ter?a-feira, 29 de setembro de 2020
Política

PT OFICIALIZA DENICE COM VELHO DISCURSO DE DIMINUIR DESIGUALDADES

O PT está há 13 anos no governo do Estado e não diminuiu as desigualdades sociais e vem com a mesma conversa
Da Redação , Salvador | 16/09/2020 às 18:31
Decide, Rui, Fabíola e Wagner
Foto: Facebook
   Em convenção, o Partido dos Trabalhadores (PT) oficializou nesta quarta-feira (16) a candidatura de major PM Denice Santiago à Prefeitura de Salvador. A candidata a vice na chapa é a deputada socialista, médica de uma rede de clínicas de oftalmologia, Fabíola Mansur (PSB).

  A convenção foi realizada em uma laje de uma casa no bairro de Cosme de Farias, em Salvador. A major falou sobre as bandeiras de campanha. "Cuidar de gente, cuidar das pessoas e de Salvador, diminuindo as desigualdades sociais", afirmou a candidata Major Denice.

   Denice Santiago tem 49 anos e é natural de Salvador. Ele tem formação na Academia de PM dos Dendezeiros e em psicologia e é a primeira vez que ela se candidata a um cargo político. Major Denice é idealizadora e co-fundadora da Ronda Maria da Penha, patrulha da Polícia Militar do Estado da Bahia (PM-BA) responsável pelo combate à violência doméstica contra mulheres.

  Em seu discurso, Fabíola Mansur ressaltou que o objetivo da candidatura é “derrubar os muros invisíveis” que “dividem Salvador”.  E acrescentou que ela e Denice são “duas mulheres que não fogem à luta”. “A gente sabe que a maior dor é a da miséria. Dor de não ter emprego,educação de qualidade, isso que queremos fazer para salvador. A Salvador que a gente quer é a da saúde de qualidade e do sustento da família”, pontuou Fabíola.

  CÚPULAS PRESENTES

   O senador Jaques Wagner (PT) lembrou os feitos dos governos petistas na capital durante o pronunciamento e classificou Denice e Fabíola como “mulheres vencedora” que “saberão cuidar das pessoas” de Salvador. 

   A deputada Lídice da Mata (PSB) destacou os investimento do governo do estado na capital da Bahia e lamentou que uma coisa persiste desde o tempo em que foi prefeita, “mesmo diante de todo o investimento”, que é a “profunda desigualdade social” que “separa meninos e meninas dos bairros populares das oportunidades daqueles que têm garantia e que moram na orla e nos bairros de classe média”. 
  
  Cabo eleitoral da Major Denice, o governador Rui Costa (PT) também citou os problemas da cidade e a desigualdade social que existe entre os bairros de Salvador. Oriundo da periferia, o governador  lamentou que ainda exista uma desconfiança e descrença no potencial dos habitantes de bairros periféricos, embora esteja há 7 anos governando o estado.   

  Rui Costa pediu para que Denice “olhe no olho de cada baiano e diga, você pode, seu filho pode, nós podemos”. Ele prometeu que a chapa do PT e PSB “irá transformar essa cidade em um local mais humano, com mais direitos para o nosso povo”.