s�bado, 27 de novembro de 2021
Política

PANDEMIA DA COVID NÃO CEDE NA BAHIA E MANTÉM 2.543 CASOS ATIVOS

A estabilidade da pandemia não significa o fim ou controle do patógeno
Tasso Franco , da redação em Salvador | 27/10/2021 às 20:26
Testagem nas escolas contra a Covid
Foto: SESAB
   MIUDINHAS GLOBAIS:

1. Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 482 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,04%) e 388 recuperados (+0,03%). O boletim epidemiológico desta quarta-feira (27) também registra 6 óbitos. Dos 1.244.123 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.214.532 já são considerados recuperados, 2.543 encontram-se ativos e 27.048 tiveram óbito confirmado. Os dados ainda podem sofrer alterações devido à instabilidade do sistema do Ministério da Saúde. 

2. O boletim epidemiológico contabiliza ainda 1.572.622casos descartados e 244.352 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta quarta-feira. Na Bahia, 52.278 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. 

3. Com 10.557.813 vacinados contra o coronavírus (Covid-19) com a primeira dose ou dose única, a Bahia já vacinou 82,92% da população com 12 anos ou mais, estimada em 12.732.254. A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) realiza o contato diário com as equipes de cada município a fim de aferir o quantitativo de doses aplicadas e disponibiliza as informações detalhadas.

4.O Brasil registrou nesta quarta-feira 433 mortes por Covid-19, elevando para 606.726 o total de vidas perdidas para o novo coronavírus desde o começo da pandemia. A média móvel foi de 346 óbitos, aumento de 4% em comparação com o cálculo de duas semanas atrás, o que indica tendência de estabilidade.

5. Os dados são do consórcio formado por O GLOBO, Extra, G1, Folha de S.Paulo, UOL e O Estado de S. Paulo e reúne informações das secretarias estaduais de Saúde divulgadas diariamente até as 20h.

6. Foram registrados também 17.117 novos casos de Covid-19 em todo território nacional, totalizando 21.765.420 pessoas que já se contaminaram com o vírus. A média móvel foi de 12.163 diagnósticos positivos, um aumento de 7% em comparação ao índice de duas semanas atrás, o que demonstra tendência de estabilidade.
                                                ****
7. Iniciado no último dia 18, o Projeto Partiu! #Testagem nas Escolas, que tem como objetivo identificar, monitorar e isolar casos da Covid-19 na comunidade escolar, teve 2.228 amostras encaminhadas ao Laboratório Central do Estado (Lacen/BA). Destas, 1.980 tiveram resultado “não detectável”, para SARS CoV-2, 18 amostras foram positivas, 6 foram classificadas com resultado laboratorial inconclusivo e 224 amostras estão em análise.

8. As amostras encaminhadas ao Lacen por meio do projeto foram enviadas por 12 municípios: América Dourada, Apuarema, Caravelas, Itanhém, Itapebi, Lajedão, Mairi, Medeiros Neto, Mirangaba, Salvador, Várzea da Rocha e Vereda. As 18 amostras com resultado reagente para SARS-CoV-2 são dos municípios de Itanhém, Itapebi, Medeiros Neto, Mirangaba, Salvador e Várzea da Roça.

9. A pandemia COVID-19 representa a maior crise sanitária do último século. Além dos impactos diretos à saúde, vem acarretando grave problema socioeconômico nos países pobres e países em desenvolvimento. Em função disso, organizações de saúde pública nacionais e internacionais defendem o retorno gradual às aulas presenciais, com controle do risco sanitário: manutenção das medidas não farmacológicas; avanço na cobertura vacinal; e emprego de estratégias para vigilância epidemiológica ativa e contínua na “comunidade escolar”.

10. Na Bahia, estão sendo empreendidos esforços para retorno gradual das aulas presenciais nos diferentes núcleos territoriais de educação. Com intuito de mitigar o risco de casos e surtos de Covid-19 nos ambientes escolares, a Superintendência de Vigilância e Proteção da Saúde do Estado da Bahia (SUVISA), em articulação com a Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC), elaborou projeto “Vigilância ativa COVID-19 na rede pública de educação do estado da Bahia” – Partiu! #TestagemNasEscolas, entendida como garantia adicional de que as escolas estaduais e municipais podem reabrir e permanecer abertas com segurança para toda a comunidade escolar.

