segunda-feira, 23 de setembro de 2019
Política

CAGED: Brasil cria 129.603 empregos em abril. BAHIA lidera NE 10.093

Movimento positivo da economia em abril levou o país a gerar quase 130 mil novos empregos com carteira assinada
Tasso Franco , da redação em Salvador | 24/05/2019 às 19:03
Salvador tem dado positivo
Foto:
   MIUDINHAS GLOBAIS:

1. mercado de trabalho brasileiro criou 129.601 empregos com carteira assinada em abril, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta sexta-feira, 24, pelo Ministério da Economia. 

2. O saldo de abril decorre de 1,374 milhão de admissões e 1,245 milhão de demissões. Esse foi o melhor resultado para o mês desde 2013. Em abril de 2018, a abertura líquida de vagas havia chegado a 115.898, na série sem ajustes. 

3. "O Caged de abril tradicionalmente é positivo e esse mês não decepcionou. Todas as regiões do País registraram melhora no emprego em abril. E foram 23 unidades da federação com abertura de vagas e penas quatro Estados com perda de empregos", afirmou o secretário de Trabalho do Ministério da Economia, Bruno Dalcolmo. 

4. Bahia: De acordo com as informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), sistematizadas pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia – SEI, a Bahia gerou 10.093 postos de trabalho com carteira assinada em abril de 2019. O resultado decorre da diferença entre 55.305 admissões e 45.212 desligamentos.

5. “Este resultado comprova o papel indutor do governo da Bahia na geração de emprego, através de uma política consolidada de atração de novos empreendimentos, o apoio à indústria e a realização de obras estruturantes como é o caso de novas estradas, aeroportos, escolas, hospitais, sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário, dentre tantas outras. 

6. Vale destacar que a Bahia também é o Estado com maior porcentagem do orçamento destinada a investimentos em 2019, de acordo com dados divulgados pela Secretaria do Tesouro Nacional”, destacou o secretário do Planejamento, Walter Pinheiro.

7. A Bahia exibiu registro positivo, como no respectivo mês do ano imediatamente anterior. Trata-se do maior saldo do mês de abril desde 2014. O resultado superou, também, o saldo do mês de março, quando 2.569 postos de trabalho foram criados, sem as declarações fora do prazo.

8. Setorialmente, em abril, todos os segmentos contabilizaram saldos positivos: Agropecuária (+2.461 postos), Indústria de Transformação (+2.438 postos), Serviços (+2.328 postos), Construção Civil (+1.575 postos), Comércio (+772 postos), Serviços Industriais de Utilidade Pública (+212 postos), Administração Pública (+194 postos) e Extrativa Mineral (+113 postos).

9. No acumulado do ano, sete setores de atividade registraram saldos positivos: Serviços (+7.797 postos), Construção Civil (+7.113 postos), Indústria de Transformação (+4.492 postos), Agropecuária (+3.942 postos), Administração Pública (+468 postos), Extrativa Mineral (+342 postos) e Serviços Industriais de Utilidade Pública (+302 postos). Em contrapartida, Comércio (-2.323 postos) apresentou saldo negativo.

10. Análise regional – Em relação ao saldo de postos de trabalho, a Bahia (+10.093 postos) ocupou a primeira posição dentre os estados nordestinos e a quarta dentre os estados brasileiros em abril de 2019. No Nordeste, apenas e Alagoas (-4.692 postos) e o Rio Grande do Norte (-501 postos) não geraram postos com carteira assinada. Todos os outros estados da região apresentaram desempenho positivo. A Bahia (+10.093 postos) foi seguida pelo Maranhão (+6.681 postos), Ceará (+2.153 postos), Paraíba (+778 postos), Sergipe (+649 postos), Pernambuco (+425 postos) e Piauí (+7 postos).
                                                                       *****
11. Salvador registra aumento na criação de empregos no primeiro quadrimestre de 2019
 
12. Salvador registrou a criação de 3.105 empregos formais no 1º quadrimestre de 2019. A informação é do Cadastro Geral de Emprego e Desemprego (Caged), divulgado nesta sexta-feira (24). No acumulado dos últimos 12 meses, terminados em abril, o Caged aponta a criação de 7.595 novos empregos formais.

