quinta-feira, 13 de agosto de 2020
Política

BOLSONARO EXIBE CLOROQUINA E É ACLAMADO COMO MITO EM BAGÉ, RS

Com informações do Minuano
Tasso Franco , da redação em Salvador | 31/07/2020 às 17:37
Presidente inaugura conjunto Minha Casa e Escola Civico
Foto: Minuano
   Por volta das 11h23min desta sexta-feira, dia 31, o avião com o presidente Jair Messias Bolsonaro pousou no Aeroporto Comandante Gustavo Kraemer, com centenas de pessoas esperando no lado de fora, entre profissionais da área da segurança, da imprensa e fãs. Muitos deles enrolados com bandeiras do Brasil, e até mesmo com máscaras de proteção personalizadas com o rosto do presidente.

  Ao sair da pista, Bolsonaro cruzou a pé por um corredor humano. Durante alguns minutos, o presidente atendeu os fãs, que gritavam e o ovacionavam com os gritos de "mito". Bolsonaro passou e cumprimentou várias pessoas, inclusive pegando uma criança no colo. Até o futebol não ficou de lado. Um fã lhe alcançou uma camiseta do Guarany, e, prontamente, Bolsonaro a ergueu em frente ao povo.

  Em seguida, Bolsonaro foi conduzido pela escolta da Polícia do Exército e oficiais para cumprir sua agenda na cidade, que consiste, primeiramente, em inaugurar a escola cívico-militar São Pedro; almoço no 3º Regimento de Cavalaria Mecanizad (3º R C Mec) e, às 15h, a principal pauta, que é a entrega oficial das 1164 novas moradias, nos bairros Morgado Rosa e Tarumã, do programa Minha Casa Minha Vida.

  MITO NA ESCOLA

  Após pousar no aeroporto de Bagé, o presidente Jair Messias Bolsonaro foi conduzido direto para a escola São Pedro, onde inaugura, neste momento, o modelo cívico-militar na instituição. O evento é privado, no entanto, a movimentação é intensa no lado de fora.

  Nos arredores, entre a avenida Santa Tecla e a UPA, uma multidão com bandeiras e gritos ocupa as calçadas. À tarde, Bolsonaro também participou da entrega de novos residenciais, erguidos nos bairros Morgado Rosa e Tarumã. No ato oficial será na zona norte.

  O presidente Jair Messias Bolsonaro chegou há poucos minutos, no local para entrega das 1164 novas moradias construídas em Bagé, nos bairros Morgado Rosa e Tarumã. E ao chegar, Bolsonaro entrou num dos residenciais de uma das pessoas contempladas e conheceu todas as peças. Posteriormente, subiu na sacada do residencial para uma foto com a família contemplada e demais autoridades.

  Bolsonaro chegou a Bagé no final da manhã. Antes, também cumpriu agenda na escola cívico-militar São Pedro e almoçou no 3º Regimento de Cavalaria Mecanizado (3º R C Mec).

  ESCOLA CIVICO

   A Escola Municipal Cívico-Militar de Ensino Fundamental (EMCMEF) São Pedro é uma das instituições públicas de ensino do país que foi contemplada pela inserção ao Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares (Pecim). Apesar das atividades voltadas a este modo de ensino terem sido iniciadas no local antes mesmo do anúncio do MEC, em meados de 2019, o projeto pedagógico apresentado pela equipe diretiva local e apoio da comunidade escolar serviu de impulso ao projeto.

   Atendendo, hoje, mais de 700 alunos, cerca de 300 são de Anos Finais, que abrigam as atividades cívico-militares, a partir do 6º até o 9º ano do Fundamental. A companhia diária de 10 instrutores faz com que o cotidiano da escola tenha uma maior atenção ao comportamento das turmas e o bom relacionamento entre professor e estudante.

  A escola desenvolve projetos voltados à cidadania, cultura de paz ativa, ações psicopedagógicas de coletivo, ações cívicas e patriotismo. O incentivo à pesquisa e desenvolvimento de seminários também é abordado de forma mais incisiva e recorrente dentro das salas de aula, incentivando em todos o desafio de desenvolver ideias fomentando os estudos.

  "Desde o momento em que soubemos que o Governo Federal tinha a intenção de proporcionar este modelo de educação no Brasil, nos empenhamos e saíamos na frente, iniciando o projeto em duas escolas de Bagé, que tiveram grande sucesso e procura. Este é um projeto que, desde o início, teve apoio do governo federal para que a Rainha da Fronteira fosse contemplada e isso muito nos orgulha", declarou o prefeito Divaldo Lara.

   A secretária de Educação, Adriana Lara, reafirma que a conquista da escola cívico-militar é uma evolução para o ensino em Bagé, sendo uma opção a mais na rede municipal. "Estamos preparando a escola, de forma muito criteriosa, para este descerramento da placa. São apenas 55 escolas no Brasil e Bagé está contemplada, o que nos dá muito orgulho", conclui.

   Durante o ato de entrega, nesta sexta-feira (31), na avenida Espanha, das 1.164 novas moradias, o presidente Jair Messias Bolsonaro concedeu entrevista coletiva. Dentre os assuntos tratados, falou sobre a possibilidade da obra da Barragem da Arvorezinha ser retomada sob a responsabilidade do Exército. E, se isso ocorrer, acredita em resultado rápido. "O prefeito falou comigo, tá tudo desenrolado juridicamente. Ele gostaria que o Exército fizesse a obra. Já fiz alguns contatos e o levantamento está sendo feito. Se der pra fazer, acredito que o Exército fará em tempo recorde", aposta.

  A possibilidade do Exército Brasileiro assumir a obra da barragem foi uma discussão tornada pública na quinta-feira (30), quando o prefeito Divaldo Lara cumpriu agenda, em Brasília, com o vice-presidente Hamilton Mourão. Durante a coletiva, Bolsonaro reconheceu que não sabia sobre todo o impasse existente com a barragem. "Confesso que não sabia que faltava água em Bagé", aponta.

  A polêmica da cloroquina

Uma das maiores polêmicas da vida pública de Bolsonaro, nos últimos meses, tem sido a indicação de cloroquina para combate da covid-19. Inclusive, ao pousar no aeroporto, nesta manhã, o presidente exibiu, ao público que estava presente, uma caixa do remédio. "Sempre falei que não tem como fugir do vírus; temos que enfrentar. Eu sabia que um dia eu ia pegar, e creio que quase todos vocês ainda vão pegar também. Porém, temos que frente. Lamento muito as mortes que têm todos os dias, mas faz parte de vida. Eu estudei a cloroquina, junto de médicos. E quando você não tem alternativa, não proíba. Todos sabemos que não tem comprovação científica, mas também não há comprovação e ninguém dizendo que não funciona", argumentou na coletiva.