quinta-feira, 02 de abril de 2020
Direito

Justiça acata pedido do MPBA e proíbe cremação de corpo de ex-policial

Com informações da Ascom MP BA
Da Redação ,  Salvador | 19/02/2020 às 08:59
Adriano Magalhães
Foto: DIV
Justiça acata pedido do Ministério Público da Bahia e proíbe cremação de corpo de ex-policial
O corpo do ex-policial do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) do Rio de Janeiro, Adriano Magalhães da Nóbrega, deverá ser submetido a perícia necroscópica complementar pelo IML do Rio de Janeiro e não poderá ser cremado até à realização do exame.

A decisão é do juiz da comarca de Esplanada, Augusto Yuzo Jouti, que atendeu pedidos cautelares de antecipação de provas formulados pelo Ministério Público do Estado da Bahia e por familiares do ex-policial, morto no último dia 9 de fevereiro durante diligência para cumprimento de mandado de busca e apreensão e mandado de prisão. O laudo do novo exame deve ser apresentado à Justiça baiana em 15 dias. 

Na decisão, o juiz também determinou que a Secretaria de Segurança Pública do Estado da Bahia  disponibilize as gravações dos rádios transmissores utilizados pelos agentes policiais no dia da operação policial e realize exame papiloscópico nas munições não deflagradas da pistola supostamente encontrada com Adriano. As provas deverão ser apresentadas no procedimento em trâmite no Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), em Salvador.