quinta-feira, 13 de agosto de 2020
Direito

Aras dá parecer para Bolsonaro depor por escrito no caso Moro

Procurador-geral também afirma em documento que o presidente tem o direito de escolher se prefere ir pessoalmente ou ficar em silêncio
Tasso Franco , da redação em Salvador | 02/07/2020 às 19:26
Augusto Aras
Foto:
O procurador-geral da República, Augusto Aras, encaminhou nesta quinta-feira (2) parecer ao STF (Supremo Tribunal Federal) que recomenda que o presidente Jair Bolsonaro preste depoimento por escrito no inquérito que investiga declarações do ex-ministro Sergio Moro sobre suposta interferência na Polícia Federal.

O procurador-geral afirma também no documento que o presidente tem o direito de escolher se prefere ir pessoalmente ou mesmo ficar em silêncio. Caso ele vá pessoalmente, poderá escolher data e local para o depoimento.

A consulta ao procurador-geral foi solicitada pelo relator do caso no STF, o decano Celso de Mello, que decidirá como Bolsonaro será ouvido no processo.

Aras cita também o ministro Luís Roberto Barroso, que autorizou depoimento por escrito do então presidente Michel Temer em outro caso.