quarta-feira, 12 de dezembro de 2018
Política

O BRASIL dividido entre #EleNão x #EleSim e depois vamos pagar a conta

Na Bahia, Rui Costa segue como favorito e segundo as pesquisas deve vencer no primeiro turno
Tasso Franco , da redação em Salvador | 29/09/2018 às 18:17
Bolsonaro x Haddad
Foto:
   MIUDINHAS GLOBAIS:

   1. Se você ainda tem alguma dúvida de que a campanha à presidência da República polarizou de vez entre Jair Bolsonaro (PSL) x Fernando Haddad (PT) não tenha mais, pois, hoje, o que se viu no país foram manifestações dos movimentos (#Ele não) contra Bolsonaro versus (#Ele sim) a favor do candidato do PSL. O curioso é que ninguém quer mais saber de Ciro Gomes (PDT), Geraldo Alckmin (PSDB) e Marina Silva (Rede) e até nem falam em Fernando Haddad (PT), mas, em não e sim sobre Bolsonaro.

   2. Na verdade o país está parcialmente dividido entre bolsonaristas (antipetistas) x petistas e comunistas e os extremistas de ambos os lados não falam de economia, das relações do Brasil com o mundo, e vive-se essa cegueira ideologizada que pagaremos um alto preço mais adiante. Haddad já fala numa nova Assembleia Constituinte e Bolsonaro hoje deixou o hospital onde estava internado há quase um mês após receber uma facada.

   3. Num provável segundo turno entre essas duas forças políticas resta saber para onde irão os mais de 30% dos votos que estão contabilizados, hoje, para Ciro (11%), Alckmin (10%), Marina (5%); Amoedo (3%); Alvaro Dias (3%); Meireles (2%); Cabo Daciolo (1%); Boulos (1%); ou se uma boa parte desses votos já migrará para um dos dois candidatos preferenciais no primeiro turno. Os bolsonaristas acreditam numa vitória no primeiro turno, no modelo Donald Trump; e os petistas ainda não falam nisso, mas, certamente falarão na próxima semana.

   4. Alguns 'tucanos' já se manifestaram nos estados que seguirão com Alckmin até o fim, no primeiro turno, mas, depois disso, vão migrar para Bolsonaro. E esses mesmos 'tucanos' e outros temem que o partido venha a se desintegrar caso FHC e seu grupo sinalizem um apoio a Haddad. Ciro Gomes, pelas declarações que tem dado até agora de não apoiar o PT deve ficar neutro; o mesmo acontecendo com Marina Silva. É uma situação que só teremos certeza a partir de 8 de outubro.

   5. O país, desde agora, no entanto, já está dividido entre petismo x antipetismo.
                                                                *****
  6. “Entrando na última semana da campanha, é hora de agradecer o apoio e caminhar lado a lado com meu povo pra recarregar baterias e seguir adiante. Fazer muito mais.” A mensagem do governador Rui Costa, candidato petista à reeleição, foi passada ao abrir a 5ª Caminhada em Salvador, desta vez saindo da Paróquia São Francisco de Assis, na Boca do Rio, seguindo até o fim de linha do bairro. Com ele, a primeira-dama Aline Peixoto e as duas filhas, Marina e Malu.

   7. Entre cumprimentos e paradas para selfies, prática que marcou a campanha, Rui recebia manifestações de apoio do povo. "Andar pelas ruas da capital é ouvir a todo instante palavras de carinho e agradecimento pelo trabalho que temos feito. Nos quatro cantos de Salvador, o povo reconhece nosso trabalho e é grato pela transformação que aconteceu aqui”, diz o candidato.

   8.  Para Rui, o povo sabe que foi o governo que entregou o metrô, que inaugurou três novos hospitais, construiu novos viadutos e avenidas, a exemplo da Via Barradão, e que fez o maior programa de contenção de encostas da história. “E posso assegurar que vem muito mais pela frente", garante.

   9. O candidato petista fez das caminhadas o principal instrumento de corpo a corpo com a população, tanto na capital como no interior do estado. Até agora foram 125 cidades do interior, nas últimas seis semanas. A partir de amanhã, a Correria pela Bahia parte para mais três municípios da Região Metropolitana de Salvador (RMS).

   10. Referência para moradores de 25 municípios baianos, o Hospital Geral de Camaçari (HGC) passará por uma reforma que contemplará diversos setores da unidade como enfermarias, UTI, centro cirúrgico, centro de recuperação pós anestésica, emergência adulto e internação pediátrica, que com as melhorias ganhará oito novos leitos. A autorização da licitação da obra foi assinada neste sábado (29), pelo secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas. 

