sexta-feira, 05 de junho de 2020
Colunistas / A Boa Mesa
Dom Franquito

NO ANGELO COLONIAL de La Paz, Dom Franquito encara el Pique a lo Macho

El Pique a lo Macho é um prato alimentado de carne de llama
01/05/2015 às 11:31
Tenho predileção por restaurantes com decoração intimista com fotos nas paredes, quadros, objetos de arte, lustres antigos, vasos, flâmulas, ainda que os contemporâneos, mais cleans, são alguns deles muito agradáveis. Os intimistas, no entanto, fazem mais minha cabeça, pois, além disso, via de regra têm boa comida.

    Para descobri-los é preciso alguma dose de sorte, faro fino e/ou informações de alguém sobretudo quando se está no exterior. E yo creo que tengo esse faro. Andando pela Av Mariscal Santa Cruz, a principal da capital boliviana, aportei no Angelo Colonial e, de cara, senti aquela sensação de prazer, de frequentar um local, como diz o slogan da casa, "Donde los encontros hacen posible imposible". Mas pertinaz que isso impossível. 

   Fiquei admirado com a quantidade de objetos antigos e de arte existente neste restaurante - desde uma motocicleta antiga a máquinas de escrever e calcular remington décadas de 1960; objetos de arte, quadros, prataria; uma ambientação que me agrada bastante.

    La señora Bião de Jesus sempre chique não se entusiasma muito com essas coisas, pero, un poco cansada e acometida do mal das alturas, queria mesmo era acalmar-se com uma daquelas bem geladinhas. Familiar à Paceña Oro, a mejor cerveza de La Paz, assim sinalizou a una chica.

   Mônica, a garçonete que nos atendeu, muy simpatica chica, pero, no tan graciosa, disse-nos que geladissima mesmo estava a Huari, pureza de origem, a cor de mel fabricada em Oruro.

   Quem seríamos nosostros para contestar uma experiente garçonete. 

   - Que nos ofereça duas long-necks - solicitamos em unissono.

   Mônica assim fez e trouxe-nos as Uari que são servidas em copos enormes com a marca Huari, uma grife, parecendo aqueles copos das cervejas alemãs. Copos altos, finos. Nada de canecas.

   Deliciosa a Huari. O nome nos pareceu simpático - Huari - até porque la señora Bião tens lo nombre principal de Uara, Ohara, Ohra, O, é tanto nombre que só tomando mais uma gelada para acertar la pronuncia.

    Numa casa dessa naturaleza nada como provar um prato bem típico da Bolivia e assim optamos - por sugestão de Mônica - a um Pique a lo Macho - carne de llama em cubos xadrez, molho picante, linguiça, queijo, tomate, batatas, cebola e azeitonas pretas.

   Ficamos nos distraindo e pesquisando a decoração da casa, apreciando mais Huaris até que a chinca trouxesse o principal, beliscando umas torradinhas con queso.

    Sêo moço! quando Mônica apareceu com el Pique a lo Macho e provamos as primeiras garfadas senti que, de fato, como diz o sobrenome do prato, era coisa de macho, macho-macho-man. 

   O molho era de tal forma ardiloso que haja Huaris. O sabor da carne ficava no segundo plano, pero, macios os cortes axadrezados da llama estavam deliciosos. 

    Os bolivianos adoram molhos apimentados escuros parecendo lambão e nem as batatas escapam deles sendo servidas bentuzadas.

    Pois dito, el Angelo Colonial, de fato, hacen posible el imposible e degustamos todo aquele Pique a lo Macho só pela metade.

    No final do almoço, Mônica nos perguntou: - Que tal?
- Mui saboroso disse yo, pero, con pimenta demais.

   - Entonces quando fuiste a otro restaurant peça a la chica para poner menos pimenta, hace parte de nuestra culinária.

    Assim anotamos, pagamos la cuenta e salimos a andar pela Mariscal soprando vento.
--------------------------------------------------------------------------- 
Restaurante Angelo Colonial
Av Marciscal Santa Cruz, 1066
(Próximo ao Convento de São Francisco
La Paz, Bolivia
Fone 2124979
Não é necessário reserva
Pique a Lo Macho 95 bolivianos (R$47,00)- serve duas pessoas 
Cerveja Huari 18 bolivianos (R$9,00) long-neck
Aceita cartões Visa e outros
Classificação 3 DONS