segunda-feira, 30 de novembro de 2020
Cultura

UM POEMA NO DIA DA CONSCIÊNCIA (CONCORRÊNCIA) NEGRA, por HARIELIO TECO

Harielio Teco é comerciantes na cidade de Serrinha
Harielio Teco , Serrinha | 20/11/2020 às 18:34
Ser negro
Foto:
Dia da concorrência.

Ser negro preto roxo branco moreno
Que muda!
Ser negro
Ser o suficiente para modar a raça
Viver para ter a chance
De ter uma vaga garantida na universidade
Viver para ser visto na tribuna de um tribunal de justiça
Uma vaga em um pleito eleitoral
Vistir a batina de onde nem na porta podia ficar
Apanhar na senzala para não ver suas mulheres servi aos patrões
Viver para assistir Escrava Izaura
E ler Castro Alves Navios Negreiros
Achar que tá tudo bom ver a Maju jornalista global ser atropelada com palavras
Jogadores de futebol virar macacos e ver que existe macacos brancos
E dizer sou livre
Mais a judiação é grande e você não pode se entregar ou mudar de cor
Pode botar um nariz curtico e te chamarão um palhaço negro