quinta-feira, 17 de outubro de 2019
Política

Nelson Leal e Ediene Lousado debatem combate à violência contra mulher

Os chefes da Alba e do MPE se encontraram nesta tarde para tratar de projetos da instituição que tramitam na Casa.
Ascom Presidência ALBA , Salvador | 11/06/2019 às 12:12
Nelson Leal e Ediene Lousado
Foto: divulgação
A Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) e o Ministério Público Estadual decidiram somar esforços na luta que combate a violência contra a mulher no Estado. O presidente do Legislativo estadual, deputado Nelson Leal (PP), recebeu, na tarde desta segunda-feira (10), a visita da procuradora-geral Ediene Lousado.
A chefa do Ministério Público solicitou do presidente da Alba celeridade na tramitação de projetos de interesse da instituição. As proposições dispõem sobre um redimensionamento de promotorias no interior do Estado, e outro que busca fortalecer o enfrentamento à preocupante violência contra a mulher na Bahia.
Ediene Lousado esteve acompanhada do seu chefe de gabinete, promotor Marcelo Guedes, e do coordenador do Centro de Apoio Operacional de Defesa da Educação, promotor Valmiro Macêdo. O encontro ocorreu no gabinete da presidência.
“É sempre muito positivo receber a visita de nossa procuradora-chefe para tratar de assuntos que são do desejo do conjunto da sociedade baiana. Desta vez, Ediene Lousado nos traz uma questão que vem ao encontro também dos interesses de todos os deputados baianos, especialmente das deputadas. Esse é um compromisso que a Casa tem, de avançar nas proposições que visem a defesa da mulher contra essa descabida violência. São projetos de grande importância para a Bahia, que contarão com o apoio integral da Assembleia Legislativa”, garantiu, Nelson Leal.
A chefa do MP-BA também destacou a importância do diálogo entre as instituições. “É salutar quando instituições públicas conversam para alinhar interesses que são da sociedade. Viemos pedir ao presidente Nelson Leal uma tramitação mais célere de projetos que tratam do combate à violência contra a mulher, assim como de outros que buscam prover melhor as promotorias e que tratam de um redimensionamento nas promotorias do interior. Estou muito satisfeita com a receptividade”, explicou, Ediene Lousado.