quarta-feira, 30 de setembro de 2020
Esporte

RAPOSA MINEIRA SE RECUPERA EM CIMA DO LEÃO BAIANO 1x0

Arbitragem feminina, noite limpa, belo relvado do Mineirão.
ZédeJesusBarrêto , Salvador | 12/09/2020 às 07:51
Régis marcou para os mineiros
Foto: Twitter
 Depois de uma sequência de seis jogos sem vencer, com técnico novo estreando o Cruzeiro venceu o Vitória no Mineirão por 1 x 0, gol marcado no segundo tempo por uma dupla que jogou no Bahia: cruzamento de Artur Caíke e cabeçada de Régis, aos 31 minutos. O Leão fez um primeiro tempo igual, correu muito, mas caiu de produção na segunda etapa e limitou-se a se defender, não conseguiu jogar. 

  Com o resultado, o Rubro-negro estacionou no 8º lugar, com 13 pontos, agora um pouco mais distante do grupo dos quatro primeiros, e a rodada segue no fim de semana. O Cruzeiro, agora com 8 pontos, saiu da zona de rebaixamento e respira. 
   *
Com a bola rolando

- O Leão baiano entrou em campo almejando pontos para chegar no G 4. O Cruzeiro, a Raposa, em crise, treinador novo, lutando para fugir da Z 4, a zona do perigo.  Arbitragem feminina, noite limpa, belo relvado do Mineirão. 

 A partida começou bem equilibrada, com a Raposa tomando a iniciativa, mais ofensivo; o Leão ocupando bem o meio campo, fechadinho, marcando em cima e armando o bote do contragolpe. Escanteios e chutes de longe do Cruzeiro, nenhuma chance criada pelo Rubro-negro até os 25’, quando Carleto bateu um escanteio da direita e quase Wallace marcou de cabeça. Aos 35’, Ronaldo salvou no chão, espalmando um chute forte de Airton. Aos 46’, quase o Leão marcou, na cobrança de um escanteio da esquerda, Wallace perdeu a cabeçada. 
 Foi só no primeiro tempo, corrido mas sem predomínios, igual. 
*
  A raposa voltou melhor, mais agressiva na segunda etapa, buscando o gol, atuando inteira no campo adversário. O Leão atrás, defendendo-se, marcando, pegando, suportando. Pressão total do time azul, mas nada de gol. O Leão sem ameaçar até os 30 minutos.  
 
  - Gol ! 1 x 0 Cruzeiro, aos 31’.  Na pressão, a defensiva baiana desarrumada, Artur Caike penetrou em velocidade pela esquerda e cruzou; na pequena área, o baixinho Régis, que entrou no meio do segundo tempo, testou livre.  Curiosidade: Régis e Caíke, ambos ex-Bahia.

   A Raposa continuou mordendo e quase ampliou aos 34’, não fosse a ótima intervenção do goleiro Ronaldo.  Aos 37’, em jogada individual pelo miolo, Regis acertou a trave baiana. Aos 40’, o Leão acordou, reagiu, e num contragolpe pela direita, com Mateuzinho, Fábio salvou, evitou o gol de empate.  Tudo ou nada. Deu Raposa.  
 *
Destaques
 No Leão, Ronaldo, Wallace, Rend, F Neto pela luta... 

 No Cruzeiro, a experiência do goleiro Fábio, boa atuação defensiva e Règis decidiu, quando entrou. 
*
Escalações 

 - Cruzeiro: Fábio (40 anos), Cáceres (Rafael), Leo, Cacá, Mateus Pereira; Jadson, Airton, Jean(Regis), Maurício; Artur Caíke e Marcelo Moreno(Thiago).  Treinador estreante, Ney Franco. 

 - Vitória : Ronaldo, Leandro Silva, João Victor, Wallace e Carleto (Leokovick); Rend, Fernando Neto, Magrão (Rodrigo Carioca) e Lucas Cândido (Dudu); Vico (Mateuzinho)e Leo Ceará (Viçosa). Treinador, Bruno Pivetti. 
 Arbitragem paulista e feminina, sem VAR; no apito, Edna Alves Batista, segura. 
**
  - O próximo compromisso do Leão rubro-negro baiano é segunda-feira à noite, em Caxias do Sul (RS), contra o Juventude, que está bem na tabela de classificação. 
*
  - Na outra partida da rodada, noite de sexta, a Ponte Preta venceu o Avaí (1 x 0), em Santa Catarina, e chegou a 17 pontos ganhos, dividindo o topo da tabela de classificação com Paraná e América (MG). Mas a 9ª rodada segue até segunda-feira. 
**
  Série A
   De treinador novo, Mano Menezes, o Bahia joga domingo, 18 h, em Pituaçu, contra o Atlético de Goiás, que, esta semana, derrotou o Vasco da Gama (2 x 1) em São Januário. No time do centro-oeste jogam o goleiro Jeanzinho e o médio Edson, conhecidos, ex-Bahia.