quarta-feira, 21 de abril de 2021
Cultura

A HISTÓRIA DOS FRANCO II: PEPINO, O BREVE, E A LENDA DO REI MEROVEU

A atual França nasce dessas lutas e dos reis merovíngeos
Tasso Franco , da redação em Salvador | 08/04/2021 às 12:53
Pepino, o breve e Meroveu
Foto: REP

  Com a morte de Faramundo (365 d.C.430) primeiro rei dos Franco assume o reino seu filho Clódio Cabelos Compridos (reinou entre 428 d.C.-448), também conhecido como "cabeludo"). Integrava um dos povos germânicos que constituiam a Liga dos Franco. Com seu excército, Clódio derrotou os romanos que ocupavam a Gália comandados por Flávio Aécio e expandiu o território do seu reino. Fez de Torunai (Bélgica) a capital dos Franco. Sua agressividade em conquistar mais territórios levou a séculos de expansão por seus sucessores criando a atual França, a terra dos francos ou ferozes.

  O substituto de Clódio foi Meroveu (448 d.C457), o qual por lenda seria descendente de Jesus e Maria Madalena. Alguns historiadores afirmam (sem prova convicente) que Madalena se refugiou com os filhos nesta região da Europa, após a execução de Jesus. Outra lenda conta que a esposa de Clódio foi nadar no mar enquanto estava grávida de Meroveu. Encontrou um ser maritimo estranho (tritão) que a teria estruprada misturando seu material genético. Meroveu cresce com poderes sobrenaturias. Por isso se tornou um rei mago. Meroveu foi uma lenda do seu tempo. Um rei importantíssimo entre os franco, fundador da dinastícia merovíngea.

   Foi substituido no trono por seu filho Childeric I (436-481) sepultado em Torunai (Bélgica). Em 1655, um pedreiro descobriu seu túmulo e o escritor Jaques Chifflet escreveu um livro intitulado a "Ressureição de Childeric". Seu filho Clóvis I (466-511) o substituiu. 

  Depois de Clóvis assumuiu o comando do rei Clotário (497-561), conhecido como "o velho". Ele viveu 64 anos quando a média de idade dos reis nessa época variava entre 30 a 40 anos. Era também rei da França e de Soissons. Depois, assume Childeric II, filho de Clotário. Em seguida, Clotário II (o jovem) pois viveu entre 584-629. 

  Assume o reino Dagoberto I - filho da segunda esposa de Clotário que reinou dez anos entre 629-639. Dagoberto teve dois filhos: Clóvis II (le fainéant - o fraco) e Sigberto III, este foi rei somente de uma região no nordeste de Paris. Faleceu em 656 e assume sei filho Dagoberto II que vivia exilado na Irlanda. Época de rivalidade intensa entre diversas facções politicas no reino. Narra-se que o rei foi assassinado enquanto descansava embaixo de uma árvore. O poder real era mais exercido pelo prefeito do Palácio.

  A partir daí vai surgir a dinastia dos carolíngeos que terá seu auge com Carlos Magone, fundador de um império, entre os séculos VIII e IX. Na próxima matéria veremos isso.