quarta-feira, 02 de dezembro de 2020
Direito

MÉDICA SÁTTIA DIZ A POLICIA QUE HOMEM FALAVA EM 'ACABAR' COM VIDA DELA

Com G1 informações
Tasso Franco , da redação em Salvador | 29/10/2020 às 17:55
Sáttia Lorena caiu do 5º andar de prédio
Foto: Redes Sociais
A médica Sáttia Lorena Patrocínio Aleixo, que caiu do 5º andar de um prédio em Salvador, durante uma briga com o companheiro, disse em depoimento à polícia que no dia da queda, o também médico Rodolfo Cordeiro Lucas, falava que ia acabar com a vida dela.

A informação consta em documentos do segundo depoimento de Sáttia, que foram obtidos com exclusividade pela TV Bahia.

A equipe de reportagem tentou, mas não conseguiu contato com a defesa do médico Rodolfo Cordeiro Lucas.

Sáttia prestou um depoimento ainda no hospital, mas não se recordava de detalhes do dia do ocorrido. O caso aconteceu no dia 20 de julho. Após deixar a unidade de saúde, ela prestou o segundo depoimento, no dia 28 de setembro.

Ameaças
No depoimento, Sáttia contou à polícia que, no dia 20 de julho, quando caiu da janela do apartamento, ela recordou que Rodolfo estava segurando o pescoço dela, ameaçando cortar o rosto dela e dizendo que iria acabar com a vida dela.

Durante a semana, antes da queda, Rodolfo teria dito que se ela terminasse o relacionamento, ele acabaria com a vida dela. Conforme consta no depoimento, Sáttia achou que fosse "brincadeira". Ela ainda relatou que ao partir para cima dela, no dia da queda, ele repetia: "Eu avisei".