segunda-feira, 21 de setembro de 2020
Direito

Agosto Lilás tem ações de combate à violência contra mulher

A SPMJ disponibiliza diversos serviços para ajudar e acolher o público feminino
Secom Salvador , Salvador | 07/08/2020 às 13:26
Agosto Lilás tem ações de combate à violência contra mulher
Foto: Divulgação

Para conscientizar a população sobre a importância da campanha Agosto Lilás, que chama a atenção para a prevenção e combate à violência contra a mulher, a Secretaria Municipal de Políticas para Mulheres e Juventude (SPMJ) disponibiliza diversos serviços para ajudar e acolher o público feminino. Além disso, promove cursos profissionalizantes e de autodefesa, para que as mulheres possam resgatar a autoestima e a cidadania.

                                                                                                   

Entre o mês de janeiro e junho deste ano, foram realizados 2.012 atendimentos e acolhimentos, com atuação da equipe de psicólogas, assistentes sociais, psicopedagoga, advogada, plantonistas e até mesmo a parceria com guardas civis municipais. O atendimento é feito em duas unidades, uma delas também com acolhimento, onde são ofertadas atividades e palestras com foco no resgate da autoestima feminina.

 

Apesar da pandemia do novo coronavírus, a assistência é realizada de forma contínua, com plantão de 24h, através dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) e em parceria com as Delegacias Especializadas de Atendimento à Mulher (Deams). “Entendemos que essa luta é constante para garantir os direitos das mulheres soteropolitanas. Por isso, não só durante o mês de agosto, trabalhamos com a efetivação de programas e ações que visem protegê-las da violência e conscientizá-las, a fim de ajudar para que rompam esse ciclo”, destaca a secretária da SPMJ, Rogéria Santos.

 

Projetos – Para apoiá-las, o órgão planejou diversas iniciativas voltadas para capacitação e qualificação profissional. Só no último ano, cerca de 500 mulheres foram certificadas por programas como o Marias na Construção, Beleza Pura, SPMJ Gourmet, Curso de Defesa Pessoal em parceria com a Guarda Civil Municipal, Salvador Delas, Por Elas na Escola e o Núcleo de Enfrentamento e Prevenção ao Feminicídio (NEF).

 

Fernanda Ramos, de 40 anos, recebeu qualificação como confeiteira através do curso oferecido pela secretaria. “O curso da SPMJ mudou minha vida e ele apareceu no momento em que mais precisava. Foi onde aprendi tudo o que sei hoje, desde a panificação básica à confeitaria avançada. Graças ao programa, atualmente trabalho com isso. As aulas foram muito bem elaboradas”, relata.

 

Acolhimento – Para atender e acolher todas as mulheres que são vítimas de violência, o Centro de Atendimento à Mulher Soteropolitana Irmã Dulce (Camsid), na Ribeira, continua funcionando normalmente durante o período de quarentena. O plantão é de 24h e a equipe multidisciplinar é formada por advogadas, assistentes sociais e psicólogas.

 

Já o Centro de Referência de Atenção à Mulher Loreta Valadares (CRAMVL), nos Barris, também está funcionando em plantão de 24h, de sobreaviso, para atender e encaminhar todas as demandas que surgirem durante o período de quarentena. Além disso, a manutenção dos atendimentos das mulheres assistidas passou a ser feito de maneira remota.

 

Em caso de violência doméstica ou familiar, a denúncia pode ser feita por qualquer pessoa, por meio do Disque 180. Ou ainda, pode entrar em contato com os centros de referência do município, através do e-mail camsidspmj @ gmail. com.