quarta-feira, 26 de junho de 2019
Colunistas / A Boa Mesa
Dom Franquito

MADAME BIÃO faz inveja a Dom FRANQUITO com seu lomitto no BOLSI

O Bolsi é um dos restaurantes mais tradicionais da capital paraguai, data de 1960.
11/07/2015 às 19:39
A capital do Paraguai não tem nenhum restaurante estrelado no Michelin. Diria que a culinária guarani fica muito distante da diversificada culinária brasis e da refinada peruana. Mas, há alguns bons lugares para se apreciar a boa mesa e iniciamos nossa visita a 4 restaurantes da capital paraguaia pelo Bolsi, uma casa que data de 1960 e fica situada na Calle Estrela, no centro histórico.

   A Calle Estrela é uma das mais expressivas de Assunção. O anverso da bandeira paraguaia consta de uma estrela amarela de cinco pontas disposta no interior de uma grinalda verde encimada pelas palavras Republica del Paraguay. A estrela de Maio representa a data da independência, 14 de Maio de 1811. Daí, vê-se, o simbolismo desta rua movimentada por milhares de pessoas no centro de Assunção.

   Nesta sexta-feira, 10, o papa Francisco chegou a Assunção para uma visita de três dias. Não se fala noutra coisa na cidade e no país. O Paraguai é um dos menores países em população da América Latina. Só tem 6.5 milhões de habitantes. A população do Rio de Janeiro. Claro que todos os locais estão repletos de fotos e simbolos papais. Os restaurantes não escapam desse júbilo.

   O Bolsi é restaurante e ponto de encontro de jovens e executivos que atuam no centro financeiro desta cidade. Há, além do restaurante, dois bares e cafeteria, um interno e outro na rua, no estilo dos bistrôs franceses.

   O Bolsi data de 1960 e tem uma clientela cativa entre os guaranis e é um dos mais visitados pelos turistas, uma vez que é considerado o melhor do centro histórico. Há ainda o Lido - que não se compara com o Bolsi - porque é mais um bar e lanchonete onde se come bons sanduiches e bebe-se cervejas do Brasil e da Colômbia.

   Quem nos atendeu no Bolsi foi o mâitre Victor Hugo, 22 anos de casa, um garçom de longo curso vestido num smoking bem alinhado ao seu corpo, sem dobras.

   Como não conheço a culinária típica do Paraguai solicitei uma sugestão e Victor Hugor disse que, o melhor da casa ou pelo menos o mais apreciado era o Surubi Guarani um pintado de água doce servido com creme de zapallitos (abobrinha) e arroz branco.

   - Que lhe parece - perguntei a señora Bião de Jesus.

   - Não me agrada. Vou preferir outra pedida - comentou.

   - A mi me parece de bom gosto - traduzi para Victor Hugo sobre sua sugestão.

   - Sí, és um plato mui saboroso.

   Enquanto la señora Bião resoilvia o que deseja comer solicitei ao bom garçom que nos servisse um Zucardi Alambrado Cabernet Sauvingnon de uma bodega de Mendoza, tinto.

   - Si, en instantes traré - rodopiou nos canlcanhares Victor Hugo enquanto um dos seus auxiliares colocava sobre a nossa mesa junto a uma rosa vermelha uma cesta de pães, torradas e quesos.

   Que generoso o Bolsi nessa entrada. Com o vinho na temperatura da cidade - está-se no inverno em Assunção e as temperaturas variam entre 6 e 9 graus durante os dias - a mesa ficou ainda mais graciosa.

   O Bolsi estava bem frequentado por casais e um grupo de mulheres que comemoravam um aniversário. 

   La señora Bião se manifestou ao solcitiar um Lomito Quattro Formaggi com champiingnos, esparragos servido com papas a la creme.

   - Que lhe parece - perguntei a Victor Hugo. 

   - És también um plato mui solicitado por las personas - arquitetou em sorriso.

   - Que assim seja. Um Surubi Guarani para mi e um Lomitto para a madame - apontei.

   - Com gusto, com gusto - sussurrou o mâitre.

    Ficamos então a bebericar o Zucardi, o apreciável e aromático argentino de Mendoza.

   La señora Bião estava admirada com o burburrinho das mulheres reunidas e a confraternização. Uma chuva intensa e com pingos d'água gelada caía en la calle. O clima no Bolsi era de romantismo. Hizo luego unas duas ou três declarações de amor a madame.

   E lá veio Victor Hugo e seus auxiliares com o nosso pedido principal.

   O surubi me pareceu estranho no visual. A crama de zapallitos amarelo não deu-me boa impressão. La señora Bião sorria com minha cara. O seu lomito estava de dar água na boca.

   Pero, quando experimentei o surubi e a crema da abobrinha não tive do que reclaram. Estavam deliciosos.

   Até perguntei a madame se ela não gostaria de provar.

   - Nem pesar. Estou satisfeito com o lomito.

   Ah! que coisa! 
 O certo é que os platos estavam deliciosos e gostamos muito do Bolsi, um lugar muito interessante para jantar e badalar em Assunção.
------------------------------------------------------------ 
Bolsi Restaurante
Calle Estrela 399 esquina Alberdi
Tel: (595) 491-841/2
Assunção, Paraguai
Centro Histórico da Cidade - área financeira 
www.bolsi.com.py
info@bolsi.com.py
Aconselha-se fazer reserva
Suribi Guarani 60.000 guaranis (R$37,50)
Lomitto Quattro Formagis 55.000 guaranis (R$34,00)
Vino Zucardi Cabernet Sauvingnon 95.000 guaranis (R$59,00)
Aceita Cartões Internacionais - Visa e outros
Local dispõe de três ambientes - restaurante, lanchonete-café e bar
Classificação para o restaurante 3 DONS