13. De acordo com a publicação, os setores que mais contribuíram para o resultado positivo do quadrimestre foram a construção civil, com a criação de 2.827 empregos, e o setor de serviços, com 2.190 novos postos. Juntos, esses setores superam as perdas apresentadas pelos demais segmentos pesquisados.

14. “Esse bom desempenho é fruto também das ações do Salvador 360, que completa dois anos na próxima semana. O programa tem atuado em diversos setores, inclusive na atração de investimentos, dinamizando a economia e gerando novos postos de trabalho”, destaca o secretário municipal de Desenvolvimento e Urbanismo, Sérgio Guanabara. 

15. Nos primeiros quatro meses do ano, Salvador registrou a perda de 61.072 postos de trabalho. O número chega a 183.468 no acumulado de 12 meses, terminados em abril.
                                    *****
16. O município de Amargosa, conhecido pelos tradicionais festejos juninos, celebrou, hoje (24), o contrato de programa com a Embasa, que renova a prestação dos serviços da empresa por mais 30 anos no município. A reunião entre o prefeito Júlio Pinheiro e o diretor Técnico e de Planejamento da Embasa, César Ramos, ocorreu na sede administrativa da empresa, em Salvador, quando o documento foi assinado pelas duas partes.

17. O contrato de programa com os municípios é a etapa final do processo de contratualização, fundamental para que a Embasa possa prestar os serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário com segurança jurídica, atendendo ao que determina a legislação. Firmado sob as diretrizes da Lei Nacional de Saneamento Básico, o contrato facilita a obtenção de recursos junto aos agentes financiadores públicos e internacionais, viabilizando investimentos.

18. Durante a reunião, César Ramos reforçou a importância da rejeição da Medida Provisória 868/2018, que propõe alterar o marco legal do saneamento básico e está na pauta da votação, nos próximos dias, pelo plenário da Câmara dos Deputados Federais. 

19. “Uma das alterações mais significativas da MP, caso aprovada, seria justamente a extinção dos contratos de programa, tirando dos municípios a prerrogativa de contratar diretamente com as companhias estaduais de saneamento, ou seja, reduzindo as alternativas das prefeituras municipais, que são as titulares do serviço”, alertou.

20.O Governo do Estado realiza neste domingo (26) as provas objetiva e discursiva para o concurso público de auditor fiscal, promovido conjuntamente pelas secretarias da Administração (Saeb) e da Fazenda (Sefaz). As provas acontecem em Salvador, nos turnos matutino e vespertino. Mais informações podem ser consultadas no cartão informativo, disponibilizado aos candidatos por e-mail; no Portal do Servidor (www.portaldoservidor.ba.gov.br) e no site da organizadora do certame, a Fundação Carlos Chagas (FCC), por meio do endereço www.concursosfcc.com.br.

21. No período da manhã será aplicada a prova objetiva de conhecimentos gerais, com fechamento dos portões às 8h30. Com duração de três horas, a avaliação contará com 60 questões e os candidatos poderão levar o caderno depois de transcorridas 2h30 da avaliação. Na parte da tarde serão realizadas as provas objetiva e discursiva de conhecimentos específicos. 

22. Os portões serão fechados às 14h e as provas terão duração total de quatro horas e trinta minutos, somando 55 questões objetivas e uma discursiva. O caderno poderá ser levado pelos candidatos depois de 4h de prova.

23. O acesso às salas será permitido mediante a apresentação do documento de identificação oficial com foto, impresso e em bom estado de conservação, além do cartão informativo. O candidato deverá comparecer à prova portando caneta esferográfica, na cor azul ou preta, de material transparente. 

24. É vetado o uso de materiais de consulta e de equipamentos eletrônicos de comunicação, como celulares, notebooks e palmtops, entre outros. Pertences pessoais, como óculos escuros, bolsas, sacolas, bonés e similares serão acomodados em local indicados pelos fiscais. Outros regramentos voltados à aplicação das provas podem ser consultados no edital de abertura de inscrições.

25. Lançado em fevereiro deste ano, o concurso conta com 60 vagas, sendo 24 são para a área de Administração, Finanças e Controle Interno; 17 para Tecnologia da Informação; e 19 para Administração Tributária. O concurso tem validade de um ano, podendo ser renovado por igual período.