quinta-feira, 28 de janeiro de 2021
Esporte

VITÓRIA ARRANCOU EMPATE CONTRA AVAI 2x2 E SEGUE FORA DA Z-4

ZédeJesusBarreto comenta: uma final da Libertadores do Brasil
ZédeJesusBarreto , Salvador | 13/01/2021 às 23:22
Avai 2x2 Vitória
Foto: Frederico Tadeu


 Foi um jogo disputado, de dois tempos distintos. Um Vitória abatido na primeira etapa, sem conseguir jogar, e um Leão vivo, aceso e melhor na segunda etapa, quando fez dois gols, o segundo já nos acréscimos. 

  O empate de 2 x 2 não foi o que queriam as duas equipes, que precisavam do triunfo. Mas foi até pior para os donos da casa, que sofreram o empate já no finalzinho, continuam sem vencer em casa e deixaram escapar a chance de encostar no grupo dos quatro primeiros, o G 4. O Leão, na parte de baixo da tabela, encostou no Náutico, com 38 pontos, mas continua no 16º lugar, na boca, a dois pontos da zona de degola. De todo modo, uma atuação nos 45 minutos finais que dão um alento na luta para continuar na Série B. 
 *
Com bola rolando

  Estádio Ressacada, tempo bom, relvado liso. Um Leão aguerrido, marcando e dividindo duro, em cima.  Durou pouco.  

 Foi o Avaí que chutou primeiro, aos 5’, Edilson, para defesa no chão de Cesar. E chegou bem, aos 11’, com cobrança de escanteio fechado de Valdívia, da esquerda. O mesmo Valdívia, Logo depois, arriscou de fora, Cesar espalmou. Pressão total. 

 - Gol ! 1 x 0 Avaí, Valdívia, aos  13 min; após cobrança de escanteio, da direita, a bola resvalou e sobrou, arriando, do lado oposto, para o chute de primeira de Valdívia, desmarcado nos costados de Van.

  Com o placar adverso, o Leão precisava sair, atacar, expondo-se atrás. Os donos da casa comandavam as ações. Sem Rend, machucado, no meio campo, a melhor saída de jogo do rubro-negro era pela direita, com Van e Vico. Mas os ponteiros marcavam 30 minutos e o Vitória não tinha chutado uma bola sequer no arco adversário. Aos 34’, Edilson tentou de longe, fora. Aos 44’ foi a vez de Pedro Castro tentar de fora, por cima do gol de Cesar, assustando. 

  Sem pressa e sem pressão o Avaí fez 1 x 0 e administrou bem o primeiro tempo. O Leão não ameaçou, sequer rugiu. No entanto, tudo estava aberto para a segunda etapa.
*
 No intervalo, Rodrigo tirou o meio-campista Magrão, que nada acrescentou, e pôs o garoto Caíque, mais fogoso, ofensivo. E, logo no primeiro minuto ... 

 - Gol ! 1 x 1, Fernando Neto ! Vico achou o meia livre, na área inimiga; ele encarou o goleiro e deu um bico, empatando.  O Leão bem vivo, pois, com outra postura. Foi a primeira finalização do time baiano na partida. 
  Marcando mais no campo adversário, encurtando o espaço de Valdívia, o Vitória equilibrou bem a partida na segunda etapa, levando perigo em contra-ataques e sem sofrer muito atrás. O Avai já não tinha tantas facilidades de manobras. Alisson Farias, de volta, no lugar de Vico, exausto, aos 23 minutos. O rubro-negro então melhor, mas...
 - Gol ! 2 x 1 Avaí, aos 30 min. Com o Vitória todo na frente, a defesa aberta, Valdívia puxou um contragolpe pelo meio em velocidade, bateu forte da entrada da área, Cesar deu rebote e Jonatas empurrou, desempatando, quando o Leão parecia melhor.

  Aos 38’, Rafael Carioca levou no fundo, como ponteiro esquerdo, e bateu forte, cruzado e rasteiro mas Leo Ceará não alcançou na pequena área. O Leão foi inteiro pra cima. Aos 44’, a chance foi do Avaí, mas Cesar salvou. Na sequência ... 

 - Gol ! 2 x 2, Leo Ceará, aos 46’. Cruzamento de Alisson, da esquerda, Leo testou do lado oposto, subindo mais que a zaga catarinense, evitando a derrota. Empate merecido.  

  Aos 48’, Alisson Farias tentou de fora e ... quase desempatou. 
*
 Destaque para a postura coletiva da equipe rubro-negra na segunda etapa, depois de 45 minutos opacos. Muita luta, ofensividade, vontade.  Leo Ceará, Vico, Van, Alisson Farias ... 
*
Escalações 

- Avaí : Gledson, Alan, Betão e Alemão; Edilson, Ralf, Valdívia, Pedro Castro e João Lucas; Rômulo (Cesar) e Ronaldo (Jonatas). Treinador, Claudinei Oliveira
 - Vitória : Cesar, Van, João Victor, Wallace e Rafael Carioca(Leocovick); Fernando Neto, Magrão (Caíque), Thiago (Lucas Cândido) e Frizzo; Vico (Alisson) e Leo Ceará. Treinador, Rodrigo Chagas. 
Arbitragem Rodrigo Carvalhaes, carioca. Sem VAR, sem problemas. 
*
  Pela rodada 35ª o Vitória recebe o Chapecoense (já classificado, na Série A 2021, com o América de Minas) no Barradão, domingo, 17, às 16h. 
**
 Libertadores brasileira ! 

  Teremos uma final inédita, dia 30, no Maracanã, com duas equipes brasileiras: O Palmeiras, que venceu o River Plate (fez 3 x 0 na argentina e levou sufoco, mas levou - 2 x 0 para os Hermanos em SP), contra os meninos do Santos, que empatou com o Boca Juniors no La Bombonera (0 x 0), e arrebentou com os argentinos (3 x 0) na Vila Belmiro, na noite dessa quarta. Méritos de sobra para o treinador Cuca.