ter?a-feira, 27 de outubro de 2020
Esporte

BRASILEIRÃO Série B: VITÓRIA BATE LANTERNA E COLA NA TURMA DE CIMA

Pivetti lançou mão do estreante Ewandro e tirou Vico, que tinha sido o mais insinuante atacante do primeiro tempo.
ZédeJesusBarrêto ,  Salvador | 26/09/2020 às 18:50
Vitória 3x1 Oeste
Foto: ECV

 

 Foi de virada e com ampla superioridade, sobretudo na segunda etapa, quando o estreante Ewandro entrou desbravando na frente e o Oeste (SP) arriou fisicamente. Os 3 x 1 ficaram de bom tamanho, enfim. Com o resultado, o time de Barueri afundou-se ainda mais e o Vitória foi a 17 pontos ganhos encostando no G-4, o grupo dos quatro de cima da tabela de classificação.

 Melhor, o Leão continua sem perder no Barradão e, dos próximos quatro jogos seguintes, três são na sua toca. Terça-feira, pega o CSA, de Alagoas, que venceu o Juventude em casa (3 x 2).

**

Curiosidades pré-jogo :

 - Duelo de rubro-negros. O baiano, em casa, onde, invicto, tem se dado bem e obtido a maioria de seus pontos (10 dos 14), e o de Barueri, interior paulista, com apenas 6 pontos conquistados, lanterna da competição.

 - No Leão, a volta de Alison Farias, o recém contratado avante Ewandro no banco ao lado do zagueiro Maurício Ramos, recuperado. Os meias Bolota e Quixadá, ainda não estreiam. No Oeste, o conhecido Yuri, apoiador criado no Tricolor (rival), e o ex-rubro-negros Mateus Rocha e Bruno Bispo. Como visitantes, nenhum triunfo até então.

 - Gramado nos trinques, céu limpo e tarde de sábado primaveril. Arquibancadas vazias, triste.

**

 Bola rolando

  Foi o árbitro soprar o apito e o Leão tomou as iniciativas. Mas...  na primeira investida dos visitantes, nas costas do pesado Carleto, o cruzamento de fundo pelo alto chegou do lado oposto, na cabeça do veterano Bobô (ex-Corínthians), que meteu a testa na pequena área, nas costas de Bocão, e abriu o placar – 1 x 0 Oeste, aos 4 minuitos.

 O Leão sentiu o golpe, mas aos poucos foi retomando o controle, jogando inteiro no campo adversário, embora em ritmo lento e finalizando pouco. Os visitantes plantados, safando-se, dificultando as ações ofensivas do adversário, mas sem repertório ofensivo.

  Aos 31’, após cobrança de escanteio mal feita no ataque, o Oeste quase ampliou num contragolpe rápido de Mazinho que, na correria, chegou perto da área baiana e deu um foguete que passou a dedos do travessão de Ronaldo. Aos 33’, Álisson Farias tentou, mas o chute foi nas mãos do goleiro Glauco.  Aos 36, após cobrança de falta, alçada, Sidimar subiu livre na linha da pequena área baiana e testou firme para intervenção salvadora de Ronaldo, no pé da trave.   Aos 43’, Vico bateu de longe, Glauco espalmou.

- Gol ! 1 x 1, aos 50 min. O empate saiu, mais uma vez, de uma falta batida de longe por Carleto; o goleirão deu mole, bateu roupa e Leo Ceará meteu a cabeça, conferindo.

 *

O Leão teve a bola, atacou mais, mas foi lento na transição defesa-ataque, finalizou pouco e a defesa mostrou fragilidades, sobretudo nas bolas alçadas. O Oeste achou o gol logo no começo e recuou inteiro, esperando a oportunidade de contragolpear. Achou uma, quase fez. No final, o empate foi bem mais justo nos 45 min iniciais. 

*

  No intervalo, Pivetti lançou mão do estreante Ewandro e tirou Vico, que tinha sido o mais insinuante atacante do primeiro tempo. O mesmo panorama da primeira etapa. Os avantes da casa no velho cai-cai, provocando faltas para Carleto chutar.

Aos 3’, Marlon do seu campo viu Ronaldo fora da pequena área, avançado, e tentou por cobertura; quase faz um golaço! O goleiro Ronaldo salvou, e a bola ainda bateu no travessão. Aos 10’, Carleto cobrou falta e Leo Ceará quase desempatou, de frente. Aos 15’, Ewandro tentou da entrada da área, seco e rasante, raspando. O Leão ataca e o Oeste se segura. Aos 18, nova falta de Carleto, o goleiro deu rebote, mas a zaga se safou.

  - Gol ! Aos 21’, a virada, com Léo Ceará recebendo em profundidade de Ewandro, a zaga cochilou e ele chegou antes, deu um totó encobrindo o goleiro, desempatando: 2 x 1 Vitória.

  O time paulista, já todo recuado, parecia entregue, sem pernas, sem fôlego, sem chegada. O Leão não arrefeceu; em cima, explorando o lado direito do ataque, cruzando bolas, sufocando, provocando escanteios, chutando de longe, querendo mais.

  - Aos 33’, após uma roubada de bola e bela jogada individual de Ewandro pela direita, a bola cruzada chegou na testa de João Victor, livre na pequena área, quase na linha do gol, ampliando, 3 x 1.   

  Depois dos 35’, batido em campo, o Oeste pôs sangue novo, trocou todos os atletas a que tinha direito, buscando mais o quê? O Leão já sem pressa, administrou bem o resultado.

*

 Destaques

 Muito boa a estreia de Ewandro, rápido, inteligente, criativo. Mudou o jogo. Ronaldo seguro, Rend comandando o meio campo, Vico esperto e Leo Ceará com dois gols, o segundo de bela feitura.

 O Oeste teve alguns lampejos, individuais. Mazinho, o mais lúcido.

*

 Escalações

 - Vitória : Ronaldo, Bocão (Leandro Silva), João Victor, Wallace, Carleto; Rend, Lucas Cândido (F. Neto), Marcelinho (Mateuzinho)e Álisson Farias (Dudu); Vico (Ewandro) e Leo Ceará.  Treinador, Bruno Pivetti.

 - Oeste : Glauco, Sciola,  Renan Fonseca, Sidimar e Rael; Yuri, Salomão (Welington), Caio e Mazinho; Bobô (Bruno Alves) e Marlom. Treinador, Renan Freitas.

 Arbitragem, sem VAR, sergipana. No apito, Fábio Augusto Santo Sá.

**