segunda-feira, 26 de agosto de 2019
Colunistas / A Boa Mesa
Dom Franquito

DOM FRANQUITO em família saboreia paella de pescado em casa de Trini

É de dar água na boca. Irene, filha de dona Trini foi quem fez a foto
26/04/2019 às 11:58
Fomos brindados no dia do aniversário de Tasso Filho, último dia 9, com uma paella caseira de pescados valenciana feita por Maria Antonia da Trindade, dona Trini, 68 anos, valenciana de Alfara del Patriarca, região metropolitana de Valencia, donde mora na calle Santa Bárbara onde nosotros fomos saborear el delicioso plato.

   Nosotros compramos os ingredientes 1 k de arroz la Fallera, uma sépia, 3 calamares grandes, dez gambones, uma bolsa de mexilhões, uma bolsa de gambas peladas, um punhadito de gambas arrocera, dois litros de caldo de pescado gallino blanco, açafrão, sal, páprica, preparado para paella e azeite doce.

   Dona Trini usou um fogão especial com três diferentes bocas de fogo arredondadas. 

   De primeiro aqueceu o azeite de oliva com fogo baixo e colocou os camarões grandes e pequenos com cascas para cozer; depois, retira da paeelera e coloca a sépia e as lulas com cebola e alho.  

   Em seguida retira as cascas dos camarões pequenos e acrescenta na paeelera guardando as cabeças. 

   Quando secar o caldo proveniente dos frutos do mar que se forma na paellera coloca o arroz la Fallera, a pimenta do reino e a páprica. 
 
   Acrescenta em seguida os dois litros de caldo gallino blanco e um corante (preparado para paella). 

   Tritura as cabeças dos camarões com um pouco de caldo e coa com peneira fina diretamene na paellera. Baixa o fogo enquanto retira os mexilhões das casas. Depois acrescenta os mexilhões  e os camarões pequenos.

   Cobre (abafa) com páginas de revistas para terminar o cozimento e manter a temperatura da paella até servir. Toda essas operação dura cerca de 40 minutos a 1 hora e usa-se muito azeite de oliva. Lembre que o arroz só cozinha durante 17 minutos.

   A paellera então é colocada na mesa e acrescenta uma maionese especial com alho e limão a gosto de cada pessoa. 

   Senta todo mundo em roder da paelleira e cada pessoa usa uma colher para comer sua parte em forma de triângulo, como se a paella fosse uma pizza grande. Para dar mais gosto degusta-se un vino blanco valenciano. 

   De posteres (sobre mesa), servem-se morangos, laranjas, torrones r cafés curtos. 

    Em seguida, corre para o abraço e canta o parabéns pra você. E busca-se uma rede.