s�bado, 27 de novembro de 2021
Política

APROVADO PROJETO QUE BATIZA PONTE COM O NOME DO PAI DE JOÃO LEÃO

Projeto que batiza com o nome do pai de João Leão a ponte Xique-Xique-Barra é aprovado na CCJ
Eduardo Salles , Salvador | 27/10/2021 às 11:16
Aprovado projeto que batiza ponte com o nome do pai de João Leão
Foto: Divulgação

O projeto dos deputados estaduais Eduardo Salles e Antônio Henrique Júnior para batizar de Luiz Felipe de Souza Leão a ponte que vai ligar os municípios de Xique-Xique e Barra foi aprovado nesta terça-feira (26) na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Assembleia Legislativa da Bahia.

 

Os parlamentares resolveram homenagear um dos maiores empreendedores da região, pai do idealizador da ponte, o atual vice-governador e secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, João Leão, e avô do deputado federal Cacá Leão.

 

Luiz Felipe de Souza Leão nasceu no Recife em 1909 e chegou a Barra em 1950 após quatro dias de viagem. No município instalou a primeira usina de açúcar na região. Viajou à Inglaterra e aos Estados Unidos comprar o maquinário necessário para colocar o empreendimento em funcionamento. Foi também pioneiro na implantação da irrigação no rio São Francisco e a instalar energia elétrica.

 

“A homenagem é muito justa a quem teve papel preponderante no desenvolvimento de Xique-Xique, Barra e demais município. Foi o empreendedorismo de Luiz Felipe de Souza Leão, aproveitando as potencialidades oferecidas pelo rio São Francisco, que permitiu à região esse crescimento”, disse Eduardo Salles.

 

O investimento de R$ 750 milhões envolve a construção da ponte e o projeto do Sistema Viário da BA-052, que inclui a reforma total dos 462 quilômetros da rodovia conhecida como Estrada do Feijão, entre Feira de Santana e Xique-Xique, e os 85 quilômetros da BA-160, entre Xique-Xique e Barra.

 

“Desde 2016 tenho trabalhado junto com o vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico, João Leão, o deputado federal Cacá Leão, o deputado estadual Antônio Henrique Júnior e lideranças da região por essa obra, que vai beneficiar cerca de 2,7 milhões de habitantes em mais de 100 municípios baianos que, hoje, dependem da travessia por balsa. A ponte vai mudar radicalmente a logística, ligando duas regiões importantes da Bahia, melhorando o transporte de veículos de passeio e o escoamento da produção, o que vai proporcionar mais geração de emprego e renda para a população”, disse Eduardo Salles.