quinta-feira, 22 de agosto de 2019
Salvador

Salvador 360 atrai empreendimento que vai gerar 4,5 mil empregos

O centro médico estará localizado a 90 metros do hospital e terá quase 10 mil m² de área construída
Tasso Franco , da redação em Salvador | 12/08/2019 às 20:40
Hospital MaterDei, em Salvador
Foto: Max Hacck

A pedra fundamental instalada nesta segunda-feira (11) em um terreno localizado na ligação Garibaldi-Lucaia indica um grande empreendimento que chega à capital baiana, por meio do programa municipal Salvador 360: o novo hospital e centro médico da rede Mater Dei, a primeira unidade fora de Minas Gerais, sede da empresa. Os detalhes da ação foram apresentados em cerimônia realizada no local e que reuniu o prefeito ACM Neto e o vice Bruno Reis, além do presidente do conselho de administração da Rede Mater Dei de Saúde, José Salvador Silva.

Com investimento total superior a R$500 milhões e obras que devem durar três anos, o empreendimento deverá gerar cerca de 4,5 mil empregos diretos e indiretos. Por meio do Salvador 360, que possui como intuito o desenvolvimento econômico e a geração de emprego e renda na cidade, os alvarás e licenças necessários para as obras foram concedidos em apenas quatro meses.

De acordo com o prefeito, a ação é um entendimento de que o poder público deve facilitar o investimento privado, no sentido da desburocratização dos processos, para que seja projetada em uma economia forte e consistente, gerando emprego e ajudando a diminuir as desigualdades no país. “É importante ressaltar o tamanho do investimento a ser realizado aqui em Salvador pelo grupo Mater Dei, que é um dos maiores e mais conceituados do Brasil. Quando fomos procurados e vimos a dimensão do projeto, os olhos brilharam. Então a Prefeitura criou todas as facilidades possíveis, especialmente para desburocratizar e agilizar as licenças”, contou.

O gestor ainda salientou que o hospital Mater Dei em Salvador também terá impacto positivo na área de assistência à saúde. “Quando estiver funcionando, deverá talvez ser o maior hospital particular da cidade. Assim, vai permitir ampliar ainda mais a rede assistencial privada, em um processo que acompanha a ampliação da rede assistencial pública, com os investimentos que estão sendo feitos pelo município na área de saúde”, completou ACM Neto.

Expectativa – O presidente da Rede Mater Dei de Saúde, Henrique Salvador, explicou o motivo pela decisão em escolher a capital baiana para implantar um hospital da empresa fora de Minas Gerais. “Esse hospital veio para cá porque acreditamos que a Bahia é um dos principais estados da federação e tem Salvador como uma das principais capitais do Nordeste. Possui um pólo industrial importante, muitas empresas fornecedoras de serviço e porta de entrada para a região Nordeste, que é uma das regiões que mais vai se desenvolver nos próximos anos. Certamente, poderemos atender a um número maior de pessoas dentro de um padrão que a gente acredita de qualidade e segurança”.

Ele também aproveitou para agradecer à Prefeitura pelo auxílio na implantação do novo hospital e ainda acrescentou um elemento familiar à iniciativa. “O empreendimento está perfeitamente alinhado ao programa Salvador 360, que pretende trazer mais empregos para Salvador e que, por isso, a Prefeitura nos ajudou muito desburocratizando, na medida do possível, todas as etapas para chegarmos até aqui. Além disso, nossa matriarca é de Feira de Santana e aqui passamos grande parte da nossa infância. Mãe é terra, é raiz, e nada mais natural do que sair de Minas Gerais e escolher a Bahia como nosso próximo objeto”, completou o presidente da Rede Mater Dei.

Processo - De acordo com o titular da Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur), Sérgio Guanabara, o processo de vinda da Mater Dei a Salvador contou com dois principais elementos: prospecção e desburocratização. “Agilizamos todos os processos de natureza ambiental e urbanística. Foi um desafio enorme para a Sedur por ser dois empreendimentos – hospital e complexo médico – que deveriam estar harmonizando com o BRT e com licenças em um curto espaço de tempo para um empreendimento deste porte”, pontuou.

Ele também acrescentou que o Salvador 360 vem conseguindo cumprir o objetivo estabelecido há dois anos. “Criar um ambiente satisfatório de ampliação de negócios e, principalmente, de geração de emprego e renda. Hoje, Salvador é a terceira e a intenção é ser a primeira capital em geração de empregos”, finalizou.

Empreendimento – O Mater Dei Salvador será um hospital geral privado, com atendimento adulto e pediátrico em diversas especialidades clínicas, construído com as mais modernas técnicas sustentáveis de engenharia e arquitetura. O hospital terá cerca de 61 mil m² de área construída, com atendimento via convênios e particulares, 24 pavimentos, 369 leitos, 21 salas cirúrgicas, pronto-socorro, heliponto e mais de 740 vagas de estacionamento.

O centro médico estará localizado a 90 metros do hospital e terá quase 10 mil m² de área construída. Serão 19 pavimentos, centro de convenções, 62 consultórios, áreas administrativas e de apoio ao hospital e 91 vagas de estacionamento.