quinta-feira, 04 de mar?o de 2021
Política

BAHIA REGISTRA MAIS 63 ÓBITOS PELA COVID E UTIS DO ESTADO LOTARAM

: Quadro de saúde do sec Fábio Vilas Boas é estável. Ele está internado com covid no Hospital Alianças
Tasso Franco , da redação em Salvador | 21/02/2021 às 19:05
Prefeito de Mata de São João amplia toque de recolher
Foto: Yordan Bosco
   MIUDINHAS GLOBAIS:

   1. Pelo terceiro dia consecutivo, a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) registra o maior número de pacientes internados em UTIs Covid-19 desde o início da pandemia. São 890 pacientes adultos e pediátricos em estado grave ocupando leitos nas diversas regiões da Bahia. O boletim epidemiológico deste domingo (21) também registra 63 mortes. Apesar de terem ocorrido em diversas datas, a confirmação e registro das mortes foram realizadas hoje.

   2. Hoje, em virtude da elevação na taxa de ocupação de leitos de UTI em toda a Bahia, o governador Rui Costa determinou a ampliação do horário do toque de recolher. A partir desta segunda-feira (22), a restrição será das 20h às 5h. A determinação visa provocar uma redução da taxa de crescimento da Covid-19 no estado.

   3. As denúncias sobre aglomerações em espaços públicos ou privados serão fundamentais para facilitar o trabalho da polícia. Para isso, a população poderá utilizar os canais de comunicação oficiais através do 190, ou (71) 3235-0000 (para a capital) e no interior do estado por meio do 181. Lembrando que a denúncia é anônima e a viatura mais próxima é acionada para o local.

  4. Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 1.851 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,3%) e 2.372 recuperados (+0,4%). Dos 653.335 casos confirmados desde o início da pandemia, 625.441 já são considerados recuperados e 16.703 encontram-se ativos.

   5. O boletim epidemiológico contabiliza ainda 1.018.766 casos descartados e 150.783 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas deste domingo (21). 

   6. Na Bahia, 41.937 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

  7. Hoje foram registradas 63 mortes e o número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 11.191, representando uma letalidade de 1,71%. Dentre os óbitos, 56,64% ocorreram no sexo masculino e 43,36% no sexo feminino. 

   8. Em relação ao quesito raça e cor, 55,17% corresponderam a parda, seguidos por branca com 20,34%, preta com 14,54%, amarela com 0,58%, indígena com 0,15% e não há informação em 9,22% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 70,46%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (74,38).

  9. A existência de registros tardios e/ou acúmulo de casos deve-se a sobrecarga das equipes de investigação, pois há doenças de notificação compulsória para além da Covid-19. Outro motivo é o aprofundamento das investigações epidemiológicas por parte das vigilâncias municipais e estadual a fim de evitar distorções ou equívocos, como desconsiderar a causa do óbito um traumatismo craniano ou um câncer em estágio terminal, ainda que a pessoa esteja infectada pelo coronavírus.
                                                  *****
   10. (Mata de São João) O toque de recolher em todo estado da Bahia (exceção da Região Oeste) será ampliado, a partir desta segunda-feira (22), para das 20h às 5h. A medida é em decorrência do crescimento de casos de contaminação pelo coronavírus e do aumento de ocupação de leitos de UTIs na Bahia, que chega a 80%.

   11. Ainda de acordo com as determinações do Governo do Estado, o atendimento presencial em bares e restaurantes só será permitido até as 18h. Já o delivery de alimentos está autorizado até as 23h.

  12. A prefeitura de Mata de São João publicará decreto amanhã, oficializando as novas medidas, que têm como objetivo conter o avanço da pandemia.

   13. O crescimento nos números de contaminações e mortes e a possibilidade de colapso nos sistemas de saúde têm preocupado autoridades governamentais e de saúde em todo o mundo.
Foi publicada, no diário oficial do município de Lauro de Freitas, nesta quinta-feira (18), a Lei nº  1.931/2021, que flexibiliza a Lei nº 1.536 / 2014. Ambas tratam sobre uma polêmica que tem repercutido bastante e mobilizado diversos segmentos: A poluição sonora.

  14. O movimento contra a poluição sonora, composto por associações de moradores, condomínios residenciais, entidades de defesa dos idosos e de pessoas com deficiência além de proteção dos animais, entre outras, entraram com uma representação no Ministério Público da Bahia pedindo a anulação do Projeto de Lei nº072/2020, apelidado de “PL do barulho”, por ter sido votado e aprovado pela câmara de vereadores, em dezembro de 2020, sem que nenhum debate com a sociedade tenha ocorrido. 

  15. Diversas denúncias já foram feitas aos órgãos municipais responsáveis sobre os problemas causados pela poluição sonora gerada por estabelecimentos comerciais, residências, academias, templos religiosos, veículos e obras sem que, até o momento, providências tenham sido tomadas a contento.

  16. A Polícia Militar da Bahia tem atuado mediante o chamado de moradores e encerrado festas em diversos bairros de Lauro de Freitas. As ocorrências em estabelecimentos comerciais também tem sido denunciadas porém o poder público municipal ainda não se manifestou quanto a aplicação de penalidades previstas em Lei, a exemplo da apreensão da fonte de som, cassação de alvará e multas.

  17. Assim que souberam da publicação da “Lei do barulho”, entidades que compõem o movimento divulgaram cards e cópias da publicação com os dizeres “Chega de poluição sonora em Lauro de Freitas”. As entidades estão mobilizando os seus associados para reforçar a campanha contra a poluição sonora enquanto aguardam a manifestação do Ministério Público sobre a anulação do PL do barulho.

  18. “É um contrassenso aumentar o limite máximo de ruídos em plena pandemia, sobrecarregando, por exemplo, a Polícia Militar que tem encerrado festas onde a poluição sonora é um dos principais motivos da aglomeração.”, relata um dos integrantes do movimento.

   19. Quadro de saúde do secretário da Saúde, Fábio Vilas Boas, evuli bem. O secretário segue internado no Hospital Aliança.

   20. Como a intervenção branca do presidente Bolsonaro na Petrobras as ações da empresas despencam e o projeto de Paulo Guedes vai por água abaixo.