segunda-feira, 17 de fevereiro de 2020
Salvador

Caravana Social promove serviços para pessoas com deficiência

O evento foi realizado em São Joaquim
Secom Salvador , Salvador | 26/08/2019 às 17:26
Caravana Social promove serviços para pessoas com deficiência
Foto: Bruno Concha
Um dia totalmente dedicada à Pessoa com Deficiência (PCD) e familiares, com direito a oferta de serviços, palestras, muita música e diversão. Assim foi a manhã desta segunda-feira (26), no Centro de Formação e Acompanhamento Profissional da Apae, em São Joaquim, através da 2ª edição da Caravana Social. O evento foi realizado pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Trabalho, Esportes e Lazer (Semtel), em comemoração à Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla, celebrada de 21 e 28 de agosto.
Na ocasião, foram ofertados serviços como emissão de carteira de trabalho e cadastro em umas das 116 vagas de emprego para PCD presentes no Serviço Municipal de Intermediação de Mão-de-obra (SIMM). Os presentem também puderam participar de oficinas de construção de currículo promovido pelo Instituto Bourbon; oficinas de sobrancelha, corte de cabelo e trança, através do Instituto Embelezze; e palestras com temas de empreendedorismo e direitos, ministrados pelo Centro de Empreendedor Municipal (CEM), Parque Social, Defensoria Pública da Bahia e Previdência Social.
A diversão foi garantida pelo programa Ruas de Lazer, que proporciona atividades como futebol, jogos de tabuleiro e cama elástica. Durante o evento, também foi anunciada a realização do Dia D, no próximo dia 10, na sede do SIMM, no Comércio.
“É um momento para reafirmar o quanto nos importamos com essas pessoas e seus familiares e, também, provocar a reflexão sobre o dever da igualdade para a inclusão e os direitos da cidadania das pessoas com deficiência. É um direito de todo cidadão ter acesso aos serviços essenciais, inclusive o de emprego. Muitos familiares deixam seus empregos para acompanhar os pacientes nos tratamentos, e por conta disso, trouxemos a ideia do empreendedorismo para incentivar esse comportamento, assegurando uma renda para essa família sem atrapalhar no dia a dia do jovem atendido”, afirmou o diretor de Trabalho da Semtel, Magno Felzemburgh.
Avaliação positiva – Primeira influenciadora digital com Síndrome de Down do Brasil, Cacai Bauer demonstrou sua satisfação com o evento. “É uma honra fazer parte desse momento e saber que de alguma forma eu consigo ajudar outras pessoas. Estou muito feliz”, declarou.
A dona de casa Altamira Anjos, 54 anos, foi em busca da emissão da carteira de trabalho para o filho Anderson Yuri, de 20 anos, portador da Síndrome de Down. Ela ressaltou que evento é necessário não só para os portadores de deficiência, como para toda a família. “Enquanto responsáveis por esses adolescentes e jovens, sabemos das dificuldades que enfrentamos para nos deslocarmos e passarmos muito tempo na rua. Uma ação como essa é gratificante demais, pois nos ajuda a resolver problemas, abre portas e contribui para o desenvolvimento dessas pessoas”, relatou.
O filho da dona de casa não escondeu a sua satisfação com o evento. “Eu estou gostando muito e me divertindo bastante. Encontrei vários amigos aqui. Está muito legal”, avaliou Yuri.
Mãe da jovem Laíse Conceição, de 30 anos, que é portadora da Síndrome de Down, a aposentada Carmen Conceição, 65 anos, disse que ter eventos voltados para pessoas com deficiência, proporciona a todos a sensação de cuidado e pertencimento. “É muito importante acontecer eventos como esse porque ajuda no desenvolvimento desses adolescentes e jovens, os preparando para viver em sociedade. Ter esses momentos faz uma diferença incrível para eles”, pontuou.