quinta-feira, 06 de agosto de 2020
Direito

Ex-chefe F1 diz que muitas vezes 'negros são mais racistas q brancos"

Ex-chefe da Fórmula 1 diz que muitas vezes 'negros são mais racistas que brancos' (Com informações do Extra)
Tasso Franco , da redação em Salvador | 26/06/2020 às 13:01
Bernie Ecclestone
Foto:

 O ex-chefão da Fórmula-1 Bernie Ecclestone causou controvérsia, nesta sexta-feira, ao afirmar que "em muitos casos, pessoas negras são mais racistas que as brancas". A declaração se deu após ele ser questionado sobre a Comissão Hamilton, criada pelo piloto Lewis Hamilton para promover a diversidade racial no automobilismo.

— Não acho que vá trazer algo bom ou ruim para a Fórmula 1. Apenas fará com que as pessoas pensem no que é mais importante. Em muitos casos, pessoas negras são mais racistas que as brancas — afirmou ao canal americano CNN.

Apesar da crítica à iniciativa, Ecclestone elogiou o engajamento de Hamilton no movimento Black Lives Matter (Vidas Negras Importam, em inglês). Além da comissão, o hexacampeão da Fórmula 1 tem divulgado os protestos e mesmo participado deles, como fez no último domingo, em Londres.

— Lewis é especial. Primeiro, ele é muito, muito, muito talentoso como piloto. E agora parece que ele também é muito talentoso ao se posicionar e fazer discursos — elogiou. — Ele está fazendo um ótimo trabalho, e são pessoas assim, facilmente reconhecíveis, a quem as pessoas escutam.

Esta não é a primeira vez que Ecclestone faz comentários reprováveis. Em 2009, ele elogiou a habilidade de executar tarefas do nazista Adolf Hitler — e se desculpou. Também já apoiou a controversa política do presidente russo Vladimir Putin em relação a homossexuais e afirmou que mulheres da Fórmula 1 deveriam se vestir de branco "como todos os outros aparelhos domésticos".