11. Até esta semana, 358 municípios manifestaram interesse em participar do “Projeto Partiu! #Testagem nas Escolas”. Destes, 157 municípios estavam devidamente cadastrados para acesso ao sistema de informação Gerenciador de Ambiente Laboratorial (GAL/LACEN), aptos para início do inquérito epidemiológico. 

12. A proposta da Sesab, em parceria com os municípios, fará a testagem de até 180 mil funcionários e estudantes com idade superior a 13 anos da rede pública municipal e estadual, desde que estejam assintomáticos e participando das atividades presenciais. O projeto Partiu! #Testagem nas Escolas tem a duração de três meses.

13. O Programa Bolsa Presença, desenvolvido pelo governo do Estado, deverá injetar R$ 469 milhões na economia baiana até o final de dezembro de 2021. O montante representa a transferência de renda para 421.308 famílias de 528.213 estudantes regularmente matriculados na rede estadual de ensino, com o objetivo de estimular a permanência do estudante na escola.

14. A iniciativa, que é uma das políticas de assistência estudantil do Programa Estado Solidário, destina R$ 150 por mês para famílias dos estudantes da rede estadual cadastradas no CadÚnico e em condições de pobreza e extrema pobreza. Nesta quarta-feira (27), a Secretaria da Educação do Estado (SEC) promoveu um encontro de avaliação do programa, no Instituto Anísio Teixeira (IAT), com representantes dos Núcleos Estaduais de Educação (NTE).

15. O coordenador de Programas e Projetos Estratégicos da SEC, Marcius Gomes, ressaltou que esta ação é essencial para o compartilhamento das perspectivas e aperfeiçoamento das técnicas que envolvem o Bolsa Presença através de atividades práticas nas escolas. 

16. “A concessão do benefício está vinculada à assiduidade nas aulas ministradas pela unidade escolar em que o aluno esteja matriculado; à participação obrigatória dos estudantes nas avaliações de aprendizagem promovidas pela unidade escolar, visando orientar o acompanhamento pedagógico; e à manutenção dos dados cadastrais atualizados na unidade escolar e de sua família no CadÚnico. Então, é fundamental encontros como este para que as famílias e os estudantes sejam orientados e para que haja o acompanhamento destas práticas nas escolas”, afirmou.

17. O programa visa estimular a permanência no processo de aprendizagem escolar dos estudantes da rede estadual, considerando as especificidades da educação contextualizada e inclusiva. Taís Nunes, representante do NTE 23, com sede em Santa Maria da Vitória, falou do impacto do programa para a permanência do estudante nas escolas. 
18. “Para o nosso território e, tenho certeza, também para toda a Bahia, o auxílio está sendo um ótimo recurso para os estudantes manterem a sua permanência na escola. E essa ampliação do programa, até dezembro, será muito importante pois, com o apoio que já temos dos municípios, conseguiremos beneficiar mais famílias”.

19. O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Segurança Pública, (SSP), executa o maior programa de modernização das estruturas de segurança da Bahia. São R$ 91 milhões, na primeira etapa, destinados a 42 unidades da Polícia Civil, quatro unidades da Polícia Militar e ainda a reforma e ampliação do Complexo Policial Investigador Bandeira, situado em Feira de Santana.

20. Além disso, o Estado aumenta os investimentos nas tecnologias de videomonitoramento. São R$ 665 milhões para instalar cerca de 4 mil câmeras em 77 municípios da Região Metropolitana de Salvador e interior. Na capital, 218 criminosos com ordem judicial e vários veículos irregulares já foram identificados e apreendidos com o auxílio das 1.101 câmeras em funcionamento.

21. A captação de imagens vai se estender também para os policiais em operação. “A exemplo de São Paulo, Santa Catarina e outros estados, o Governo da Bahia está investindo na aquisição das boycams. São câmeras acopladas ao fardamento dos policiais quando em operação. Para tanto, já houve audiência pública que precede todo o procedimento de licitação”, anuncia o chefe da pasta, Ricardo Mandarino. “Todo esse investimento objetiva modernizar ainda mais a polícia da Bahia, que já é considerada uma das mais modernas do país”, avalia.