segunda-feira, 17 de fevereiro de 2020
Direito

ARAS RECUA E DIZ QUE VAI PAGAR DESPESAS PARA IR A CANONIZAÇÃO DE DULCE

Ele ficará fora de 9 a 15 de outubro. No texto, o PGR diz que participará da cerimônia “na qualidade de representante do Ministério Público Federal”.
Da Redação , Salvador | 03/10/2019 às 18:43
Augusto Aras é devoto da futura santa
Foto: DIV
   Segundo matéria da colunista Bela Megale, O Globo, o novo procurador-geral da República, Augusto Aras, viajará para o Vaticano para acompanhar a cerimônia de canonização de Irmã Dulce com despesas pagas pelo Ministério Público Federal (MPF).  Documento interno do MPF, Aras deve viajar com sua mulher, a subprocuradora Maria das Mercês de Castro Godilho Aras, e também com o subprocurador Alcides Martins, que foi PGR interino por uma semana. O custo total estimado, de acordo com esse mesmo documento, é de R$ 67 mil para seis dias de viagem.

   Ainda de acordo Bela, um despacho da Secretaria de Cooperação Internacional da PGR apresenta as estimativas dos gastos. As passagens aéreas de classe executiva para Aras deve custar R$ 22.113,14. O documento não deixa claro se o valor inclui o transporte da mulher. Também participará da viagem o subprocurador Alcides Martins, cuja passagem em classe econômica é de valor estimado R$ 6.000. O documento aponta ainda que os três receberão seis diárias para custear despesas com traslado, hospedagem e alimentação. Aras, por ser PGR, tem direito a R$ 13.580,00 em diárias. Já sua mulher e Alcides, na condição de subprocuradores, receberão um total de R$ 12.908,00 cada.

   Após a publicação da nota, Aras recuou e disse que pagará as despesas do próprio bolso. A assessoria de imprensa do PGR entrou em contato com a coluna e afirmou que Aras abriu mão das diárias e que vai arcar com os custos da passagem dele e de sua mulher. Também informou que o subprocurador Alcides Martins não os acompanhará na ida ao Vaticano. 

   No site do MPF até 1hh de hoje não havia nenhuma nota de esclarecimento sobre esse fato.