   11. Serão investidos cerca de R$ 7 milhões na completa requalificação do HGC que será completamente climatizado, terá o sistema de gases revisado, pisos revestidos com manta vinílica, instalações hidráulica e elétrica recuperadas, telhado substituído e lajes impermeabilizadas. Além disso, o hospital ganhará nova ambientação e fachada.

   12. De acordo com o secretário Fábio Vilas-Boas a ideia é qualificar e humanizar cada vez mais o atendimento nas unidades da rede da Secretaria da Saúde do Estado. O secretário afirma que objetivo é que as unidades de saúde do Estado tenham capacidade para dar o atendimento integral ao paciente, sem que haja necessidade de transferência. Para isso é necessário que as instalações sejam aprimoradas.

   13.   A população de Itamaraju, a 740 quilômetros de Salvador, recebe na próxima segunda-feira (1º de outubro), a partir das 10h, a mais nova unidade de atendimento da Rede SAC. Com capacidade para quase 7,5 mil atendimentos mensais, o Ponto SAC de Itamaraju vai beneficiar quase 160 mil cidadãos do município e localidades vizinhas, como Guaratinga, Itabela, Prado, Vereda e Jucuruçu. A unidade está situada na Praça Castelo Branco, Centro, e vai funcionar de segunda a sexta-feira, das 7h às 13h.

    14. No Ponto SAC de Itamaraju serão disponibilizados serviços de unidades parceiras, sendo possível realizar a emissão da Carteira de Identidade, Carteira de Trabalho, CPF e Certidão de Antecedentes Criminais, buscar vagas de emprego no SineBahia, além de dar entrada no Seguro-Desemprego. O Ponto SAC oferece ainda à população serviços do Ceprev, relacionados à previdência; do Planserv, para assistência à saúde dos servidores estaduais; do Credibahia, o programa de microcrédito da Bahia; e da Sefaz Estadual.

   16. Com um investimento estadual de aproximadamente R$ 850 mil, o Ponto SAC de Itamaraju conta com uma equipe de 19 colaboradores. A unidade, com uma área útil de aproximadamente 238 metros quadrados, conta com dois pontos de triagem para documentos, área de espera e treze guichês de atendimento, além de uma sala de treinamento para o Sinebahia. 

   17. O local ainda contará com o Atende, sistema projetado para o gerenciamento do atendimento e de filas, além do fornecimento de relatórios que retratam as várias características e etapas do atendimento, tornando mais eficiente a gestão.

   18. A Polícia Militar da Bahia (PMBA) concluiu, nesta sexta-feira (28), um treinamento para a tropa oferecido em parceria com a Fundação Arte de Viver. Durante quatro dias, policiais militares aprenderam técnicas de respiração que ajudam a lidar melhor com as tensões cotidianas.

   19. A iniciativa começou em 2016, a partir de uma experiência do comandante-geral da PMBA, coronel Anselmo Brandão. Cerca de 1,2 policiais militares já foram treinados. A expectativa é que, até o fim de 2018, mais 1,2 mil profissionais da corporação sejam capacitados. 

   20. “Em 2016, a primeira tropa a fazer o curso foi das Rondas Especiais [Rodesp]. Em 2017, o treinamento foi aberto para a Polícia Militar na capital e região metropolitana. A previsão é estender para toda a tropa, para todo policial que estiver interessado, independentemente do posto de graduação”, explicou a major Cláudia Mara.

   21. A soldado Adriana Carla aprovou a experiência. “Eu tenho 16 anos de polícia e, realmente, existe o stress do trabalho. E há uma redoma em que a gente tenta se esconder. Esse curso trouxe um sentimento de paz e tranquilidade. As práticas diárias melhoram nosso relacionamento não apenas com nossa família, mas com nossos colegas de trabalho e com a sociedade também”, afirmou.

   22. Em sua 11ª edição, o Festival Literário e Cultural de Feira de Santana (FLIFS), iniciou sua programação no dia 25 e segue até 30 de setembro, das 8 às 21h, na Praça Padre Ovídio. O evento é uma parceria entre o Sesc, a Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), a Prefeitura Municipal e a Arquidiocese de Feira de Santana.

   23. A proposta do festival é potencializar a formação do leitor de todas as idades, sem fronteiras, em um encontro amplo, para além das palavras, e desta forma contribuir para a efetivação e a qualificação de um público leitor cada vez maior em Feira de Santana e regiões circunvizinhas.

   24. O evento é aberto ao público e tem em sua programação lançamentos de livros, recitais, exposição, contação de histórias, exibição de filmes, bate papos, oficinas, palestras, música, teatro, cordel, entre outras atrações.