segunda-feira, 16 de setembro de 2019
Política

Pedagogia da Alternância é tema de diálogo na ALBA

Evento acontece nesta quarta-feira, 11
Ascom Neusa Cadore , Salvador | 10/09/2019 às 18:18
Neusa Cadore
Foto: divulgação
Debater e refletir sobre os 50 anos da Pedagogia da Alternância no Brasil e o trabalho que Escolas Famílias Agrícolas – EFA’s e as Casas Familiares Rurais – CFR’s desenvolvem na perspectiva da formação integral de adolescentes e jovens do campo, fortalecendo a educação contextualizada. Nesta quarta-feira, 11, às 14h, a Assembleia Legislativa da Bahia reúne educadores, lideranças e profissionais para um diálogo sobre o tema no Auditório Jornalista Jorge Calmon, Assembleia Legislativa da Bahia.
A atividade é coordenada pelas deputadas estaduais Neusa Cadore e Fátima Nunes e integra a I Conferência Nacional da Pedagogia da Alternância (CONPAB), que acontece em Salvador de 11 a 13 de setembro. Nesta oportunidade vamos celebrar os 40 anos da AECOFABA (Associação das Escolas das Comunidades e Famílias Agrícolas da Bahia) e os 25 anos da REFAISA (Rede das Escolas Famílias Agrícolas Integradas do Semiárido).
A deputada Neusa Cadore foi relatora da Lei nº 11.352/2008, que instituiu o Programa Estadual de Apoio Técnico-Financeiro às EFAS e é autora da Lei n º 13.907/2018, que assegura aos alunos e egressos das EFAs e EFRs, tratamento equivalente aos alunos e egressos da Educação Estadual, garantindo o acesso às Universidades Públicas Estaduais por meio do sistema de cotas e outros benefícios.
As Escolas Famílias Agrícolas estão espalhadas por vários Territórios de Identidade da Bahia e abrangem mais de 3,5 mil alunos. “Estamos vivendo um momento desafiador na educação e precisamos fortalecer, por meio de políticas públicas, o trabalho dessas instituições que contribuem para a educação no campo, o desenvolvimento sustentável, a agricultura familiar de base agroecológica, a promoção do cooperativismo e da economia solidária”, destaca a deputada Neusa Cadore.
Para Fátima Nunes, as EFAs merecem todas as homenagens. De acordo com a parlamentar, os jovens encontram nessas instituições conhecimento técnico, teórico e prático para desenvolver suas atividades no campo. “A juventude camponesa tem uma educação voltada para o campo, desenvolvido por uma entidade que atua com muita responsabilidade em nossa Bahia. As EFAs merecem nosso respeito, nosso reconhecimento. Fico feliz em saber que a nossa juventude tem um espaço educacional, que concretiza sua formação, trabalhando no campo. É essa educação que queremos para nossos jovens. Precisamos investir no conhecimento e no futuro desses meninos e meninas que querem um Brasil melhor”, enfatiza.
Pedagogia da Alternância – é uma metodologia que concilia espaços-tempos de estudo e trabalho alternados entre escola e o ambiente familiar e comunitário, possibilitando que os alunos apliquem em suas comunidades as experiências e os conhecimentos aprendidos em sala de aula.