quarta-feira, 30 de setembro de 2020
Política

PROJETO DO DEPUTADO JACÓ DÁ NOME DE JORGE PORTUGAL A CONCHA DO TCA

A proposta é do deputado petista Jacó
Tasso Franco , da redação em Salvador | 08/08/2020 às 10:30
Jorge Portugal
Foto: DIV


Retribuir em forma de homenagem o que ele fez por sua terra e pelo povo de Santo Amaro. É o que os amigos esperam com o projeto que dá nome de Antônio Jorge Portugal à Concha Acústica do Teatro Castro Alves. A sugestão foi feita ao deputado estadual Jacó (PT) e apresentada nesta sexta-feira (7) ao governador Rui Costa, por meio de indicação. O educador, poeta, compositor e ex-secretário de Cultura morreu na segunda-feira (3), aos 63 anos. 

De acordo com a indicação protocolada na Assembleia Legislativa da Bahia, a proposta é homenagear Jorge Portugal num lugar com significado especial para a comunidade de Santo Amaro e do Recôncavo: era ali, na Concha Acústica, que se realizava em parceria com o conterrâneo Caetano Veloso, o show “O som da Purificação”, que arrecadava recursos para a tradicional festa da cidade.

Em vida, Jorge Portugal foi muitos, porém sempre dedicado à valorização das manifestações culturais populares, sempre sensível ao sofrimento dos mais humildes, e assim viveu, de forma humilde, junto do seu povo, em especial o povo do Recôncavo e sua terra natal, Santo Amaro, sinaliza o deputado Jacó na indicação.

Portugal ficou conhecido por obras voltadas para estudantes de cursinhos pré-vestibular, como o livro "Redação é assim", e se consolidou como apresentador por nove anos no programa educativo da TV Bahia “Aprovado”. Na música, ele trilhou uma trajetória de igual brilho: compôs ao lado de Raimundo Sodré "A Massa", um clássico da MPB, além de canções que se tornaram sucesso nas vozes de Caetano Veloso, Maria Bethânia e outros baianos ilustres.

"Antônio Jorge Portugal nos deixou fisicamente no dia 3 de agosto, aos 63 anos, para levar alegria e poesia, com seu sorriso largo em outra dimensão espiritual, mas sua obra, seu legado e sua energia contagiante são imortais", definiu o deputado Jacó.