quinta-feira, 21 de outubro de 2021
Cultura

CORPO DO FOTOJORNALISTA ROGÉRIO FERRARI SERÁ CREMADO NA QUARTA-FEIRA

Com Giro de Ipiaú, Sinjorba e redação
Tasso Franco , da redação em Salvador | 20/07/2021 às 15:03
Rogério no Jô Soares
Foto: REP
      A cerimonia de cremação do corpo do fotojornalista Rogério Ferrari foi adiada para amanhã, quarta-feira, 21, no Crematório do Cemitério Jardim da Saudade, em Brotas/Salvador, às 1030h. Parte de suas cinzas deverão se espalhadas em algum lugar de Ipiaú. 

   Rogério faleceu na tarde de segunda-feira (ver aqui), no Hospital Santo Antônio, em Salvador. Antropólogo e fotojornalista, Rogério Ferrari tinha 56 anos e vinha lutando contra um câncer que foi diagnostico no final do ano passado.

    A Prefeitura de Ipiaú e a Diretoria de Cultura, em nota, expressaram solidariedade aos familiares e amigos enlutados pela irreparável perda.

   Em nota, a direção do Sinjoirba anota: - O Jornalismo, com “J” maiúsculo mesmo, perdeu um de seus grandes nomes na Bahia, com a partida hoje à tarde (19.08) do fotojornalista Rogério Ferrari, aos 56 anos. Quem teve a honra de trabalhar com Ferrari sabe de que se tratava de um profissional de alta qualidade e de um artista de talento raro, sempre militante e engajado, trabalhando em veículos como A Tarde e El Tiempo (México), revistas Veja, Carta Capital e Acción (Argentina), e agências de notícias Prensa Latina (Cuba) e Reuters. 

   Suas fotografias, em diversas partes do mundo, contemplam a resistência das Mães da Praça de Maio, na Argentina; a Crise dos Balseiros, em Cuba; a intervenção das Forças Armadas, no Rio de Janeiro; as mulheres descendentes dos povos Maias, no México e Guatemala; a Rebelião Zapatista, no México; os Refugiados do Curdistão; e a ocupação israelense na Palestina. 

   O Sindicato dos Jornalistas da Bahia lamenta muitíssimo esta grande perda, enviando um abraço solidário para os familiares, amigos, admiradores e conterrâneos de Ferrari, filho dileto da sua querida Ipiaú. 

   COMENTÁRIO DO BJÁ

    Salvo melhor juizo Rogério começou sua trajetória como fotógrafo profissional em jornalismo no Bahia Hoje, 1993, primeiro jornal computadorizado da Bahia que montamos com o empresário Pedro Irujo, em Salvador. (TF)