segunda-feira, 30 de novembro de 2020
Direito

PF CUMPRE 6 MANDADOS DE PRISÕES NA SESAB E PGE DIZ QUE ACOMPANHA AÇÃO


Estado tem interesse na apuração dos fatos, diz PGE sobre operação na Sesab
Tasso Franco , da redação em Salvador | 19/11/2020 às 09:31
Hospital Regional de Juazeiro
Foto:

A Procuradoria Geral do Estado da Bahia (PGE) acompanha, por um dos seus Procuradores de Estado, o cumprimento do mandado de busca e apreensão na sede da Secretaria Estadual de Saúde (Sesab), nesta quinta-feira (19), de documentos relacionados ao Hospital Regional de Juazeiro e às instituições IBDAH e APMI. A orientação é a de garantir o fiel cumprimento da decisão judicial, considerando que o Estado da Bahia é o maior interessado nos esclarecimentos dos fatos.

A Polícia Federal (PF) cumpre nesta quinta-feira, 18, seis mandados de prisão, além de 16 mandados de busca e apreensão, na sede da Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), em Salvador, e nos municípios de Castro Alves, Guanambi e Juazeiro.

A ação, batizada de Metástase, possui apoio da Controladoria-Geral da União (CGU) e tem objetivo de desarticular um esquema de fraude em licitações e desvio de recursos públicos que seriam destinados para a gestão do Hospital Regional de Juazeiro.

A medida ocorre por conta de inquérito instaurado em setembro deste ano pelo Ministério Público Federal (MPF) com objetivo de apurar supostos desvios no Hospital Regional de Juazeiro.

Hospital Regional de Juazeiro

No dia 8 de setembro o MPF abriu um inquérito para apurar supostos desvios no Hospital Regional de Juazeiro, na região do Vale do São Francisco.

A base do inquérito são possíveis desvios, incluindo recursos federais, atribuídos à empresa que gere o hospital. O MPF suspeita que a terceirizada não cumpriu metas estipuladas no contrato de gestão com o Estado.