quinta-feira, 02 de julho de 2020
Direito

MORO pede licença de uma semana para tratar de 'assuntos particulares'

Sergio Moro pediu para deixar o cargo de ministro de Bolsonaro por cinco dias, durante o mês de julho
Da Redação , Salvador | 08/07/2019 às 15:03
Sérgio Moro
Foto:
O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, solicitou afastamento do cargo "para tratar de assuntos particulares". Não ficou clara se a solicitação tem alguma relação ou não com as polêmicas que vêm envolvendo o nome de um dos principais ministro do governo Bolsonaro.

A licença de Sergio Moro será tirada no período entre os dias 15 e 19 de julho. Ela foi autorizada por despacho presidencial publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira (8) e não foi comentada pelo ministro nas redes sociais ainda.  
Por sua vez, o próprio Ministério da Justiça e Segurança Pública explicou à imprensa que o afastamento de Moro se trata de uma licença não remunerada prevista em lei. "Por ter começado a trabalhar em janeiro, o ministro não tem ainda direito a gozar férias. Então está tirando uma licença não remunerada, com base na Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990", diz nota.