ter?a-feira, 11 de agosto de 2020
Política

COVID-19 SEPULTA FESTEJOS JUNINOS GRANDIOSOS E AMEAÇA CARNAVAIS (TF)

Veja as normas adotadas pela Prefeitura para uso do Calçadão da Barra
Tasso Franco , da redação em Salvador | 23/06/2020 às 18:33
São João em Serrinha no Estádio Marianão, 2019
Foto: PMS
   MIUDINHAS GLOBAIS:

   1. Tivemos nesta terça-feira, 23, no Nordeste brasileiro um São João atípico como nunca se viu. Desde que os festejos juninos ganharam contorno de grandes festivais e movimenta a economia de municípios de forma muito intensa, não somente no mês de junho, mas, num longo período, casos de Campina Grande, Feira de Santana, Caruaru, Amargosa, Senhor do Bonfim, Estância e centenas de outros municípios esta é a primeira vez na história que uma pandemia, antigamente chamada de peste, põe fim a festa. 

   2. E, com todo respeito que se tem às religiões e as crenças, não teve reza, nem pemba, nem tarô, nem búzios, nesses sessões espíritas e de caboclos das matas que desse jeito. Enfrenta-se um patógeno ainda sem um anticorpus eficiente para combatê-lo e somente a ciência poderá resolver essa parada. Ainda assim, a médio e longo prazos.

   3. A Bahia, que desde a época do então secretário do Turismo, Domingos Leonelli, vinha incrementando o São João como uma atividade turística organizada, antes sempre existiu São João, mas, cada qual fazendo o seu, sofreu um baque enorme. Prejuizos incalculáveis para toda uma cadeia produtiva, das licoristas aos tocadores de sanfona; dos vendedortes de tecidos e adereços aos técnicos de som. 

   4. As indústrias de bebidas e alimentos também sofreram muito. Os prejuizos em números não dão para serem calculados porque a festa de São João, praticamente, acontece nos 417 municípios da Bahia, nas sedes, e em mais de 2000 povoados e milhares de roças.

   5. Como calcular isso? Impossível. Pode até ser feita uma estimativa, mas, é irreal. Esse negócio de São João virtual e São João "Dendi Casa" tem importância no sentido de manter a tradição, mas, obviamente, está longe de representar algo significativo. 

   6. Não adianta também ficar reclamando do leite derramado. Agora, é continuar cuidando para conter o coronavirus, um virus mundial, e se preparar para o que vem pela frente, ainda é uma incógnita. 

   7. Veja o seguinte: Hoje teve um terremeto no México, um fenômeno da natureza que é comum naquele país. E, as pessoas tiveram que deixar suas casas na manhã cedo de pijama, de cuecas, de baby dools e muitas delas usavam máscaras para conter a Covid. 

   8. Essa pandemia é a pior que já teve no mundo em termos de espacialidade. A gripe espanhola, de 1917/1918, matou mais gente. Estima-se 50 milhões de pessoas, mas, ficou restritra aos EUA, Canadá, Europa e áreas da Ásia. Agora, o coronavirus, com os novos meios de transportes, o mundo conectado por milhares de aviões a jato, navios de cruzeiro e outros meios, o virus se espalha por todo planeta.

   9. Era de se supor que, originário da China central, Wuhan, não chegasse a Bahia e muito menos a Chorrochó ou Ipiaú. Nada. Chegou e com voracidade, matando gente. É assim no Vietinã, na India, na Afica, no Japão, nos EUA, no Reino Unido, ninguém escapa. E a medicina com todos os avanços ainda não tem uma vacina para contê-lo. 

   10. E, voltando ao São João e as incertezas do futuro, os Carnavais, as Micaretas, os Festivais de Músicas, as Marchas para Jesus, Os Sirios de Nazaré e outros, e todos esses eventos grandiosos no mundo à fora existem 1.700 tipos de coronavirus. E ninguém sabe o que ainda pode vir por aí. 

   11. Procedimentos de limpeza, de higiene, de distanciamento e outros, deverão se prolongar por muitos anos ou para sempre.
                                                              *********
   12. Os bairros de Beiru/Tancredo Neves, Fazenda Grande do Retiro, Paripe, Federação, Engenho Velho da Federação, Santa Cruz e Engenho Velho de Brotas terão as medidas mais restritivas da Prefeitura de combate ao coronavírus prorrogadas por mais sete dias, na tentativa de diminuir ainda mais a transmissão da Covid-19 nessas áreas. 

   13. O anúncio foi feito pelo prefeito ACM Neto nesta terça-feira (23). A validade dos decretos nessas localidades estava prevista para ser encerrada amanhã (24).

    14. “Além disso, estamos concluindo os trabalhos nos bairros de Itapuã e Brotas. No lugar, vamos incluir agora outras duas regiões: São Cristóvão, que já registrou 262 casos da Covid-19, e o Imbuí, com 310 casos do novo coronavírus”, informou o prefeito. As medidas terão início na quinta-feira (25).

