quinta-feira, 13 de agosto de 2020
Direito

Caso Maddie. Autoridades alemãs fazem escavações junto à casa suspeito

Com informações do DN Portugal
Tasso Franco , da redação em Salvador | 28/07/2020 às 10:25
Escavações em hannover
Foto: AP
A Polícia alemã está a fazer escavações num lote de jardim perto de uma zona onde viveu o suspeito do rapto e morte de Madeleine McCann, Christian Brueckner, perto de Hannover.

"Posso confirmar que a busca está sendo realizada em conexão com nossas investigações sobre o caso Maddie McCann", disse à AFP a promotora de Brunswick, Julia Meyer, quando questionada sobre a medida relatada pela primeira vez pelo jornal local Hannoversche Allgemeine Zeitung.

A polícia revelou em junho que estava a investigar um alemão de 43 anos acerca do desaparecimento de Maddie, que tinha três anos em 2007, acreditando que ele a matou.

Madeleine McCann desapareceu do apartamento da sua família num resort na Praia da Luz, no Algarve, a 3 de maio de 2007, alguns dias antes de comemorar o quarto aniversário, enquanto os seus pais jantavam com amigos num bar de tapas nas proximidades.

Apesar de uma enorme investigação internacional, nenhum vestígio de Maddie foi encontrado, nem ninguém foi acusado pelo desaparecimento da menina.

A polícia britânica começou por formar uma equipa em 2011 para rever toda a informação disponível, abrindo um inquérito formal no ano seguinte, tendo até agora despendido perto de 12 milhões de libras (14 milhões de euros).


A Polícia Judiciária (PJ) reabriu a investigação em 2013, depois de o caso ter sido arquivado pela Procuradoria Geral da República em 2008, ilibando os três arguidos, os pais de Madeleine, Kate e Gerry McCann, e um outro britânico, Robert Murat.

Suspeito com histórico de crimes sexuais
O suspeito, que não foi identificado pela polícia, mas identificado pela imprensa alemã como Christian Brueckner, tem um histórico de crimes sexuais, incluindo pedofilia e violação. Atualmente está a cumprir uma sentença por tráfico de drogas em Kiel.