quinta-feira, 27 de junho de 2019
Política

CHILE: Filhos do presidente Piñera abrem crise no governo na China

A prática se repete no Brasil e no Chile
El Mercurio , Santiago do Chile | 23/05/2019 às 11:16
Filho do presidente participam de reunião de negócios na China
Foto: El Mercurio
Quase um mês se passou desde que o presidente Sebastián Piñera começou sua viagem pela Ásia, incluindo seus filhos Cristóbal e Sebastián entre seus acompanhantes. A presença de ambos foi duramente questionada, depois que eles participaram de uma reunião aberta com empresários na China, gerando críticas até mesmo dos parlamentares da oposição que viajaram com o presidente.

 E, embora em seu retorno ao Chile, o próprio Piñera tenha enfrentado a controvérsia anunciando o pedido ao Ministério das Relações Exteriores para fazer um protocolo em turnês oficiais - a que tomou forma há alguns dias -, o assunto longe de ser fechado vem acrescentando diferentes episódios que ainda aos filhos do presidente na arena.

Depois que as primeiras fotografias de Cristóbal e Sebastián foram transmitidas, participando da reunião, o governo argumentou que o conteúdo da reunião era público e que ambos eram apenas ouvintes na reunião. Mas reações foram imediatas e fora da reunião em Shenzhen, o chefe do Senado, Jaime Quintana (PPD), disse que a sua presença na reunião "parece estranho (...) é uma reunião com investidores empresários chineses e Chilenos, eu não sei qual era o papel (eles tinham) ". 

"Não é prudente, porque você tem que decidir o que qualidade você participar de uma delegação presidencial. E se você participa como uma família e companheiro de ir para algumas reuniões, e se você como um membro ativo ir para outras reuniões", complementou Adjunto Pepe Auth.