    15. Outro local que havia passado por ações de restrição durante uma semana, o calçadão da Barra será liberado a partir de hoje. “Porém, com regras, com disciplina, para garantir a higienização, o uso de máscaras, portanto, ordenar o calçadão para que todos possam usar com segurança”, alertou ACM Neto.

   16. Para evitar novas aglomerações, o calçadão da Barra terá um protocolo de reabertura, a ser aplicado a partir de sexta-feira (27). No trecho entre o Farol e o Barracenter, o local será liberado apenas para a prática de atividade física, das 5h às 22h. O acesso nesse trecho será permitido somente com o uso de máscaras, que também serão distribuídas na região, e haverá fluxo orientado dos corredores e ciclistas.

    17. Além disso, estão proibidos o acesso ao Farol, o comércio ambulante e o estacionamento de veículos. Para dar mais segurança a quem frequentar o calçadão para as atividades físicas, serão retirados os bancos e mobiliários no trecho, além da instalação de oito estações de higienização das mãos e sinalização durante o percurso.

    18. A fiscalização será feita pela Guarda Civil Municipal (GCM), presente em quatro postos de controle, patrulhamento através de bikes e totens orientadores. O órgão fará pesquisa de satisfação do público através da página no Instagram (@gcmsalvador).

   19. As medidas setorializadas nos bairros envolvem iniciativas mais rígidas, determinando que os comércios formal e informal devem permanecer fechados, independentemente do tamanho da área. Apenas atividades essenciais podem funcionar, a exemplos de supermercados, padarias, delicatessens, farmácias, açougues, estabelecimentos que utilizam o sistema de delivery (sem retirada no local) e serviços de saúde.

   20. As localidades também recebem ações de proteção à vida, que englobam distribuição de cestas básicas para trabalhadores informais e entidades sociais que atuam na região, e de máscaras de proteção para a comunidade. Os moradores têm acesso a testes rápidos para detecção do coronavírus e medição de temperatura, além de serem realizadas higienização de ruas, ações de combate ao mosquito Aedes aegypti e assistência social através do Cras Itinerante.

   21. Um grupo de senadores, deputados e dirigentes de várias entidades está denunciando a manobra do presidente do Senado, David Alcolumbre (Dem-AP), que colou na pauta de votação o Projeto de Lei 4162, que trata da privatização do saneamento, desrespeitando o acordo firmado entre partidos de só apreciar nesse período de pandemia do coronavírus matérias relacionadas ao combate à doença. 

   22. A proposta está prevista para ser apreciada nesta quarta (24), em sessão remota, o que impede ampla discussão da mesma.

    13. O projeto foi considerado desrespeitoso com o povo por dezenas de lideranças políticas e do movimento popular e sindical, durante plenária virtual promovida na última segunda (22) pela Federação Nacional dos Urbanitários (FNU-CUT) e o Observatório Nacional dos Direitos à Água e ao Saneamento (Ondas).

   14.  Em mais de quatro horas de reunião o que não faltou foi protesto, sendo firmado um pacto entre os presentes para incentivar que a sociedade faça pressão sobre os senadores para evitar a aprovação da proposta, ou no mínimo postergando sua votação para depois da crise do coronavírus.

    15. Que tal dançar forró e ainda ajudar quem mais precisa? O convite é da Guarda Civil Municipal (GCM), que promoverá uma live junina com intuito de angariar doações para a população mais carente e, por isso, mais suscetível à pandemia de coronavírus. 

   16. A festa beneficente virtual será dia 30, às 19h, no canal do YouTube (youtube. com/ gcmsalvador), e faz parte da ação #LogisticaDoBem. A animação fica por conta dos artistas da Guarda, o cantor Gil Kalazans e a Banda Guardiões da Cidade. 

   17. A expectativa do inspetor-geral da GCM, Marcelo Silva, é bater a marca da primeira live. “Nossa primeira edição foi um sucesso, arrecadamos mais de três toneladas de alimentos. Temos uma parceria com a Sempre (Secretaria de Promoão Social e Combate à Pobreza), que fará a distribuição para quem mais precisa nesse momento. 

   18. A nossa campanha visa mostrar o lado mais humano da Guarda e começou interna, depois da ideia de um colega. Mas foi tão bem aceita que ultrapassou os muros da corporação e tem mobilizado toda a sociedade e isso é maravilhoso”, diz. 

  19. Além de caráter social, a iniciativa também dá visibilidade aos artistas da Guarda. “Tivemos a ideia de oportunizar nossas pratas da casa, nossos talentos e então montamos o evento. Deu tão certo que vamos repetir, mas agora com a cara do São João, já que estamos no período junino”, afirma o inspetor. Silva diz ainda que a campanha tem sensibilizado internamente o efetivo que está totalmente envolvido.