Filhos de Salomão de Campinas de Pirajá; Dona Arlete Magalhães, em Castelo Branco; Nova do Bairro da Paz, no bairro homônimo; Brigadeiro Eduardo Gomes, em São Cristóvão; Bosque das Bromélias, no Jardim das Margaridas; Clemilda Andrade, em Brotas e Beatriz Farias, em Cajazeiras.
  Transformação – Desde 2016, o projeto tem reforçado a necessidade e importância da participação da população para a construção de uma cidade melhor, cumprindo um papel social e ambiental. As hortas são instaladas em espaços onde, muitas vezes, havia um terreno baldio que acumulava lixo e proporcionava insegurança nas comunidades. As hortas escolares funcionam nas escolas municipais e cumprem também um papel importante na educação de crianças e jovens.
  O plantio inclui hortaliças, verduras, frutas e ervas. São comuns a alface, cebolinha, coentro, pimenta, tomate, couve, cenoura, manjericão, hortelã e orégano. Também podem ser encontradas plantas medicinais como erva-cidreira, aroeira, boldo e capim-santo, entre outros. As hortas tornaram-se espaços ecológicos de socialização, dando sentido à vida de muitas pessoas que antes conviviam com a depressão. Além disso, esses ambientes têm fornecido alimentos saudáveis e livres de agrotóxicos à população.
  Implantação – O pedido de implantação de hortas comunitárias pode ser feito pelo telefone (71) 3611-3802. Para auxiliar os cidadãos a implementar e cuidar da horta, foi criado o Guia para Implantação e Gestão de Hortas Urbanas e Escolares, lançado em 2018. O manual reúne dicas técnicas e orientações para planejar e manter esses espaços.
  A cartilha ensina como cultivar 46 vegetais, entre hortaliças e frutas, e aponta a época ideal para plantar cada um deles em Salvador. O material pode ser baixado gratuitamente através do site sustentabilidade. salvador. ba. gov. br .