sexta-feira, 05 de junho de 2020
Salvador

Dançarina da banda da Fúria que foi esfaqueada fala do que aconteceu

A Policia está investigando o caso
Da Redaçao , Salvador | 21/04/2019 às 16:12
Japa diz que não sabia que o rapaz com quem saiu tivesse companheira
Foto: Instragram

A dançarina Negra Japa, da banda La Fúria, publicou um vídeo no Instagram para esclarecer o caso sobre a facada  que sofreu na última terça-feira, 16, no bairro de Itapuã, em Salvador. Na postagem, ela disse que saiu com um rapaz e foi atacada por uma mulher. Ela conta que foi informada pelo jovem que o mesmo estava solteiro. 

"Eu não sabia, e ele constatemente falava que ele não tinha mulher e que não tinha relacionamento", disse. 

Ela continua internada no Hospital Municipal de Salvador, no bairro de Cajazeiras. O caso é investigado pela 12ª Delegacia Territorial de Itapuã. Veja o vídeo:

O CASO 
COM INFORMAÇÕES
DE A TARDE

Em um vídeo que circula nas redes sociais, uma mulher, sem mostrar o rosto, confessa ter esfaqueado a dançarina da banda La Fúria, Elizabete Gonçalves, conhecida como Japinha Negra Japa, na terça-feira, 16.

Nas imagens, a mulher indica a suposta cena do crime e diz que o fez porque Elizabete estava saindo com seu companheiro. “Esfaqueei a Japa, ó, esfaqueei a Japa. C*... meu macho, não quero nem saber. Talarica descarada”, esbraveja a mulher no vídeo (confira abaixo).

Em áudios compartilhados, outra mulher também nega o roubo e revela ter presenciado o momento em que a dançarina foi atendida por agentes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levada à UPA de Itapuã.

“Foi assalto nada! Ela estava lá no condomínio, no Alto do Coqueirinho, dormindo com o cara. Ela foi flagrada na cama com o marido da outra”, diz um trecho do áudio. 

Mesmo sem nenhum registro de ocorrência, a 12ª Delegacia Territorial (DT/Itapuã) investiga o caso. Segundo a Policial Civil, a perícia no local já foi solicitada e algumas pessoas intimadas para prestar depoimento.

Ainda de acordo com a polícia, as investigações estão adiantadas, mas os detalhes não foram divulgados para não atrapalhar o trabalho dos investigadores.