quarta-feira, 11 de dezembro de 2019
Política

WAGNER COLOCA NOME À DISPOSIÇÃO DO PT PARA SER CANDIDATO A GOVERNADOR

Wagner: "Se for para bem do grupo meu nome está à disposição"
Tasso Franco , da redação em Salvador | 02/12/2019 às 12:17
Wagner: "Se for para bem do grupo meu nome está à disposição"
Foto:
   Segundo o Portal A Tarde, o senador Jaques Wagner (PT) voltou a afirmar, nesta segunda-feira, 2, que não tem a pretensão de ser candidato ao governo da Bahia em 2022. O nome do petista vem sendo colocado pela militância como possível concorrente ao Palácio de Ondina, mas o congressista se apega ao discurso pela defesa da renovação política do partido.

   Em entrevist A TARDE FM Wagner disse não concordar com lançamento de nomes antigos no pleito de 2022. “Essa é uma crítica que eu faço, vejo uma carência de formação de novos quadros. Digo que não é a minha pretensão ser candidato em 2022. Mas se for para o bem do grupo, meu nome está a disposição”, ponderou.

COMENTÁRIO DO BAHIA JÁ

    Esse eufemismo usado pelo senador Jaques Wagner (PT) é muito conhecido no meio político e manjado. Ainda bem que ele fez a ressalva "se for para bem do grupo meu nome está à dispoaição".

    Ora, diria que Wagner já está em pré-campanha há algum tempo colocando toda sua força política e saber conciliador nas eleições dos presidentes das Executivas do PT, na Bahia e em Salvador; e no interior, idem; e na eleição dos novos dirigentes da CUT no Estado. 

    Esteve no último final de semana na reunião de avaliação do mandato do deputado Robison Almeida, que foi secretário de Comunicação nos seus governos, quando Almeida lançou seu nome como pré-candidato a prefeito da capital, já vetou ou pelo menos desaconselhou nomes de 3 pré-candidatos de outros partidos, a prefeito da capital, e está gastando sola de sapato pelo interior.
   
   Então, para bom entendedor da política, como se diz no popular, Wagner é "candidatissimo a governador da Bahia, em 2022". E, nome, diga-se, nome forte. E democrático. O que não acontece hoje. (TF)